Educação e acolhimento de crianças e adolescentes são pautas do Congresso Integrador do Ministério Público

Com o tema “Um olhar mais atento sobre as instituições de acolhimento e unidades de internação e semiliberdade de adolescentes”, a promotora de justiça, Eliana Bloizi, ministrou palestra em evento do Ministério Público. As atividades, que aconteceram no auditório da UESC, de quarta-feira (23) a sábado (26) integram o III Congresso Nacional Diversidade, Ética e Direitos Humanos/ I Congresso Integrador Nacional do Programa o MP e os Objetivos do Milênio/ a XVI Semana Jurídica da Universidade Estadual de Santa Cruz.

Eliana Bloizi – Promotora de Justiça.

Eliana Bloizi destacou que são necessárias mudanças nas metodologias e normas legais que regulamentam o acolhimento de crianças e adolescentes. “Estamos sempre trabalhando com as consequências, como a criminalidade e a falta de instrução, só que é imprescindível que direcionemos o nosso foco de trabalho para a causa. Percebemos, através dos estudos apresentados, que existem problemas na sociedade que precisam ser tratados emergencialmente, a exemplo dos vícios em drogas, violência contra a criança, a falta de profissionalização e boa educação para aquelas crianças e adolescentes que estão institucionalizados”, destacou. Ainda segundo a promotora, “os acolhidos precisam ter dignidade e direitos preservados, para que eles possam tornar a sociedade mais saudável”, acrescentou.

Professor Roberto Macedo.

Na oportunidade, o professor da UFBA, Roberto Sidnei Macedo discutiu amplamente a aprendizagem infantil e lançou o livro “Devir e Educação: Afirmação do Direito da Criança (Aprendizagem) Formação”. O ciclo de eventos encerrou na manhã de sábado (26), no auditório da UESC, com a premiação da “Melhor Escola Pública do Ano”, promovida pelo programa O Ministério Público e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e a Fundação Escola Superior do Ministério Público.

Cursos da UFBA estão entre os melhores na avaliação do ENAD

Os cursos disponíveis peça Universidade Federal da Bahia (UFBA) que foram avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE) em 2012 obtiveram aprovação, alcançando conceitos de 3 e acima com destaque para os cursos de Jornalismo e Administração (ICADS/Barreiras) que ficaram com a nota máxima, 5.

Este resultado reflete a qualidade elevada do ensino de graduação na Universidade, levando em conta o preparo do corpo docente, cuja grande maioria é composta por mestres, doutores e pós-doutores, além do preparo dos estudantes que cumpriram seu papel com responsabilidade na resolução das questões do exame aplicado, considerou a professora Teresa Cristina Bahiense de Sousa, assessora de Ensino de Graduação.

Clique em Leia Mais para ver a tabela com os resultados. Leia mais…

Polícia Civil apresenta suspeitos de assassinarem servidora da UFBA

Acusado de cometer o assassinato.
Acusado de cometer o assassinato.

Foram apresentados pela Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (14) os criminosos suspeitos de terem assassinado a servidora da UFBA Selma Barbosa Alves na madrugada de segunda-feira (12), no bairro do Costa Azul, em Salvador.

Roberval Bispo de Souza, conhecido como “Piloto” e Raimundo Santana Portela, conhecido como ‘Buda Preto’, foram capturados pela polícia enquanto estavam no bairro do Pau Miúdo, periferia da capital.

O crime chocou pela forma como foi cometido. A professora não teria sequer reagido ao assalto. Ela foi abordada ao deixar uma amiga em casa.

Selma Barbosa tinha 53 anos.
Selma Barbosa tinha 53 anos.

Confira no vídeo o momento em que a professora foi brutalmente assassinada.

UFBA adota Sisu como novo método de seleção em 2014

Nesta quarta-feira (19) a assessoria da instituição informou que a partir de 2014 a Universidade Federal da Bahia (UFBA) vai adotar o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A decisão foi tomada em reunião do Conselho Acadêmico de Ensino.

Segundo a Universidade, a seleção a partir do primeiro semestre de 2014 será feita 100% por meio do Sisu. Com essa mudança, deixa de existir o tradicional vestibular para os cursos de graduação, que tinha primeira e segunda fases. As regras específicas sairão no edital de seleção do vestibular.

A Universidade Federal da Bahia organizou reuniões para discutir a viabilidade de adotar o Sisu como meio de seleção na instituição a partir de 2014, nos cursos de graduação. Os encontros contaram com a participação da reitora, professora Dora Leal Rosa.