Deputada comemora investimentos para o distrito industrial

A melhoria da infraestrutura do Distrito Industrial de Ilhéus vai garantir não somente a permanência das empresas já instaladas, como também atrairá mais indústrias, gerando mais empregos e renda para o município”. A avaliação foi feita pela deputada estadual Ângela Sousa ao comentar sobre os investimentos anunciados pelo Governo do Estado, na ordem de R$ 1,1 milhão, na melhoria do Distrito Industrial de Ilhéus, um serviço solicitado pela parlamentar, através de ofícios, requerimentos e em audiências como o governador e secretários estaduais, que deverá ser iniciado nos próximos 30 dias.

De acordo com a deputada, os investimentos são necessários e urgentes, já que o Distrito Industrial de Ilhéus responde por uma grande fatia do desenvolvimento da cidade, gera emprego, renda e oportunidades, por esse motivo não poderia continuar nessa situação precária. Com dezenas de empresas instaladas e responsável pela geração de milhares de empregos, o Distrito Industrial  de Ilhéus está em situação crítica, com a falta de iluminação, buracos em todas as ruas, sem segurança e com o mato tomando conta do local, necessitando de ações imediatas por parte dos governos municipal e estadual.

No mês de março a deputada estadual Ângela Sousa se reuniu com o então secretário da Casa Civil da Bahia, Rui Costa, onde mais uma vez relatou os problemas enfrentados pelo Distrito Industrial de Ilhéus e cobrou providências do Governo do Estado para amenizar a situação, garantindo melhores condições de acesso para os empresários e trabalhadores, para que assim possa atrair ainda mais empresas para a cidade.

A parlamentar acrescentou que a Prefeitura de Ilhéus também precisa cumprir o seu papel, realizando os serviços no local, já que o Distrito Industrial gera muitos empregos e renda para a cidade. “A situação está crítica e não pode continuar como está”, denunciou.

Apesar das dificuldades a Trifil continua acreditando em Itabuna

ricardoA Trifil é uma fabricante brasileira de moda íntima com uma fábrica sede em Guarulhos, no estado de São Paulo, e com uma unidade fabril em Itabuna, na Bahia. A empresa é líder no segmento e pioneira em explorar a tecnologia “sem costura” no Brasil. A companhia contempla 10.000 famílias diretas e indiretas em Itabuna e região.

O mercado têxtil nacional vive situações indesejáveis que preocupam investidores. As indústrias brasileiras enfrentam grande concorrência com produtos importados da Ásia e que com os encargos sociais no Brasil, adicionada a carga tributária torna nossa indústria pouco competitiva, ameaçando a geração de empregos.

A fábrica da Trifil está implantada em Itabuna há 13 anos e objetiva instalar novos setores no parque fabril. Dessa forma, abrindo novos horizontes e novas perspectivas para elevação de empregos na cidade. Entretanto, para que este “sonho” possa se concretizar é necessária à ajuda do Governo do Estado, Prefeitura de Itabuna e iniciativa privada para a contratação de mão de obra e geração de emprego e renda.

O comércio de Itabuna, que chegou a ser o segundo do estado, hoje amarga uma depressão nunca vista em sua história, mas tenta reagir com melhores serviços e novos produtos. O efeito cascata abolou empresas como a Trifil. A companhia enfrenta dificuldades constantes, porém, continua acreditando em Itabuna com polo fabril da empresa.

Projetos para beneficiar os 2.500 funcionários da casa já estão em andamento.

Nilo diz que pode fazer mais que Wagner

O grupo do governador Jaques Wagner deverá anunciar no próximo dia 15 quem será seu candidato à sucessão estadual e o petista Rui Costa, secretário da Casa Civil, aparece como o preferido do chefe do executivo. O PT, além disso, não abre mão de ter candidato próprio encabeçando a chapa majoritária, mas…

… A parada não é vista como definida pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, do PDT. Nesta manhã, em entrevista ao programa Balanço Geral (Rádio Sociedade), o deputado afirmou ter reunido em um almoço 64 prefeitos e 41 deputados, no mesmo dia em que a presidenta Dilma Rousseff esteve na Bahia para assinar o contrato do metrô de Salvador e entregar apartamentos em Vitória da Conquista.

Disputei horário político com a presidente Dilma Rousseff, que tem tinta na caneta, declarou o parlamentar, que está há quatro mandatos na presidência da Assembleia Legislativa da Bahia. Em outro momento da entrevista, concedida a Armando Mariani, Nilo declarou: Eu teria seriedade e tranquilidade em manter tudo de positivo do governo Jaques Wagner, mas, se eu for governador da Bahia, eu farei muito mais.

Segundo o deputado, a confiança que ele deposita em si mesmo se deve ao fato de ter observado o que o atual governo fez de positivo e de negativo. A respeito dos pré-candidatos petistas ao governo, o presidente da Assembleia deixou escapar a seguinte avaliação:

“Politicamente, o governador merecia nomes melhores”.

(Por Davidson Samuel – Pimenta)