Vereador acusa prefeito de Eunápolis de negligenciar a Saúde do município

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o vereador Jurandir Leite, de Eunápolis, no extremo sul da Bahia, denunciou a crise da saúde no município. O edil acusa o prefeito Robério Oliveira (PSD) de incapacidade, e o secretário de Saúde de conivência. Ele explica que, nos últimos 60 dias, a cidade perdeu mais de 400 cirurgias eletivas.

“Ele perdeu as cirurgias eletivas, que o dinheiro já estava na conta, eram 700, ainda na gestão do prefeito interino foram feitas 300 e as outras 400 ficaram para ser continuadas, porque o Baioco saiu pela volta do prefeito, que estava afastado, e este não deu continuidade”, afirmou o vereador.

Além disso, Leite acusa a prefeitura de não ter renovado contratos com os laboratórios, deixando os cidadãos sem esse tipo de serviço de saúde. “Resta lembrar que a ex-secretária deixou a planilha pronta para que esta nova gestão, que o gestor que assumiu, viesse a fazer a renovação. O secretário que assumiu no lugar dela não fez seu papel, o prefeito também não fez e ninguém consegue marcar um exame pelo SUS em nosso município”.

Ainda no vídeo, o vereador chama atenção para a situação que passa o hospital regional: “É uma situação muito drástica, sem leitos, lotados, falta remédio, tudo e mais um pouco”.

A reportagem do BNews tentou contato com a prefeitura, mas só conseguiu falar com a Central de Regulação, que passou outros dois números de telefone, da Secretaria de Saúde e prefeitura, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento da matéria.

Os comentários estão fechados.