Jovem que baleou duas pessoas e matou outra no sítio FT é preso

Itabuna – O suspeito de atirar contra várias pessoas na área externa do sítio FT, na madrugada deste sábado, foi preso no início da tarde de hoje (5). Identificado apenas pelo prenome de Bruno, ele foi algemado e conduzido até a 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), em Ilhéus, para prestar esclarecimentos sobre o caso.

ENTENDA

Sítio FT, localizado próximo ao Salobrinho.
Sítio FT, localizado próximo ao Salobrinho.

Duas pessoas foram baleadas e uma terceira morreu durante uma festa que acontecia no sítio FT, situado às margens da rodovia Ilhéus-Itabuna. O episódio aconteceu na madrugada deste sábado (5), e deixou muitos assustados com a situação. Bruno teria se envolvido em uma confusão na festa e acabou sendo expulso pelos seguranças. Transtornado, retornou à parte externa do sítio e deflagrou vários tiros a ermo, ou seja, sem direção [..] veja tudo clicando aqui.

Atualizada às 15h27min

Em depoimento, Bruno negou a autoria dos disparos, afirmando que deu cobertura a Thales (camisa verde), para efetuar os tiros que atingiram as três pessoas.

PM de Pernambuco publica na internet imagem de amigo com porrete escrito: ‘cura-gay’

Reprodução FacebookUma atitude um tanto homofóbica ganhou grande repercussão na internet este mês. Em uma foto publicada no Facebook, um amigo de um Policial Militar segura um porrete de madeira escrito: ‘cura-gay’.

De acordo com informações do G1, a ação provocou reação da Polícia Militar de Pernambuco (PM-PE), que repudiou a atitude e afirmou que respeita a diversidade. ”A PM aproveita a oportunidade para esclarecer que as doutrinas de formação policiais militares priorizam o respeito e a defesa dos direitos humanos”.

A imagem que foi compartilhada na rede social no último dia 9 de agosto, chegou a ser excluída, mas o perfil do policial permanece disponível, porém sem uma foto que o identifique.

PM que se suicidou é sepultado em Feira de Santana

Foi sepultado nesta sexta-feira (16) em Feira de Santana o corpo do policial militar Ivanildo Almeida Nery Júnior, 31 anos. Familiares, amigos e colegas de trabalho estiveram presentes no velório, que ocorreu no Serviço de Assistência Familiar (SAF), na Avenida J.J. Seabra, e no enterro realizado no cemitério Piedade.

O diretor executivo da Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM-BA), Antonio Roberto Adorno, lamentou a morte do policial. “Estamos vivendo um dia muito triste. Trabalhei com o pai dele, vi esse menino pequeno e é muito difícil. A vida do policial militar é estressante e eu falo com base em uma pesquisa publicada há uns quatro anos. A vida do policial é a mais estressante em qualquer parte do mundo. É bom que estejamos atentos no tocante ao comportamento do ser humano, dos nossos filhos. É importante fazermos uma reflexão em cima disso”, disse ao site local Acorda Cidade.

Ivanildo atirou contra a própria cabeça depois de ter sofrido um acidente na manhã de quinta-feira (15). Ele conduzia uma motocicleta que colidiu contra outra moto na avenida Maria Quitéria, no centro da cidade. Com a colisão, o PM ficou preso embaixo de um carro de passeio.

Após o acidente, Ivanildo disse que não estava sentido as pernas, pegou a arma e atirou. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda tentou socorrer o PM, mas ele morreu a caminho do Hospital Clériston Andrade.

Ivanildo Júnior se suicidou com um tiro na cabeça.
Ivanildo Júnior se suicidou com um tiro na cabeça.

Ouvido na Delegacia de Homicídios, um tio do policial contou que Ivanildo era tranquilo e, aparentemente, não estava passando por problemas. Três testemunhas também foram ouvidas na Delegacia de Homicídios ainda na quinta-feira (15).

A arma do policial, uma pistola 380, foi encaminhada para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT). Ivanildo era lotado no 16º Batalhão da Polícia Militar (Serrinha) e integrava a Corporação desde 2008.

Fonte: Correio

Policial Militar se suicida após acidente de moto em Feira de Santana

Local do ocorrido. Imagem: Site Bom Dia Feira

Na manha desta quinta-feira (15) o Policial Militar Ivanildo Almeida Nery Junior, 31 anos, que trabalhava no presídio de Serrinha, atirou na própria cabeça após se envolver em um acidente de transito na avenida Maria Quitéria, em Feira de Santana.

O policial conduzia uma moto Honda cinza de placa BUX-2926 quando colidiu com outra moto. Junior foi arremessado para debaixo de um carro que estava estacionado na avenida. Populares socorreram o policial e colocaram na calçada. O militar estava consciente e afirmou estava com dores na coluna e não sentia as pernas. Ele perguntou se a condutora da moto envolvida na colisão estava bem e logo depois pediu que lhe dessem a arma caída. Com a posse do revólver, deflagrou um tiro na própria cabeça e morreu no local.

Ivanildo Júnior se suicidou com um tiro na cabeça.
Ivanildo Júnior se suicidou com um tiro na cabeça.

A condutora Gilmara teve ferimentos e foi socorrida pelo SAMU. Valmir Costa, mototaxista que ajudou a socorrer o PM, descreveu a atitude como um ato de loucura. “Foi chocante a cena. Ele estava conversando com a gente, tentamos acalmá-lo, e ele fez isso”, disse Costa.

A delegada Ana Cristina informou que o pai de Junior afirma que o PM teria brigado com a namorada recentemente e estava perturbado com a situação. Ainda sem muitas informações no momento do ocorrido a delegada esperava a chegada do Departamento de Policia Técnica (DPT) para iniciar a perícia.