Ônibus da banda Raça Negra tomba na pista e deixa feridos

Ônibus que levava a banda Raça Negra tombou na madrugada, na BR-101 (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Ônibus que levava a banda Raça Negra tombou na madrugada, na BR-101 (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Na madrugada desta segunda-feira (20) o ônibus da banda Raça Negra derrapou na pista e tombou na BR-101 próximo à cidade de Goiana, Mata Norte de Pernambuco. O grupo de pagode vinha de um show em Natal e embarcaria do Recife para Salvador de avião. A produção da banda informou que 30 pessoas costumavam viajar dentro do ônibus, mas não há confirmação sobre quantas estavam nessa viagem nem sobre o número exato de feridos no acidente.

De acordo com informações apuradas em duas unidades de saúde próximas ao local do tombamento, pelo menos 11 integrantes da equipe e o vocalista ficaram feridos. O Corpo de Bombeiros, por sua vez, informou que enviou dez viaturas à região e que atendeu 27 pessoas em conjunto com três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Seis dos músicos foram encaminhados ao Hospital Miguel Arraes, em Paulista, também no Grande Recife. Segundo o setor de emergência do hospital, dois deles estão no bloco cirúrgico e os outros quatro, em atendimento na emergência. Ainda não há detalhes sobre o estado de saúde dos músicos e da equipe.

Músicos da banda Raça Negra
Músicos da banda Raça Negra

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarassu, na região metropolitana do Recife, outros seis passageiros do ônibus foram atendidos, entre eles o vocalista do Raça Negra, Luiz Carlos, que teria sofrido uma torção no braço direito. Com quadro estável, todos esses pacientes já receberam alta, segundo um enfermeiro da UPA que não quis ser identificado.

Na manhã desta segunda-feira, o ônibus estava no acostamento e o trânsito na BR-101 fluía normalmente, segundo a PRF.

Zoonoses faz apreensão de animais em Itabuna

No início da tarde deste sábado (14), uma equipe do CCZ – Centro de Controle de Zoonoses da cidade, realizou a apreensão de 20 animais, dentre eles bois e vacas, na Av. Presidente Kennedy, proximidades da Fábrica Penalty.

Em entrevista ao repórter fotográfico Ednaldo Pinto, o médico e veterinário Dr° Waldemar da Fonseca, atual Diretor do Zoonoses, afirmou que esse tipo de descaso não será tolerado, e os animais só serão devolvidos depois que uma multa for paga pelo proprietário. Os animais foram mantidos provisoriamente em um cerco situado dentro do complexo de eventos – Espora de Ouro, e seriam encaminhados para a sede do CCZ no final da tarde.

Dr° Waldemar
Dr° Waldemar

Recentemente publicamos uma matéria sobre uma praça pública invadida por animais, passaram-se o dias e foi constantado por nossa equipe que os animais haviam sido recolhidos. (Relembre clicando aqui.)

O Blog do Tom critica o problema social quando necessário, mas também elogia quando solucionado (!)