Vigilância autua Supermercado de Itabuna após encontrar fezes de ratos em alimentos

Mercadorias inutilizadas no Itão.Agentes da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Itabuna confirmaram a denúncia de consumidores ao encontrar fezes de roedores no depósito do supermercado Itão. No local foram recolhidas das prateleiras as embalagens de goiabada objeto da denúncia, além de 60 quilos de queijo e calabresa que estavam com o prazo de validade vencido.

Segundo o coordenador da Divisão de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde, Antônio Carlos Carvalho, ação dos fiscais se deu após uma cliente conseguir registrar, através da câmera de um celular, a presença de um roedor na prateleira onde ficava a sessão de doces e sobremesas. De acordo com o coordenador há pelo menos um mês o mesmo supermercado já havia sido notificado sobre irregularidades no galpão de armazenamento dos produtos.

Venceu o prazo para regularizar as exigências determinadas pela Vigilância Sanitária realizada na visita anterior. Agora nós checamos novas infrações e vamos abrir um processo administrativo sanitário cujos resultados serão encaminhados ao Ministério Público e à Diretoria Municipal de Defesa do Consumidor – PROCON para ser apurado o crime contra a saúde pública“, explica Antônio Carlos Carvalho.

Ativistas invadem Instituto Royal e liberam ratos de laboratório

Ratos permaneceram no laboratório após a primeira invasão (Foto: Elisângela Marques/ G1)
Ratos permaneceram no laboratório após a
primeira invasão (Foto: Elisângela Marques/ G1)

O prédio do Instituto Royal em São Roque (SP) foi novamente invadido na madrugada desta quarta-feira (13). Segundo o delegado Marcelo Pontes, um vigia do prédio relatou à polícia que cerca de 40 pessoas chegaram ao local por volta das 3h usando máscaras e armadas com facas.

O laboratório, que usava cobaias em testes científicos, foi invadido pela primeira vez por um grupo de defensores de animais na madrugada de 18 de outubro. Na ocasião, os ativistas levaram todos os 178 cães da raça beagle que eram usados nos testes, além de sete coelhos. Cerca de 200 ratos e hamsters permaneceram no local. Recentemente, 19 dias após a invasão, o laboratório divulgou o encerramento das atividades na cidade.

O vigia disse à polícia que foi mantido refém enquanto os invasores entraram no prédio e soltaram os roedores que ainda estavam lá. O segurança relata que o grupo ainda roubou sua carteira e o telefone celular. Ninguém foi detido.

De acordo com as primeiras informações da assessoria de imprensa do Instituto Royal, os invasores quebraram vários equipamentos e levaram alguns ratos, mas ainda não se sabe precisar o número. O Instituto Royal não informa quantas pessoas ainda trabalhavam no local após o encerramento das atividades.

Fonte: G1

Bahia: Homem protesta com ratos pendurados na porta da Secretaria de Saúde

Morador usou uma corda com ratos como forma de protesto / Foto: Várzea do Poço Notícias
Morador usou uma corda com ratos como forma de protesto / Foto: Várzea do Poço Notícias

Um protesto causou alvoroço e estranhamento em frente à Secretaria de Saúde da cidade de Várzea do Poço, que fica a 331 quilômetros de Salvador. O morador da cidade, Joelton Mota Rodrigues, amarrou ratos mortos em um barbante e pendurou na porta da Secretaria como forma de cobrar da Vigilância Sanitária a resolução de seu problema.

Joelton mora ao lado de um terreno onde sua vizinha, Lídia Maria cria galinhas, cágados e cachorros. Segundo ele, o quintal estava desorganizado, com entulhos e a presença de restos alimentares e fezes dos animais causa forte odor na vizinhança. Por causa dessa situação, segundo o morador, vários ratos e insetos começaram a aparecer nas residências vizinhas.

Joelton procurou a Vigilância Sanitária da cidade, que notificou a senhorae limpou o terreno. No entanto, com o retorno da situação, o vizinho voltou a reclamar e recebeu a sugestão de procurar o Ministério Público.

A Vigilância Sanitária de Várzea do Poço vai entrar com uma ação no Ministério Público para conseguir autorização para entrar na casa da mulher e realizar a limpeza do terreno. Leia mais…