Único Hospital pediátrico de Itabuna fecha as portas , criança atropelada tem atendimento recusado e caso vai parar na delegacia

Moradores de Itabuna foram pegos de surpresa neste sábado (22) com a suspensão do atendimento no Hospital Manoel Novaes, único hospital pediátrico da cidade. Os portões da unidade estão fechados e um cartaz anuncia: “Hospital superlotado! Atendimentos suspensos temporariamente”. Por volta das 17h, uma menina de apenas 10 anos foi atropelada e socorrida pelo SAMU, sendo encaminhada ao Hospital Manoel Novaes. Na unidade hospitalar, o atendimento foi negado, mesmo diante da gravidade do fato. O SAMU acionou a polícia militar e, mesmo com a chegada da PM, a criança não foi atendida. Até as 21h40, a criança seguia dentro da unidade do SAMU no pátio do Complexo Policial.

Outros casos

Outras pessoas buscaram atendimento na unidade na noite de hoje, mas deram de cara com os portões fechados. Uma mulher, vinda de Arataca, chegava à unidade para ganhar neném aos 7 meses de gravidez, mas não foi atendida. Mais uma vez, a polícia militar foi acionada pelos presentes, que narraram os gritos de dor da mulher. Mesmo com a chegada da polícia, ela não foi atendida e a família decidiu tentar encontrar atendimento em Ilhéus.

Diretor

O Diretor da Santa Casa, André Werner, chegou à unidade e voltou a afirmar que o hospital estava superlotado e não teria condições de receber pacientes. Ele foi encaminhado à delegacia pela polícia militar, uma vez que a família da criança atropelada prestou uma queixa por omissão de socorro. Na delegacia, ele informou aos funcionários do SAMU que voltassem ao hospital, pois a menina atropelada seria atendida. A criança foi atendida mais de 5 horas após o acidente.

Nota da Santa Casa

A assessoria da Santa Casa encaminhou uma nota à imprensa sobre a suspensão do atendimento. Leia abaixo:

Mesmo tendo anunciado a suspensão do atendimento na Maternidade de Alta Complexidade do Hospital Manoel Novaes nessa sexta-feira (21.08), gestantes continuaram sendo encaminhadas para a Unidade, o que ocasionou o já previsto colapso do serviço, chegando a 55 Recém-Nascidos (RNs) internados em modalidade de Tratamento Intensivo (mesmo tendo havido 9 altas na UTI Neonatal neste mesmo dia). Estes atendimentos não previstos forçaram a abertura de um segundo anexo da UTINeonatal, sendo este na sala de recuperação Pós-anestésica do Centro Cirúrgico. Neste contexto e mediante quadro de incapacidade de gerenciamento da assistência por falta de recursos e profissionais para suprir a demanda de superlotação, a Direção Técnica do Hospital Manoel Novaes comunica a decisão de fechamento temporário de todo atendimento no Hospital Manoel Novaes, inclusive o serviço de Pediatria, que teve funcionários recrutados para auxiliar na assistência aos RNs internados na Neonatologia.

Aproveita-se para registrar que tal decisão foi por muito adiada, tendo em vista o notório impacto na assistência materno-infantil e neonatal para toda região, no entanto, o fechamento temporário garantirá a retomada das condições mínimas de segurança preconizadas pelos órgãos reguladores. Neste sábado e domingo (22 e 23.08), as equipes estarão trabalhando para acelerar o fluxo da assistência, havendo a possibilidade de novas altas hospitalares e a regularização do serviço nas próximas 48 horas, o que, acontecendo, será de pronto anunciada”. (Dra. Fabiane Irla Chavèz – Diretora Técnica do Hospital Manoel Novaes/SCMI) Texto: Bahia Hoje

Os comentários estão fechados.