“Irei abrir novas licitações para o transporte coletivo”, afirma Vane durante entrevista

O Prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB), concedeu uma entrevista ao vivo ao programa Balanço Geral – Record Bahia, apresentado por Tom Ribeiro, no início da tarde desta terça-feira (20).

O jornalista foi bem dinâmico ao apresentar a opinião da sociedade grapiunense através da Fã – Page, do programa no Facebook. Os internautas foram objetivos ao dizerem que querem sim uma licitação já.

Em seguida, Vane começou a falar da guerra travada pelos donos das empresas do transporte coletivo contra a Prefeitura Municipal. Segundo o gestor, “os empresários não querem mais dialogar, só querem que o reajuste seja aprovado, e a passagem suba para R$ 2,50. (Coisa que eles tentam desde janeiro deste ano).

O conflito de interesses é existente, porém, Vane ratificou que esse aumento é inviável e desnecessário, pois, o Governo Federal já reduziu impostos que a Associação das Empresas de Transportes Urbanos (AETU) pagava. Sendo assim, “não há argumentos plausíveis para que o aumento seja concedido”, concluiu o gestor.

A bronca dos proprietários das duas empresas é que as ruas da cidade têm muitos buracos, lama etc, e prejudica potencialmente os veículos em circulação. Não obstante, o Prefeito afirmou que o transporte coletivo em Itabuna tem deixado a desejar, por isso, é necessário abrir novas licitações para que empresas de fora ofereçam seus serviços. Dessa forma, aumentando a frota, dando mais conforto ao usuário, definindo novas linhas e atendendo aos anseios em geral da população.

A preocupação agora é uma nova paralisação dos transportes coletivos (ônibus/motoristas/cobradores). Se por um lado a Prefeitura não aumenta a passagem, por outro os empresários não aumentam os salários dos rodoviários, o que acarreta em greve. Logo, os itabunenses ficam a mercê, restando somente 30% da frota em circulação.

Com essa possibilidade, Claudevane pediu encarecidamente que os empresários sejam complacentes e não permitam que uma paralisação seja deflagrada. Pontuando que a licitação ocorrerá no início de Junho e que as empresas atuais também poderão concorrer livremente.

O QUE É LICITAÇÃO?

Licitação é o procedimento administrativo formal para contratação de serviços ou aquisição de produtos pelos entes da Administração Pública direta ou indireta. No Brasil, para licitações por entidades que façam uso da verba pública, o processo é regulado pelas Leis nº. 8.666/93 1 e 10.520/022.

POLÊMICA

Durante a entrevista, o apresentador Tom Ribeiro, perguntou ao Prefeito quem é que manda na cidade. De acordo com Tom, circula nos quatro cantos da cidade que o Prefeito não manda em nada, quem manda é o vice, e que ele não estaria vendo as coisas. Em resposta, Vane declarou que: “Quem manda sou eu, quando eu mando um secretário fazer ele faz, nunca existiu nenhuma situação de desrespeito a minha pessoa, a exemplo cancelei o Carvanal de Itabuna, em virtude da epidemia de dengue, violência gritante, população pedindo socorro, e a saúde na UTI.

Carnaval de Itabuna poderá ser cancelado

Boatos circulam os corredores da Prefeitura de Itabuna que o Prefeito Claudevane Leite (PRB) poderá cancelar o Carnaval de 2014 que está previsto para acontecer nos dias 13, 14, 15 e 16 de Fevereiro deste ano.

Segundo fontes ligadas ao Blog do Tom Ribeiro, o gestor vêm sendo pressionado por muitos lados e questionado sobre qual motivo estaria sendo levado a permitir que um evento como esse aconteça, sendo que cidade pede socorro em muitos setores.

Ainda de acordo com a fonte, o carnaval custaria cerca de R$ 1,5 (um milhão e quinhentos mil), no entanto, até o momento só foram arrecadados R$ 400 mil. Com base nisto, o Prefeito afirmou que não gastará nenhum centavo dos cofres públicos.

Uma cervejaria comprou a cota de patrocínio de R$ 200 mil. O Jequitibá Plaza Shopping comprou outra de R$ 50 mil, e algumas outras empresas menores compraram alguma cotas que somadas chegam a R$ 150 mil, totalizando R$ 400 mil.

A informação que reparte ideias é que o grupo do Pc do B desde o princípio pressionou para que o carnaval acontecesse, e ainda brigará para que aconteça. A expectativa de todos é com relação ao que acontecerá. Quem vencerá a batalha. Pois o prefeito já bateu o martelo nesta questão.