Vestibulares de 14 instituições de ensino serão canceladas na Bahia

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou na quinta-feira (5) que 14 instituições de ensino superior na Bahia terão vestibulares suspensos. Foi que 270 cursos de graduação do país teriam o ingresso de novos alunos suspenso, sendo 16 deles na Bahia. A lista completa das instituições foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta (6).

A penalidade é resultado da divulgação do Conceito Preliminar de Cursos (CPC) de 2012. Em uma escala até 5, os conceitos 1 e 2 são considerados insatisfatórios. “Nossa obrigação é assegurar qualidade aos estudantes”, disse Mercadante. “Não tem negociação, os critérios são rigorosos”, concluiu.

Além da medida cautelar de suspensão de ingresso, os cursos com CPC 1 ou 2 terão de firmar protocolo de compromisso, com plano de melhorias detalhado e medidas a serem tomadas em curto e médio prazo.

Em 60 dias, os cursos mal avaliados devem passar por reestruturação no corpo docente. Ou seja, investir em dedicação integral e titulação dos profissionais. Em 180 dias, devem readequar a infraestrutura e o projeto pedagógico. O plano de melhoria será acompanhado por uma comissão de avaliação e, caso se verifique o não cumprimento das medidas, o curso poderá ser fechado.

Na Bahia, doze cursos tiveram tendência positiva, o que significa que as faculdades poderão matricular os alunos aprovados nos vestibulares, caso realizem as mudanças presentes no protocolo de compromisso. Outros quatro não poderão matricular, de forma alguma, os alunos aprovados, sendo o vestibular cancelado.

Os comentários estão fechados.