Vaquinha virtual pró-Lula soma R$ 80 mil em menos de 24h

Uma vaquinha virtual para custear a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) arrecadou pouco mais de R$ 89 mil em menos de 24 horas de funcionamento. O financiamento coletivo, disponível no site oficial do petista, foi lançado na quarta-feira (6).

Até o início da tarde desta quinta (7), mais de 940 pessoas haviam contribuído para esse montante. Os valores de doações estão entre R$ 10 e R$ 1.064.

Segundo o PT, não há um valor específico de meta a ser fechada. Os rescursos serão destinados à pré-campanha de Lula, que será lançada oficialmente nesta sexta (8). Entre seus apoiadores, figuram nomes como a filósofa Márcia Tiburi e os ex-ministros de gestões petistas Ideli Salvatti e Ricardo Berzoini.

Essa forma de arrecadação passou a ser permitida pela legislação eleitoral nas eleições deste ano. A lei estabelece que as doações só possam ser repassadas aos políticos após o dia 15 de agosto, depois do registro da candidatura –que só então passará por análise do TSE.

Lula está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril. Ele cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão após ser condenado por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex em Guarujá (SP).

O PT tem insistido que, mesmo preso, ele será o candidato do partido à Presidência da República nas eleições deste ano. Condenado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o ex-presidente se encontra, em tese, inelegível pela Lei da Ficha Limpa e pode ter sua candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os comentários estão fechados.