Helicóptero com cocaína no ES é da família do senador Zezé Perrella

Fonte : G1
Fonte : G1

O helicóptero que foi apreendido neste domingo (24) em Afonso Cláudio, no Espírito Santo, pertence a uma empresa da família do senador Zezé Perrella (PDT). A informação foi dada pelo advogado da família. No entanto, a defesa afirma que a responsabilidade
pelo crime é do piloto da aeronave, que a teria usado sem permissão.A Junta Comercial de Minas Gerais confirmou que a empresa Limeira Agropecuária, que seria a dona da aeronave, está em nome dos filhos do senador.A Polícia Militar (PM) apreendeu mais de 400 quilos de cocaína dentro da aeronave, na Região Serrana do estado capixaba. Quatro pessoas foram presas, entre elas o piloto.
A operação descobriu que traficantes estavam usando um helicóptero para transportar cocaína para dentro do Espírito Santo. A aeronave em questão saiu de São Paulo.

Peça de motor do helicóptero que caiu destrói telha de casa

Após um helicóptero cair ao tentar pousar no aeroporto de ilhéus neste domingo (27) uma peça se desprendeu veículo e quebrou a telha da casa do pedreiro Lázaro Oliveira. “Um barulho enorme. Parecia que jogaram uma pedra no telhado. E eu saí na rua e não vi nada. Aí peguei a escada e subi no telhado. Quando eu chego no forro da casa, encontro a peça”, descreve.

Peça do motor que caiu em casa (Imagem: Reprodução/Rede Bahia)
Peça do motor que caiu em casa (Imagem: Reprodução/Rede Bahia)

A peça é um cilindro metálico com rosca e pino verde que faz parte do motor do helicóptero modelo AS 50, que caiu na pista do aeroporto Jorge Amado. A queda foi registrada por uma moradora. Nas imagens, é possível ver quando a aeronave perde o controle e vai de encontro ao chão.

Na aeronave estavam três tripulantes – o piloto e dois empresários de Aracaju que estavam na cidade a trabalho, mas ninguém se feriu. Segundo a Infraero, no momento do acidente, o piloto fazia um procedimento de teste. “Ele pediu autorização pessoal de apoio para fazer um voo e alguns testes com a aeronave”, afirma o superintendente Itaíbes Paiva.

Helicóptero com três ocupantes caiu no Aeroporto de Ilhéus (Foto: Sandro Andrade)
Helicóptero com três ocupantes caiu no Aeroporto de Ilhéus (Foto: Sandro Andrade)

O Serviço de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos afirmou que a peça soltou no impacto da aeronave com o solo. Dois peritos e o engenheiro da empresa fabricante da aeronave avaliam os destroços do helicoptero.

De acordo com a Infraero, apenas um dos três ocupantes foi levado a um hospital para exames, mesmo sem ferimentos aparentes.  Ainda segundo a estatal, o helicóptero não caiu de uma altura elevada e, por isso, não foram registradas vítimas graves.

O helicóptero ficou parcialmente danificado, com as paletas quebradas. Por volta das 20h do domingo, a aeronave foi retirada da pista com ajuda de um guindaste. Em razão do acidente, um voo que seguia para Vitória do Espírito Santo foi cancelado.

Fonte: G1

Piloto perde controle e helicóptero cai no aeroporto de Ilhéus

Um helicóptero com três ocupantes a bordo caiu na tarde deste domingo (27) no aeroporto Jorge Amado. Apenas uma das três pessoas foi levada a um hospital para exames, mesmo sem ferimentos aparentes. Ela não corre risco de morte.

O acidente ocorreu por volta das 17h. Segundo a Infraero, o comandante do helicóptero fazia testes de pouso e decolagem quando perdeu o controle da aeronave e bateu no solo. Não há informações sobre a causa da queda. Ainda de acordo com a estatal que administra o aeroporto, o helicóptero não caiu de uma altura elevada e, por isso, não foram registradas vítimas graves.

O helicóptero ficou parcialmente danificado, com as paletas quebradas.

De bermudão, Cabral curte a vida usando helicóptero do Estado

Como podem ver este é um dos sete helicópteros que serve a Sérgio Cabral. Nele você pode ver impresso a logomarca do Governo do Estado. O governador está de bermudão, camisa esporte, descendo no condomínio Portobello, onde tem sua suntuosa mansão, em Mangaratiba. Em alguns finais de semana, a cena se repete mais de uma dezena de vezes ao dia, ora para pegar a Primeira-Dama, ora para buscar o seu cabeleireiro ou manicure, ora para trazer amigos, às vezes até para comprar algo de especial que não se encontre no paraíso do governador.

É de fato um tapa na cara dos contribuintes do estado, que pagam impostos para sustentar as mordomias da família Cabral. E depois Cabral ainda quer saber porque tem gente pedindo seu impeachment.

Blog do Garotinho