Governador quer solução pacífica para conflitos em Buerarema

Governador Jaques Wagner e produtores rurais conversam sobre os conflitos
Governador Jaques Wagner e produtores rurais conversam sobre os conflitos

O governador Jaques Wagner pretende ir esta semana a Brasília para uma audiência com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, em busca de uma solução para os conflitos entre produtores rurais e índios do município de Buerarema.

Nesta segunda-feira (2), na Governadoria, o governador se encontrou com representantes dos produtores rurais. O secretário de Agricultura da Bahia, Eduardo Salles, também participou do encontro.

A localidade conhecida como Serra do Padeiro, entre Buerarema, Una e Ilhéus, é alvo de disputa entre índios tupinambás e produtores rurais. Para garantir a tranquilidade da população, o governador solicitou ao Governo Federal o envio da Força Nacional de Segurança.

Os policiais desembarcaram no dia 18 de agosto.

Informações: Macuco News

Evento discute o Pacto pela Saúde

Em um encontro, que lotou a sede da União Dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), realizado pelo Ministério da Saúde e governo estadual na manhã desta sexta-feira (19), cerca de 100 municípios baianos já manifestaram interesse em participar do Programa Mais Médicos, lançado recentemente pela presidente Dilma Rousseff.

O evento tem como objetivo preparar os municípios para adesão ao programa do governo federal e prevê expansão e aceleração de investimentos em hospitais e unidades de saúde; o governador Jaques Wagner (PT) e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participaram da oficina.

Durante o evento, o governador Jaques Wagner defendeu a participação de todos os municípios no programa e destacou que a ação deve diminuir o déficit de médicos no interior do estado, que hoje tem, em média, 0,7 médicos por 1.000 habitantes. “Para a gente ter uma ideia, a Argentina tem 3,5 médicos para mil habitantes, Portugal tem quatro e nós, se tirarmos as cidades grandes, temos um índice abaixo de 1/1.000. Por isso, o governo federal resolveu agir e esperamos melhorar o atendimento da saúde básica da população”.

Uma das ações do Mais Médicos é a convocação de médicos para atuação na atenção básica da rede pública de saúde, principalmente nos municípios do interior e em periferias de grandes cidades, onde há escassez desses profissionais. Os médicos receberão uma bolsa federal de R$ 10 mil e terão acompanhamento de supervisão de instituições públicas de ensino. O programa tem duração de três anos. Para aderir, os municípios devem fazer a inscrição no site do programa até o próximo dia 25.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, também participa da Oficina Estadual de mobilização de Adesão dos Municípios ao Programa Mais Médicos, que integra o Pacto pela Saúde e prevê a expansão e a aceleração de investimentos em hospitais e unidades de saúde. Além do ministro, o evento contou com as presenças do prefeito de Salvador, ACM Neto, o secretário da Saúde da Bahia, Jorge Solla

Novo aeroporto de Ilhéus está na agenda do Governo

O governador Jaques Wagner e o secretário da Casa Civil da Bahia, Rui Costa, estiveram reunidos em Brasília (DF) na última segunda-feira (1º) com o ministro da Secretaria da Aviação Civil, Moreira Franco, para discutir a aceleração dos processos de construção da nova pista do aeroporto internacional de Salvador e do novo aeroporto de Ilhéus.

A construção da segunda pista, de uma nova torre de controle, além da reforma e adequação de pátios e terminal de passageiros do aeroporto de Salvador contam com o apoio do ministro, mas o governador quer mais agilidade nas obras. A nova pista terá distanciamento da pista atual em 1.160 metros.

O secretário Rui Costa afirmou que a construção da nova pista vai permitir operações simultâneas de voos, e o aumento da capacidade de operação com maior segurança. A nova pista também trará facilidade na manutenção do sistema de pistas e a ampliação da vida útil do aeroporto.

Em relação a Ilheús, Moreira Franco considerou a possibilidade de conceder uma delegação ao governo da Bahia para tratar da transferência do aeroporto para um novo sítio, junto à Ceplac. O novo aeroporto terá duas pistas de 3 mil metros e poderá receber  voos internacionais.

“Fizemos uma radiografia das pendências para a construção dos novos aeroportos de Ilhéus, Vitória da Conquista e Feira de Santana, além da construção da segunda pista do aeroporto de Salvador, muito necessária para a Copa de 2014”, afirmou o governador.