Homem aplica golpe em Ilhéus e leva mais de R$ 500 mil

Ilhéus – Cerca de 40 pessoas compareceram à Delegacia de Furtos e Roubos de Ilheense, nesta sexta-feira (27), para registrar queixa contra uma empresa conhecida pelo nome de Rede Pague, que se passava por correspondente bancária, recebia pagamentos de contas de luz, água e outros títulos, mas ficava com todo o dinheiro.

De acordo com a delegada Rita de Cássia Ribeiro, da Delegacia de Furtos e Roubos, as vítimas do golpe registraram queixa após receber comunicado das empresas de que as contas não estavam pagas. Segundo a delegada, em depoimento, os funcionários da loja contaram que ao chegar nesta sexta para trabalhar, encontraram a loja completamente vazia.

Um homem identificado como Sullayuan Cordeiro Amorim, com idade estimada entre 25 e 27 anos, responsável pela rede, havia inaugurado o “negócio“, com diversos pontos na cidade, no dia 18 de junho, pouco tempo antes do início do feriado e das festas de São João.

Segundo os funcionários da loja, eles começaram a ficar desconfiados quando o dinheiro arrecadado das contas não era levado por um carro forte, e sim pelo dono, que colocava a quantia dentro de um envelope e o escondia dentro das calças, conforme informou o G1.

A policia estima que durante o período de funcionamento da loja tenham sido levados cerca de R$ 500 mil a R$ 1 milhão de reais. De acordo com as investigações, o homem também não teria pago pelo aluguel dos pontos colocados na cidade, além do salário de todos os funcionários. Segundo a polícia, o suspeito também não pagou a pousada onde estava hospedado na cidade.

A polícia acredita que o suspeito utilize um nome falso e que ele faz parte de uma quadrilha. A polícia investiga se existe algum banco credenciado à rede, e se existem laranjas envolvidos. Imagens das câmeras das lojas vizinhas foram solicitadas para tentar conseguir uma imagem do suspeito.

Telexfree consegue sinal verde para tentar desbloquear contas

A empresa Telexfree terá duas novas chances de conseguir o desbloqueio de seus negócios em Brasília, onde já sofreu quatro derrotas. Segundo reportagem do portal iG, no último dia 20 o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) deu sinal verde para que recursos especial e extraordinário da Telexfree sejam avaliados respectivamente pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Apesar de permitir o andamento do processo, a desembargadora Cezariente Angelim recusou o pedido de liberação imediata tanto das contas quanto das atividades da Telexfree.

A expectativa é de que os recursos cheguem a Brasília ainda esta semana, mas antes de serem julgados, ainda vão passar por um filtro dos próprios integrantes dos dois tribunais. Um pedido anterior já foi negado no STJ, pela ministra Isabel Galloti, e o novo recurso tem poucas chances, diz a reportagem. Leia mais…

Mensagem de Celular: Mulher é roubada após cair em golpe

Uma moradora de Itabuna recebeu nesta quarta-feira (2) uma mensagem de celular afirmando que ela foi vencedora de uma promoção da operadora Oi e lojas Magazine Luiza. O torpedo dizia que a mulher foi sorteada e ganhou uma casa própria, porém, para receber o prêmio ela deveria depositar uma quantia em dinheiro para a Agência 1089 da Caixa Econômica Federal na Conta Poupança 013.00.027.876-9 nos nomes de Carlos Felipe, Alexandre e Natiara Quécia Amorim Rodrigues. A “ganhadora” fez um depósito de R$ 190 reais e só então percebeu que caiu em um golpe de estelionatários.

A vítima depositou R$ 190,00 para os bandidos / Imagem ilustrativa
A vítima depositou R$ 190,00 para os bandidos / Imagem ilustrativa

Após o incidente a vítima esteve em uma loja Magazine Luiza e contou ao gerente sobre o ocorrido. O funcionário alertou que ultimamente tem recebido no estabelecimento cerca de quatro famílias por dia querendo informações sobre esta promoção.

O Blog do Tom alerta aos leitores que empresa nenhuma faz contato com ganhadores de promoção através de torpedos de celular. Se receber alguma mensagem desse tipo, verifique antes sua procedência e busque informações com a empresa da possível promoção.

 

Consumidor itabunense alerta para golpes em compras pela internet

O itabunense Márcio José realizou a compra de um celular iPhone 4S no valor de R$ 1.100,00 com a anunciante Maria Aparecida Louzada Martins, efetuando o pagamento para a vendedora no dia 3 de março deste ano. O pagamento foi feito via depósito pelo banco Itaú. Durante trocas de e-mail, Maria Aparecida garantiu que o aparelho já estava embrulhado, aguardando apenas a confirmação do pagamento para envio, que nunca foi feito.

Já estamos em setembro e até o momento o comprador não recebeu o produto, tendo prejuízo, já que não tem como ser ressarcido. A vendedora não responde mais aos e-mails de  Márcio e nem atende ao telefone, simplesmente sumiu. O cliente entrou em contato com o site OLX, a intermediária da venda, e lhe informaram que a única medida que poderiam fazer era bloquear a vendedora. Segue e-mail da empresa abaixo:

Obrigado por entrar em contato com a OLX,

Lamentamos o ocorrido e informamos que o anúncio foi excluído de nossas páginas e o usuário bloqueado, esteja certo de que efetuamos nossos melhores esforços para manter uma comunidade segura, removendo usuários que tenham más práticas em nossas páginas.

Como a OLX não participa nem interfere, de qualquer forma, na negociação e/ou efetivação de quaisquer transações, sugerimos que sempre analise o anúncio do produto que está interessado, bem como, a descrição do produto, se o telefone cadastrado é de uma empresa idônea e se o vendedor oferece meios de pagamento que garantam o recebimento do seu produto. Após ter certeza e analisar os critérios acima, efetue o pagamento. Essa dica se aplica para todas as plataformas de compra e venda que irá encontrar.

Qualquer dúvida estamos à disposição.

Att,

Isabela

Realizar compras pela internet em sites intermediários, como Mercado Livre e OLX, é uma atitude arriscada. É preciso analisar bem as condições de venda, assim como as qualificações e comentários sobre o vendedor.

Claudia Leitte é acusada de praticar golpes

A cantora Claudia Leitte se tornou a artista que mais se beneficiou do incentivo aprovado pelo Ministério da Cultura após conseguir R$ 5,8 milhões de isenção fiscal através da Lei Rouanet 2013. Mas de acordo com Sueli Dias, proprietária da empresa TeleEventos, com sede em São Paulo, na verdade existe um esquema fraudulento por parte da artista para receber a captação de verbas sem a autorização do Governo Federal. A empresária descobriu oito empresas da cantora com CNPJs diferentes, algumas abertas junto com a mãe. Ainda foram constatados notificações de débitos.

A empresa de Sueli foi responsável pelo credenciamento do hotel, do camarote e do bloco Largadinho, em Salvador, no último Carnaval. “Já mandei uma notificação, acionei judicialmente e de nada adiantou. Agora, vamos abrir um processo. Eles estão devendo a muita gente. O bloco se chama Largadinho, mas quem ficou largadinho fomos nós”, disse a empresária a um jornal. Sueli acrescentou, ainda, que a produtora Ciel, que possui a maioria das dívidas, deve ser fechada para que a 2Ts, de nome limpo, concentre os contratos de trabalho da cantora. A 2Ts afirmou que a empresa de Sueli não cumpriu os serviços acordados no contrato e que aguarda decisão judicial em relação ao pagamento.

Lei Rouanet

Para quem não sabe, a Lei de Incentivo à Cultura, “Lei Rouanet”, é conhecida pelo governo federal como política de incentivos fiscais e utiliza parte do Imposto de Renda em ações culturais e obtém benefícios fiscais sobre o valor do incentivo.

Todas as pessoas físicas e jurídicas que atuam na área cultural, como artistas, produtores e técnicos, além de autarquias e fundações podem solicitar apoio a Lei Rouanet. A aplicação da verba pode ser em diversos segmentos como teatro, dança, circo, literatura, música e outros. Os interessados devem apresentar proposta ao Ministério da Cultura, que avalia se o projeto vale ser aprovado ou não. A partir daí, o titular do projeto pode buscar recursos com cidadãos ou empresas, que são os incentivadores. Estes, têm o valor parcial ou total deduzido no Imposto de Renda devido.

Vale ressaltar, que os projetos podem ser feitos por meio de doação ou patrocínio e apenas pessoas físicas ou jurídicas sem fins lucrativos podem receber doações e qualquer tipo de promoção do doador é proibido.

Informações: Bahia Notícias

Eunápolis: Golpistas se passam por PM para vítimas colocarem crédito em celular

Na tarde desta terça-feira (16) duas ocorrências de um mesmo golpe chegaram ao plantão da Polícia Militar de Eunápolis. Segundo a PM, um trapaceiro liga para as vítimas de um telefone com prefixo de outro estado, com os códigos, na maioria das vezes, de 63, 65 ou 85.

De acordo com os denunciantes, os golpistas se identificam como oficiais da PM e alegam que estão em uma ocorrência de acidente e que não podem sair do local no momento, pedindo então para as vítimas que coloquem créditos em um determinado número de celular. A vítima ainda é instruída a ir mais tarde até a delegacia para ser ressarcida.

Entre as vítimas que caíram no golpe nesta terça, está um moto-taxista, que preferiu não divulgar o valor do prejuízo. Este tipo golpe é muito comum no Brasil e, geralmente, as ligações são feitas de dentro de presídios por pessoas que estão cumprindo pena.

Terceirizada da Bahiagás dá “calote” em empresários

Até o momento a direção da Bahiagás não se posicionou sobre o possível golpe cometido pela PETC, empresa terceirizada. A Bahiagás está realizando uma obra de implantação da rede de gás natural em Itabuna, mas a PETC, que contratou o hotel Destak e a locadora de veículos e máquinas Marapia, não tem pagado os empresários das respectivas empresas, chegando em uma dívida de aproximadamente R$ 30 mil reais.

Segundo o empresário Cleuder Gally, proprietário do hotel Destak, a terceirizada da Bahiagás deu “calote” em três empresários da cidade. “A Bahiagás deveria antes de contratar uma empresa terceirizada, consultar sobre as atividades da mesma. Essa empresa que está realizando a obra em Itabuna está dando calote na cidade. Eu e mais dois empresários fomos vítima”, conta Cleuder.

Prefeito Vane é acusado de tentar dar golpe no Conselho de Saúde

Integrantes do Conselho Municipal de Saúde realizaram nesta sexta-feira (28) uma reunião extraordinária para discutir sobre a tentativa do prefeito Claudevane Leite em destituir os membros que o próprio gestor deu posse há um mês.

Maria das Graças Santos, membro da Comissão Executiva do colegiado, definiu a ação do prefeito como tentativa de golpe. Vane tenta acionar o rolo compressor para assumir o controle do conselho, que é vital para que o município reassuma a Gestão Plena da Saúde (Comando Único do SUS). O colegiado fiscaliza a aplicação de recursos.

Com a plena, o município terá, pelo menos, R$ 110 milhões para média e alta complexidade. A reunião extraordinária contou com oito conselheiros. O dinheiro começa a chegar no dia 5, conforme anúncio do governo estadual.

Mulheres tentam dar golpe em agência bancária

Na tarde desta quinta-feira (13) duas mulheres foram detidas após tentarem praticar estelionato na agência da Caixa Econômica Federal da praça Camacan, em Itabuna. Segundo o gerente, que solicitou a Polícia Militar, as senhoras Maria Luiza Clementina dos Santos e Maria José Lopes Palmeira estavam no banco para fazer a senha da conta de pagamento de benefícios de uma mulher identificada como P. S. de J., no qual foi apresentada uma identidade em nome da titular da conta, mas com a foto de Maria Luiza. O gerente revela que essa conta possuía o valor de R$ 19 mil reais. Em um certo momento, o celular de Maria começou a tocar e o condutor da operação pediu que a senhora atendesse o celular com o viva voz ativado, quando descobriu então que o suposto mentor do crime pediu que a mulher o encontrasse na praça do bairro São Caetano, perguntando também se o golpe havia dado certo. A equipe da PM se dirigiu até a praça, e ao identificarem a voz de quem se travava, conduziram até a delegacia Valdecy de Almeida da Gama, acompanhado por Domingos João dos Santos.