Você conhece? Pai quer reencontrar filha que não vê há 30 anos

Morador da cidade de Itabuna, José Nilton Farias está á procura de sua filha e diz que não tem noticias há 30 anos. Segundo informações sua filha se chama Cristiane, a ultima informação que José teve foi de que ela residia na cidade de Ilhéus com sua mãe que se chama Dinalva conhecida como japonesa. Ainda de acordo com as informações sua ex mulher já trabalhou em uma empresa de ônibus em Ilhéus.

Caso alguém souber de qualquer informação sobre o paradeiro de Cristiane que possa levar o pai ao encontro de sua filha por favor entre em contato com o telefone 73-8827-4075 | (73) 3215-3324.

Pai estupra e mata filha de 12 anos e afirma não saber a motivação

A Polícia Civil de Porto Seguro busca uma motivação lógica que possa explicar o crime que deixou a população da cidade indignada na última sexta-feira (24). Um homem estuprou e depois matou por estrangulamento a filha de 12 anos e tentou matar um outro filho.

Márcio diz que não sabe o que o levou a estuprar e matar a filha de 12 anos e tentar assassinar o de três (Foto: Radar64)
Márcio diz que não sabe o que o levou a estuprar e matar a filha de 12 anos e tentar assassinar o de três (Foto: Radar64)

Na tarde de quinta-feira (23), poucas horas antes do homicídio, o ajudante de pedreiro Márcio Souza dos Santos, 36 anos, foi conduzido juntamente com a filha Micaela, de 12 anos, para prestar esclarecimento na delegacia de Porto Seguro, pois a mãe da criança o denunciou de ter levado a filha à força de Itagimirim.

De acordo com o delegado Élvio Brandão, coordenador da 23ª Coorpin, “a criança de 12 anos disse que estava ali por vontade própria, com seu pai, e questionamos se ela queria voltar. Ela disse que sim, mas não naquele momento”O delegado disse ainda que o pai tirou a criança da mãe, já que esta estaria se relacionando com homens em um quarto apenas com cortina e que a filha presenciava tudo. Então, que crime existe em o pai levar a criança pra sua casa, já que a guarda não é determinada? Nenhum, aos olhos da policia e da justiça. Diante dos fatos, levamos o pai e a filha novamente a casa dele, no Mirante”, acrescentou.

Depois de assassinar a jovem Micaela, no bairro Mirante, Márcio foi até a casa do filho de outro relacionamento, no município vizinho de Santa Cruz Cabrália e também tentou matá-lo. Na BR-367, orla norte, o assassino se jogou em frente de um ônibus com a criança de três anos. O motorista do veículo conseguiu desviar a tempo de evitar uma nova tragédia, mas Márcio teve várias escoriações e acabou preso pela Polícia Militar.

A delegada Viviane Amaral, da Delegacia da Mulher, declarou que Márcio foi autuado em flagrante por três crimes: Homicídio qualificado, tentativa de homicídio e estupro de vulnerável.

Micaela tinha 12 anos
Micaela tinha 12 anos

O assassino não soube explicar o motivo da brutalidade. Eu não tive motivação nenhuma. Coisa de momento. Nunca usei drogas. Não estava com ciúmes da mãe dela. Estávamos separados há muitos anos. A matei asfixiada por volta das 2h da madrugada. Mantive relação sexual com ela à noite na casa da minha irmã. Não tinha premeditado nada. Aconteceu na hora”, falou Márcio.

Informações do Radar64

Filha do cantor sertanejo Giovani morre em acidente de carro

O cantor Gian e a filha Gessyca (Imagem: montagem)
O cantor Gian e a filha Gessyca (Imagem: montagem)

A filha do cantor sertanejo Giovani – da dupla Gian e Giovani – morreu na madrugada desta terça-feira (14) após sofrer um acidente de carro em Osasco, São Paulo. Gessyca Morais, de 22 anos, dirigia na avenida Fuad Auad, uma das mais movimentadas de Osasco, quando perdeu a direção do veículo.

De acordo com o 5º Distrito Policial de Osasco onde o caso foi registrado, testemunhas relataram que o carro da jovem estava descontrolado e chegou a capotar antes de se chocar contra um poste. A parte de cima do veículo ficou completamente destruída. A polícia informou ainda que haviam garrafas de cerveja no carro, mas não há nenhuma comprovação de que a jovem teria ingerido bebida alcoólica.

Ainda segundo a polícia, Gessyca estava no carro com duas pessoas. A filha do sertanejo e um amigo de 24 anos, que não teve a identidade revelada pela polícia, morreram na hora. Um terceiro jovem foi socorrido por Unidades de resgate do Corpo de Bombeiros e ambulâncias do Samu com fraturas na perna e encaminhado para o Hospital Antonio Giglio e está em estado grave.

Investigadores que estiveram no local também informaram que, pelo movimento de rotação do carro, a garota provavelmente dirigia em alta velocidade.

A relação entre Gessyca e o seu pai, o cantor Giovani, era conturbada. Em 2012, a garota chegou a reclamar em público que o pai não pagava a sua pensão. Nesta fase difícil com o pai, a menina chegou a engordar 40kg. Pouco depois, Gessyca sofreu de bulimia e perdeu bastante peso. Informações de amigos da família dão conta de que pai e filha já haviam contornado a situação e viviam uma boa relação nos últimos meses.

Homem agride mulher e mantém filha de 2 meses refém em Teixeira de Freitas

Homem manteve criança como refém (Imagem: Reprodução)
Homem manteve criança como refém (Imagem: Reprodução)

Uma criança de dois meses de idade foi mantida refém pelo pai durante cerca de oito horas em Teixeira de Freitas. De acordo com a polícia, o suspeito de 23 anos agrediu a companheira na noite de quinta-feira (26). A mulher conseguiu fugir, mas a menina ficou sozinha com o homem dentro de casa.

“Foi uma briga, em que um rapaz agrediu a esposa. Como foi em apartamento, ela conseguiu escapar e desceu para pedir socorro aos familiares. Depois, ele se trancou em casa, com um facão e com a criança. Quando a PM chegou, ele não desceu. Ele manteve a criança refém não no sentido penal do sequestro, cárcero privado, mas no sentido de mantê-la contra a sua vontade”, descreve o delegado plantonista de Teixeira de Freitas, Júlio Cesar Telles.

Segundo o delegado, para liberar a menina o homem exigia que a companheira voltasse para casa. “Ele estava sob efeito de álcool e maconha, mas não houve ameaça contra a vida da criança. Ele queria que a mulher retornasse, mas isso não foi atendido”, acrescenta o delegado.

A negociação para a liberação da menina foi intermediada por um pastor, que chegou a entrar na residência para conversar com o homem. A polícia entrou na casa por volta das 3h10 desta sexta-feira. Em seguida, o pai liberou a menina.

O homem foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de Teixeira de Freitas. “Ele foi autuado na Lei Maria da Penha nos crimes de lesão corporal, ameaça e no Código da Criança e Adolescente, porque ele colocou a criança em risco”, informou o delegado.

Informações: G1