Prorrogada vacinação contra poliomelite até 5 de julho

Foi prorrogada até o dia 5 de julho a Campanha Nacional Contra a Poliomelite. A prorrogação foi decidida pela Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB) porque o número de crianças vacinadas no estado foi considerado baixo. Apenas 64,82% das crianças foram vacinadas em Itabuna até o dia 21 de junho, data que seria de encerramento da campanha.

A meta inicial previa a imunização de 13.374, mas se alcançou apenas 8.669 crianças. No estado, o percentual também foi baixo, já que alcançou somente 86,79%. A meta previa uma cobertura superior a 95% da população estimada.

A vacina contra a paralisia infantil (poliomielite) deve ser tomada nas Unidades Básicas de Saúde, abertas de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Vacinação contra poliomelite começa neste sábado

No próximo sábado (8) a Prefeitura de Itabuna  dará início a campanha de vacinação contra a poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil. A mobilização acontecerá das 8 às 17 horas no “Dia D” contra a poliomielite.  A Secretaria da Saúde pretende imunizar 13.374 crianças no município no período da campanha, que será realizada em todo o País de 8 a 21. Todas as crianças com idade entre seis meses e cinco anos de idade incompletos devem ser vacinadas.    

O público alvo em Itabuna inclui 1.660 crianças com até um ano de idade, 3.319 entre um e dois anos, 2.704 entre dois a três anos, 2.811 entre três a quatro anos e 2.880 com pouco mais de quatro anos de idade. Todas as unidades básicas de saúde estarão abertas para o Dia D contra a Poliomielite.

“O município vai usar as unidades básicas no sábado para vacinarmos essas crianças. Mas, além disso, de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas, as unidades vão estar abertas para vacinação” informou a diretora de Vigilância a Saúde da Secretaria da Saúde Itabuna Larissa Pimentel.

 Larissa lembra que esse é também o momento de atualizar o Cartão de Vacina das crianças. “É importante que as unidades orientem as mães. Se ao analisar o cartão de vacinação observar a falta de alguma vacina, a gente aplica. Essa é uma campanha multivacinação” destacou.  A diretora lembrou que a paralisia infantil está erradicada há mais de 24 anos no Brasil. “A gente não tem nenhum caso e é necessário manter assim. A vacina é importante para a saúde da criança e para que não tenha complicações futuras”, assinalou.

Vacinação contra a gripe

O Departamento de Vigilância a Saúde fez um balanço positivo da campanha de vacinação contra a gripe finalizada em 31 de maio. O município de Itabuna imunizou 81% da população, acima da meta estimada que foi 80% do público-alvo.  Quanto à meta pactuada com o Ministério da Saúde de imunizar 80% dos idosos, que compõem a faixa etária de risco para complicações com a gripe, Larissa Pimentel disse que se atingiu 82% do público. Esse é um ponto importante, visto que no ano passado essa meta não foi batida. Larissa avisa que aqueles que não tomaram a vacina ainda podem procurar a unidade básica de saúde mais próxima de casa, pois a vacina ainda está disponível.