Projeto Viv-à-rte oferece cultura e aprendizado à estudantes

O programa Viv-à-Arte tem o objetivo manter os estudantes com uma ocupação durante todo o dia, afastando-os da criminalidade, principalmente do tráfico, consumo de drogas e das ruas. As atividades culturais e esportivas serão realizadas de segunda a sexta-feira, durante todo o ano, no turno oposto ao das aulas. Na área de cultura, serão promovidas oficinas de artesanato, dança, música e teatro. Cerca de 100 educadores irão trabalhar com estas crianças. Além da Fundação Marimbeta, o programa municipal será coordenado pelas secretarias de Esportes e Recreação e da Educação e Fundação Itabunense e Cultura e Cidadania (FICC).

 

O Viva-A-Arte foi instituído em novembro pelo prefeito Claudevane Leite, tendo como principais objetivos oferecer às crianças e adolescentes uma atenção psicossocial integral, visando à elaboração de projetos para uma vida saudável. Pretende também promover o fortalecimento de uma cultura de paz, dentro do projeto Cidade de Paz, uma das prioridades da atual gestão municipal.

Prefeito Vane e crianças do Viv-à-rte (Foto: Divulgação)
Prefeito Vane e crianças do Viv-à-rte (Foto: Divulgação)

O programa pretende minimizar a incidência de crianças e adolescentes no mundo da violência, criminalidade, drogas e prostituição. Também favorecer o despertar da auto-estima, estimular a construção de projetos de vida saudável, oportunizar a compreensão e o uso da arte e do esporte como mecanismos de transformação e inclusão social.Na semana passada terminou o treinamento de duas semanas para os educadores. As inscrições já começam a partir desta semana. Em todos os bairros, crianças carentes podem se inscrever para participar do projeto, que espera atender cinco mil crianças na primeira etapa.O contato é a professora Deis -8816-6170, ela coordenou a preparação dos monitores.