Vendedor assassinado no São Caetano

O corpo de Thiago Henrique Magalhães, de 18 anos, já foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de Itabuna. Segundo o perito Messias Malheiros,o rapaz foi alvejado por cinco disparos: três nas costas, um no peito direito e um no punho direito, o que dá a entender que o jovem tentou se defender, em vão, do ataque.

Ao que tudo indica, a vítima, que trabalhava na distribuidora, estava almoçando, sentada na escada do estabelecimento, no exato momento em que o assassino chegou. Um prato quebrado, garfo e restos de comida espalhados pelo chão estavam próximo ao corpo.

Thiago, como foi informado por populares no local, era, de fato, evangélico. Já tinha morado no Banco Raso, mas atualmente residia no Pedro Jerônimo. A motivação de tamanha violência ainda é um mistério. De um lado, há quem diga que o rapaz nunca teve envolvimento com o crime. De outro, existem relatos que ele teria cometido infrações no passado, mas que havia mudado de vida, após se tornar evangélico. A polícia investiga o caso.

Os comentários estão fechados.