Hospital de Base está sem atendimento clínico

O Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães está sem atendimento clínico em Itabuna. Segundo informações, o hospital suspendeu o atendimento clínico e só as emergências estão sendo aceitas. Além disso, não há medicamentos disponíveis.

Emergência do Hospital de Base (Foto: Ednaldo Pinto)
Emergência do Hospital de Base (Foto: Ednaldo Pinto)

A mesma situação acontece com o Hospital São Lucas, que também não está atendendo casos clínicos, apenas pressão.

E agora? Onde o paciente vai procurar atendimento médico? Na prefeitura?

Senhora passando mal não consegue atendimento em hospitais

O Blog do Tom recebeu a denúncia de uma mulher que ficou revoltada com a situação que sua mãe de 58 anos passou. Ela afirma que nesta quarta-feira (11) por volta das 7h sua mãe começou a passar mal, sentindo muitas dores e, se dirigiu ao Hospital São Lucas. Ao chegar lá, informaram que só recebiam casos graves, como baleados, esfaqueados, etc, e mandaram a senhora ir ao Hospital de Base. A mãe da moça foi até o HBLEM e, chegando lá, falaram que ela deveria ir ao São Lucas devido ao fechamento temporário da Emergência.

No fim da história a mulher ficou sem atendimento, passando mal em casa durante o dia e a saúde pública de Itabuna continua precária.

Mulher passa mal e não é atendida

Vera foi a dois hospitais públicos e não conseguiu atendimento.
Vera foi a dois hospitais públicos e não conseguiu atendimento.

Uma mulher de 50 anos, identificada como Vera Lúcia Santos, começou a passar mal, colocando sangue pela boca. Ela é natural de Itajú do Colônia e reside em Itabuna. Vera Lúcia foi levada ao Hospital de Base e ao Hospital São Lucas, mas não foi atendida em nenhum dos dois. Este é mais um caso que está se tornando cada vez mais comum em Itabuna, a falta de atendimento médico.

Hospital São Lucas: Mulher aguarda quase 7 horas na emergência e volta pra casa sem atendimento

Fotógrafo: Ednaldo Pinto
Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Nesta sexta-feira (26) uma mulher aguardou por quase 7 horas para ser atendida na Emergência do Hospital São Lucas e voltou para casa sem atendimento. Cleidiane Pereira Carvalho, 30 anos, está com elefantíase e série problemas renais. Ela é de Ubaitaba e foi encaminhada do Hospital São Vicente para o São Luca, em Itabuna, mas o hospital se anegou a atender a paciente sem o encaminhamento da Secretaria de Saúde de Ubaitaba.

Cleidiane esperou por atendimento dentro de uma ambulância na entrada da ala de Emergência do hospital. Ela chegou a ser encaminhada para o Hospital de Base, mas foi informada de que o casa dela deveria ser tratado no São Lucas. Após quase 7 horas de espera, Cleidiane e família desistiram e voltaram para Ubaitaba, sem qualquer atendimento.

Os familiares chegaram a telefonar para prefeitura de Ubaitaba, mas como é feriado na cidade, não houve atendimento.

Descaso

Este é só mais um casos de descaso na saúde pública de Itabuna. O Blog do Tom recebe diversas denúncias sobre a demora e a falta de atendimento nos hospitais, principalmente no São Lucas, onde enfermos esperam horas por atendimento e voltam pra casa do jeito que chegaram.

Dificuldades para ser atendido pelo SUS no Hospital São Lucas

O Sistema Único de Saúde (SUS) de Itabuna causa revolta entre dependentes do serviço. Além dos problemas para marcação de exames e atendimento nos postos de saúde, quem necessita de atendimento em pronto-socorros também ficam prejudicados. Pacientes que chegam no Hospital São Lucas, por exemplo, precisam aguardar por até cinco horas para serem atendidos, e quando são. É um total desrespeito com os itabunenses.

Segundo denúncias feitas ao Blog do Tom, sabe-se que há apenas um médico por plantão para atender mais de 50 pacientes no pronto-socorro além dos pacientes já internados. Ao que parece, ser atendido em hospital é luxo em Itabuna.