Universidades Estaduais paralisam atividades nesta quinta-feira

Os professores, técnico-administrativo e estudantes das universidades estaduais da Bahia fecharam os portões e paralisaram as atividades acadêmicas nesta quinta-feira (7). Com a participação da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), a paralisação está sendo realizada com o objetivo de reivindicar mais recursos financeiros para as instituições de ensino.

Campus da UESC (Foto: Divulgação)
Campus da UESC (Foto: Divulgação)

A ação tem como objetivo denunciar o déficit orçamentário; reivindicar, no mínimo, 7% de Receita Líquida de Impostos (RLI); posicionar-se contra o Decreto 14.710, que prevê o contingenciamento de recursos; e posicionar-se contra a previsão de corte orçamentário de R$ 12 milhões previsto para 2014; de acordo com a assessoria de comunicação da Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (ADUNEB).

Segundo a ADUNEB, a demanda de 7% da RLI, reivindicada desde 2010, é necessária para suprir as demandas de expansão dos cursos de graduação, pós-graduação, pesquisa, extensão, ampliação dos programas de permanência estudantil, elaboração do plano de cargos e salários do segmento técnico-administrativo, entre outros pontos, e o repasse do estado neste ano foi de apenas 4,87% da RLI. Ainda segundo a associação, para 2014, a previsão orçamentária é de 4,92% e no próximo ano, serão cortados das universidades estaduais da Bahia cerca de R$ 12 milhões em investimento e custeio.

Os comentários estão fechados.