Camaçari: População acampa na rua para conseguir vaga em cursos

A partir da manhã desta sexta-feira (26) pais e alunos começaram a acampar em frente à sede da Secretaria de Cidadania e Inclusão (Secin) para conseguirem se inscrever em um dos cursos oferecidos pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Algumas pessoas contam que estão aguardando as senhas de atendimento desde quarta-feira (24). De acordo com uma estudante, as pessoas providenciaram uma lista para organizar a ordem de chegada.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Camaçari, as senhas serão distribuídas a partir das 7h deste sábado (27). O grupo será atendido a partir das 8h. Serão oferecidas 300 vagas para oito cursos: caldeireiro, ajustador mecânico, assistente de planejamento e controle de produção, eletricista instalador predial de baixa tensão, agente de observação de segurança na indústria, operador de sonda de perfuração, operador de computador, além de montador e reparador de computador.

Quem deseja se candidatar, deve ter entre 16 e 59 anos e ter concluído o Ensino Fundamental I. É necessário levar original e cópia dos documentos de identidade, CPF, comprovante de residência, atestado de escolaridade, cartão de inscrição do NIS (Número de Inscrição Social) e  PIS (Programa de Integração Social). A previsão de início das aulas é no dia 26 de agosto.

EXCLUSIVO: Itabuna se prepara para novo manifesto

Na tarde desta quinta-feira (20) acontece um novo manifesto em Itabuna com a população reivindicando seus direitos. A proposta é concentrar o grupo a partir das 14 horas na praça do São Caetano e em seguida caminhar para a prefeitura, onde entregarão um documento ao poder público negando o aumento da passagem de ônibus sem que seja revisto todo o contrato da empresa. De acordo com o Cel. Reis, do Comando de Policiamento Regional (CPR/Sul), cerca de 300 homens da Polícia Militar vão acompanhar o manifesto para garantir a segurança das pessoas e dos manifestantes. Daqui a pouco no Blog do Tom, entrevista com um dos organizadores do manifesto. Segundo informações, já existe um pequeno grupo formado no São Caetano.