Morador de rua é encontrando morto na Av. Amélia Amado

Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Itabuna – Nesta terça-feira (03), um morador de rua foi encontrado morto na Av. Amélia Amado,logo atrás da FTC . Ele era conhecido como “Galego”.Segundo os socorristas do SAMU a vitima aparentemente estava com sintomas de embriaguez. Uma das provas da morte foram encontradas ,do lado do Galego tinha uma garrafinha de cachaça popularmente conhecida como corote.Moradores e comerciante ali próximo confirmaram que viram a vitima mais cedo na praça José Bastos “bebendo todas” .O levantamento cadavérico foi  feito e o corpo foi levado para o DPT (Departamento de Polícia Técnica ).

Morador de rua é morto a tiros nesta madrugada

Nesta madrugada de quarta-feira (27) o morador de rua conhecido como “Dida” foi morto a tiros em frente a praça principal do bairro São Caetano. A vítima não possuía nenhum tipo de documento para identificação.

Fotos: Ednaldo Pinto

Segundo informações, o morador estaria reunido com mais quatro pessoas quando o atirador se aproximou e efetuou três disparos.

Suspeitos de esfaquearem morador de rua são presos

Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Um morador de rua, identificado como Antônio Marcos Santos, sofreu uma tentativa de homicídio ao ser esfaqueado nesta sexta-feira (21) na feira do bairro São Caetano, Itabuna. Marcos sofreu algumas lesões no rosto, costas e braço esquerdo. O SAMU prestou socorro e o encaminhou  ao Hospital de Base. Os acusados foram presos.

A Polícia Militar encontrou uma mochila que foi descartada por Junior Rodrigues. Na bolsa havia uma faca, que pode ter sido usada no crime. Junior acusou um segundo homem, que foi encontrado após buscas. José Lemos foi achado todo sujo de sangue, ele justificou as manchas dizendo que tentou ajudar a vítima esfaqueada. Junior e José foram conduzidos ao Complexo Policial de Itabuna.

Morador de rua é resgatado pelo SAMU

Na tarde desta segunda-feira (10), Fernando, o morador de rua que está com um dos dedos da mão comprometido, foi localizado no Bairro Conceição, em Itabuna. Ele apareceu aqui em matéria da estudante de jornalismo Branca Magalhães (relembre).

O dedo de uma das mãos ficou comprometido após Fernando, também conhecido como Stanley, ter inserido algumas catracas de bicicleta na mão.

Uma equipe da Prefeitura de Itabuna foi até o Conceição encontrá-lo e, logo em seguida, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que o encaminhou para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem).

Após a ligação de uma moradora onde Fernando costumava fazer refeições, Branca saiu à procura do morador de rua. Marcelo Moura, que trabalha na área de saúde mental no município, dirigiu-se ao local.

Branca lembra que o contato com Marcelo foi feito a partir de um comentário do servidor na matéria publicada ontem. Marcelo sensibilizou-se com a situação de Fernando e, ao mesmo tempo, narrou que ele mesmo já foi um morador de rua. Além de Marcelo, alguns moradores do bairro se uniram para ajudar no resgate de Fernando.

O servidor explica que Marcelo sofre de transtorno mental grave e não pode ser internado contra a vontade. É preciso a autorização da família do morador de rua. Branca Magalhães, estudante de jornalismo/Redação.

Jornalista Davdson Samuel

Morador de rua precisa de ajuda

O morador de rua conhecido como Fernando ou “Stanley” é usuário de drogas e vive nas ruas de Itabuna. A cerca de dois meses, Fernando colocou em seus dedos algumas “catracas” (peças de bicicleta) e em pouco tempo teve um de seus dedos prejudicados. O rapaz costuma perambular pelo bairro Conceição e avenida Cinquentenário, tendo uma vida como a maioria dos mendigos da cidade.

A estudante Branca Magalhães enviou esse relato para nossa equipe e faz um apelo em nome de Fernando. Quem puder ajuda-lo pode entrar em contato conosco.