Faixa de ciclovia criada no Pontal será apagada pela prefeitura

Na madrugada do dia 31 de dezembro os integrantes do “Reúne Ilhéus” pintaram uma ciclofaixa na avenida Lomanto Júnior, também conhecida como Pontal, em Ilhéus, por conta da inoperância por parte da prefeitura no que diz respeito à ações que visam a mobilidade urbana. Porém, pela falta de autorização da prefeitura e ser considerada irregular, a administração municipal informou que a ciclofaixa será apagada.

Faixa de ciclovia pintada em Ilhéus (Foto: Divulgação)
Faixa de ciclovia pintada em Ilhéus (Foto: Divulgação)

Segundo Mário Schneider, líder do movimento “Reúne Ilhéus”, afirmou que não participou da pintura da ciclofaixa. “Essa não foi uma ação oficial do grupo, mas realizada por alguns integrantes. Recebi uma notificação da prefeitura dizendo que eu estava envolvido, mas não estou. Eles acharam que fui eu porque apoiei a criação de ciclofaixas na cidade através de publicações em redes sociais. Sou a favor da ciclofaixa, mas não participei”, conta Mário.

Ainda de acordo com o líder, um engenheiro da cidade apresentou para a prefeitura um projeto de ciclofaixa que seria gratuito para o município. O gasto seria na implantação, mas a conversa não teve resultado. Além disso, Mário criticou a ação da administração municipal. “Esse ato [criação da ciclofaixa] não era para eles [secretários e prefeitura] criminalizarem, era para aproveitar e conversar com as pessoas”, disse.

Já o secretário de Desenvolvimento Urbano, Isaac Albagli, disse que Ilhéus será contemplada com uma ciclofaixa, mas a que foi criada pelo grupo “Reúne Ilhéus” não é adequada. “Como Ilhéus é um município muito antigo, não é fácil atender totalmente à legislação. Lá não tem a largura adequada. Onde eles pintaram têm várias saídas de vias. No lado oposto é uma faixa exclusiva para ônibus, que é boa e desafogou o trânsito na região. Agora estamos fazendo também uma ciclovia recreativa no Parque da Avenida Soares Lopes”, conclui o secretário.

Fonte: G1

Prefeitura acusa servidores ilheenses de impedirem a limpeza da cidade

A Prefeitura ilheense acusa servidores municipais de impedirem a retirada de equipamentos de limpeza do depósito da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur), na Av. Itabuna.

Segundo o governo, um acordo foi feito com a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Ilhéus (Coolimpa), para realizar a limpeza da cidade, a ação estava prevista para este sábado (10).

Isaac Albagli (foto), titular da Sedur, acusou os servidores de desserviço à cidade.

Leia mais…

Itabuna passa por troca de lâmpadas e ajustes na iluminação pública

Após um planejamento estratégico, a Secretaria do Desenvolvimento Urbano (Sedur) está fazendo a troca de lâmpadas e relês, também chamados de fotocélulas, que permaneciam acesas 24 horas, além de revisar o sistema de iluminação pública. O objetivo da ação é reduzir o valor da Contribuição de Iluminação Pública (CIP),

Com esta medida, as lâmpadas do sistema de iluminação pública serão desligadas automaticamente,nas primeiras horas do amanhecer e também serão acesas somente a partir das 17h30min. “A revisão do sistema se ajusta às prioridades da administração”, diz o diretor do Departamento de Iluminação Pública da Sedur, Mariano Rabelo.

Segundo explica, a medida também atende ao compromisso do prefeito Claudevane Leite de economizar em todos os setores da administração municipal sem comprometer a qualidade dos serviços prestados à população.

Mariano informa que a Coelba cobra por 24 horas pelo fornecimento de energia, se não houver medidores de consumo nas praças. O diretor adianta que a atual administração já instalou e vai continuar instalando medidores nas principais praças da cidade. “Com os medidores a concessionária receberá do município de acordo com o consumo real de energia elétrica”, enfatiza.

Os serviços de revisão da rede de iluminação pública foram iniciados pela comunidade Boa Esperança, no bairro Fernando Gomes. Também já foram executados nos bairros de Ferradas, Nova Ferradas, nas avenidas Manoel Chaves, Mário Padre e Aziz Maron, na Rua Juarez Távora, no São Caetano e ruas 1 e 2 no Jardim Primavera.

As próximas áreas que terão a revisão da iluminação pública são as avenidas Princesa Isabel, Fernando Cordier, Itajuípe e Amélia Amado. “Onde houver a necessidade de troca de lâmpadas equipamentos estaremos atuando. Por isso é preciso que a população coopere encaminhando seus pedidos e reclamações. Nosso propósito é ter a cidade 100% iluminada para que diminua a violência contra os cidadãos”, disse Mariano Rabelo.