Supostos índios invadem propriedades em Ventania

O clima na zona rural de Itapebi é tenso desde o último fim de semana depois que mais de 100 pessoas autodeclaradas tupinambá invadiram fazendas na localidade de Ventania. Segundo pequenos produtores, os supostos índios vieram dos municípios de Pau Brasil e Buerarema e portavam armamento pesado. O grupo teria feito reféns no sábado (18) e domingo (19).

Resultados da invasão
Resultados da invasão

Muitos fazendeiros e trabalhadores foram obrigados a deixar as terras. Os invasores tocaram fogo em casas, móveis, barcaças e depósito de cacau. Eles também abateram vacas, galinhas e realizaram uma série de saques.

De acordo com o site Itapebi Acontece, um trabalhador rural, que ainda não teve o nome divulgado, foi morto a tiros depois que tentou voltar a uma fazenda para pegar alguns objetos.

Os supostos índios ainda teriam tomado um carro de assalto. O veículo foi encontrado incendiado. Policiais federais e civis foram enviados para a área de conflito nesta terça-feira (21) depois que a situação se agravou.

Ativistas invadem Instituto Royal e liberam ratos de laboratório

Ratos permaneceram no laboratório após a primeira invasão (Foto: Elisângela Marques/ G1)
Ratos permaneceram no laboratório após a
primeira invasão (Foto: Elisângela Marques/ G1)

O prédio do Instituto Royal em São Roque (SP) foi novamente invadido na madrugada desta quarta-feira (13). Segundo o delegado Marcelo Pontes, um vigia do prédio relatou à polícia que cerca de 40 pessoas chegaram ao local por volta das 3h usando máscaras e armadas com facas.

O laboratório, que usava cobaias em testes científicos, foi invadido pela primeira vez por um grupo de defensores de animais na madrugada de 18 de outubro. Na ocasião, os ativistas levaram todos os 178 cães da raça beagle que eram usados nos testes, além de sete coelhos. Cerca de 200 ratos e hamsters permaneceram no local. Recentemente, 19 dias após a invasão, o laboratório divulgou o encerramento das atividades na cidade.

O vigia disse à polícia que foi mantido refém enquanto os invasores entraram no prédio e soltaram os roedores que ainda estavam lá. O segurança relata que o grupo ainda roubou sua carteira e o telefone celular. Ninguém foi detido.

De acordo com as primeiras informações da assessoria de imprensa do Instituto Royal, os invasores quebraram vários equipamentos e levaram alguns ratos, mas ainda não se sabe precisar o número. O Instituto Royal não informa quantas pessoas ainda trabalhavam no local após o encerramento das atividades.

Fonte: G1

Grilos invadem municípios na região norte da Bahia

Grilos causam transtornos a moradores na Bahia (Foto: Daniel Dantas/ Montesanto.net)
Grilos causam transtornos a moradores
na Bahia (Foto: Daniel Dantas/ Montesanto.net)

Os moradores de municípios como Cansação, Monte Santo e Euclides da Cunha, norte da Bahia, estão reclamando de transtornos causados pela quantidade de grilos que apareceram na região. Segundo eles, os insetos invadem residências, fazem barulho e danificam as roupas.

A Vigilância Epidemiológica de Monte Santo e Euclides da Cunha afirma que o problema começou há cerca de três semanas e que o caso será investigado.

“Eu diria que tem uma quantidade de grilos acima do normal. Está aparecendo em quase todo muncípio. Zona rural a mesma coisa. Além do incômodo de abrir a porta de casa e encontrar eles, tem essa questão de estarem comendo a roupa”, afirma Humberto Oliveira, presidente do Sindicato Rural dos Trabalhadores de Monte Santo. Leia mais…

PT derruba liminares e permite que índios permaneçam em terras invadidas

A atuação da Advocacia-Geral da União (AGU) no governo PTista comemora a derrubada de nove liminares de reintegração de posse em favor de produtores rurais que tiveram as propriedades invadidas por índios tupinambás em Buerarema. Com a derrubada pela AGU, a milícia indígena está permitida a continuar ocupando terras.

Os proprietários dos imóveis Boa Vista, Conceição, São Gonçalo e Bela Vista ajuizaram ações de reintegração de posse a fim de reaverem seus imóveis invadidos pela milícia tupinambá. A Vara Única da Subseção Judiciária de Ilhéus/BA deferiu os pedidos, autorizando o auxílio de força policial para o cumprimento da decisão.

Visando a suspensão das liminares, a Procuradoria-Regional Federal da 1ª Região (PRF1) e a Procuradoria Federal Especializada junto à Funai entraram com recursos no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) para assegurar a permanência dos invasores indígenas nas terras dos produtores rurais.

Os procuradores alegaram que as ações de reintegração foram proferidas sem suficiente amparo jurídico. Além disso, explicaram que o Relatório Circunstanciado, aprovado pelo presidente da Funai em abril de 2009, já havia sido encaminhado ao Ministério da Justiça para homologação da demarcação das terras.

O relatório da autarquia reconhece que a área localizada nos municípios de Buerarema, Ilhéus e Una, na qual se situam os imóveis invadidos, é terra indígena da Comunidade Tupinambá, nos termos do artigo 231 da Constituição Federal.

Informações: Questões Indígenas

Rússia: vídeo mostra “pênis voador” invadindo coletiva

O "pênis voador" invadiu uma coletiva de imprensa.
O “pênis voador” invadiu uma coletiva de imprensa.

Nesta semana a luta contra as leis homofóbicas na Rússia ganharam um protesto diferente. Em um vídeo divulgado no YouTube, um grupo invade uma coletiva com um pênis de plástico voador. O objeto voava com a ajuda de uma hélice, como um helicóptero, e era guiado por um controle remoto.

Segundo informações do site America Blog, o filme é de 2008, mas só foi divulgado agora.