Domingos Leonelli anuncia saída da Secretaria de Turismo da Bahia

Leonelli comandou a Secretaria de Turismo por sete anos (Foto: Divulgação/Secom)
Leonelli comandou a Secretaria de Turismo por sete anos (Foto: Divulgação/Secom)

Após sete anos à frente da Secretaria de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli (PSB) anunciou que deixará o cargo nesta sexta-feira (27). Em nota enviada à imprensa nesta quinta-feira (26), ele fez um balanço do período em que exerceu o cargo e exaltou os 25 milhões de desembarques realizados, entre 2007 e 2013, nos três aeroportos do Estado, em Salvador, Porto Seguro e Ilhéus.

A saída de Leonelli já era prevista em razão da provável candidatura da correligionária Lídice da Mata ao governo da Bahia em 2014, quando a senadora apoiará a candidatura do pernambucano Eduardo Campos à Presidência da República. De acordo com o site Bahia Notícias, o ainda secretário deve brigar por uma vaga na Câmara dos Deputados nas próximas eleições e voltar ao Congresso Nacional após o longo período como secretário estadual.

Além de ressaltar os resultados obtidos pela pasta que comandou, Leonelli também destacou o desenvolvimento de projetos em parceria com outras secretarias e enumerou algumas ações criadas por ele durante sua gestão: “Tivemos um grande número de ações, como a criação do Espicha Verão, Salão Baiano de Turismo, GP Bahia de Stock Car, Enoturismo, Festival da Independência (Dois de Julho), o São João como Produto Turístico, além do Disque Bahia Turismo e dos aplicativos Guia Bahia Turismo, São João da Bahia e Reclame Turismo”, destacou.

A exoneração do membro do PSB deve ser publicada no Diário Oficial da Bahia nesta sexta-feira (27).

Geddel é exonerado da Caixa após pedido à Dilma pelo Twitter

Geddel usou o Twiiter para pedir exoneração da Caixa (Foto: Ruy Baron VALOR/DF)
Geddel usou o Twiiter para pedir exoneração da Caixa (Foto: Ruy Baron VALOR/DF)

A exoneração de Geddel Vieira Lima do cargo de vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal foi publicada na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial da União. Geddel Vieira Lima publicou nesta quinta-feira (26) uma mensagem no microblog Twitter apelando à presidente Dilma Rousseff para que o exonerasse do cargo.

Ministro da Integração Nacional no governo Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do PMDB da Bahia e possível candidato a governador do estado, Vieira Lima afirmou na mensagem que o pedido de exoneração se encontra “nas mãos” da presidente.

Geddel Vieira Lima disse afirmou que quer sair da Caixa Econômica porque deve apoiar em 2014 algum candidato que faça oposição ao governo de Jaques Wagner (PT) na Bahia.

“Eu acho absolutamente legítimo querer sair. Eu ocupo a função na Caixa Econômica Federal em função de um tratado politico de 2010, quando apoiei a presidente Dilma devido circunstâncias na política local. As circunstâncias são outras hoje. Vou fazer outro pacto com a sociedade baiana”, detalhou.

Exoneração publicada no Diário Oficial da União (Imagem: Reprodução)
Exoneração publicada no Diário Oficial da União (Imagem: Reprodução)

Ele não quis dizer quem será o candidato que apoiará. Disse que isso será revelado “no momento oportuno”.

Informações: G1

Lemos deixa o comando da Polícia Militar

A exoneração do tenente-coronel Marcos Lemos e o nome do novo comandante do 15º Batalhão foram publicados na edição desta sexta-feira, 4, do Diário Oficial do Estado.

Sendo assim, quem vai assumir o comando da PM de Itabuna será o tenente-coronel Ubiraci Barbosa da Silva, que estava a frente da Polícia Rodoviária de Itabuna.

Para o lugar dele, foi nomeado o Capitão PM Manoilzo Bonfim Cordeiro das Neves, que respondia até então pela coordenadoria de Planejamento Operacional do 15º Batalhão. Quanto ao coronel Lemos, assumirá o comando do Batalhão de Mata Escura.

(Com Informações do Diário Bahia)

Agentes de endemias querem exoneração de coordenador

Os Agentes de Combate a Endemias fizeram um abaixo-assassino solicitando ao prefeito Claudevane Leite a exoneração do coordenador geral de controle a dengue, Renato Freitas. Segundo os agentes, Renato Freitas não tem correspondido com o seu trabalho no município, além de não ter um bom relacionamento com os trabalhadores.

“Nós não estamos satisfeitos com o trabalho do coordenador”, diz um dos agentes. “Ele mora em Salvador. Hoje [sexta-feira] ele vai pra lá e só volta na próxima quarta-feira. Queremos alguém que seja da região”, conclui. O abaixo-assinado, que conta com 60 nomes, já foi entregue ao prefeito, e agora os agentes aguardam uma decisão da prefeitura.

Renan Araújo desabafa e diz que Tom Ribeiro fez um “trabalho sujo”

O Jornalista Emílio Gusmão entrevistou Renan Araújo na manhã de ontem (29). A conversa foi gravada na sede da secretaria, onde o médico, em clima de despedida, vai despachar até amanhã, dia 31 de julho.

Você leitor, acredita que Renan Araújo foi demitido por causa do Tom Ribeiro ou porque estava deixando a desejar em sua administração?

A população grapiunense estava indignada com a situação dos postos de saúde, sem médicos, medicamentos, e hospitais desassistidos, como aplaudir um Secretário ausente?

Principais destaques:

nível de desgaste acentuado e problemas de abastecimento nos postos de saúde;

– avanços em relação ao combate à dengue;

– “a caneta é do prefeito”, disse Renan;

– saiu magoado com o Prefeito Vane?

licitações de medicamentos e insumos ficaram paradas na secretaria de administração. Apesar das dificuldades, Renan afirma que conseguiu 6 carretas de insumos, móveis, equipamentos e medicações na secretaria estadual de saúde, que permitiram a economia de R$ 3,5 milhões ao cofre da secretaria;

– governo não permitiu que a secretaria de saúde conquistasse autonomia para a realização das licitações;

– priorização do retorno do comando único (gestão plena);

– mudanças significativas no Hospital de Base;

– faltou apoio do PC do B?

– “O povo vai julgar o legado que vou deixar”;

– O preconceito de alguns setores da imprensa com o secretário considerado “forasteiro”;

– Renan acusa o apresentador Tom Ribeiro (TV Cabrália) de promover campanha sistemática e realizar “trabalho sujo” contra a sua gestão;

– Tom Ribeiro é ligado ao governo?

– Assessoria de comunicação da prefeitura de Itabuna boicotou a gestão de Renan;

– A atuação dos radialistas Gerdan Rosário e Roberto de Souza.

Ouça a entrevista.

Vane afirma que ainda não definiu novo Secretário de Saúde

Foto: Nuno Júnior
Foto: Nuno Júnior

A queda de Renan Araújo do cargo de secretário da Saúde de Itabuna não representará perda de poder do PCdoB na Pasta. O prefeito Claudevane Leite garantiu que caberá ao partido a indicação de um nome para a vaga.

Vane comandará a pasta, pessoalmente, enquanto o partido escolhe um nome. Ontem foi um dia de intensas reuniões entre PCdoB e o prefeito, mas os dois lados não decidiram pela queda de Renan. Para os comunistas, o secretário hoje exonerado continuaria à frente da Saúde. Ledo engano.

Razões para a queda de Renan Araújo vão desde a falta de ações pela melhoria na atenção básica ao rompimento do diálogo com setores importantes da sociedade, além do enfrentamento direto com o Conselho Municipal de Saúde. Este enfrentamento, aliás, tem menos de Renan e mais do PCdoB.

Vane afirma que a saída do secretário não gera crise no governo, e que ele saiu de maneira amigável.

Para o prefeito, Renan fez o papel dele mesmo com todas as dificuldades. Com postos sem médicos, hospital de base em péssimas condições, ainda assim ele ajudou a melhorar a saúde no início dessa gestão. Ele justificou a saída do secretário assegurando que nesse momento era preciso mudar o rumo, e foi o que aconteceu.

“Eu vi que precisava mudar uma peça e por isso Renan saiu. Se precisar fazer novas mudanças, agente faz.” completou o prefeito.

Ele afirmou ainda, que não definiu quem será o novo secretário que assumirá o cargo, e que a prioridade é garantir que os postos de saúde funcionem com qualidade.

Texto: Davdson Samuel / Gabriela Caldas.

Secretário de Saúde Renan Araújo poderá ser exonerado

Em Itabuna a situação do secretário de saúde Renan Araujo, não está nada confortável. Já que o prefeito Claudevane Leite (PRB), está bastante insatisfeito com o seu desempenho e tinha comunicado ao presidente da Bahiagas, Davidson Magalhães, sobre uma possível mudança.

Claudevane deu um “prazo de validade” ao secretário, e segundo informações, no mais tardar na próxima semana será realizada uma reunião para chegar uma decisão sobre essa situação.

Davidson Magalhães está tentando persuadir o prefeito sobre a importância da manutenção de Renan Araujo no cargo, mas a missão é considerada muito difícil.

Segundo informações, o prefeito pretende exonerar Renan Araujo, e no seu lugar deixar provisoriamente uma pessoa de Itabuna, essa pessoa seria da sua confiança.

Nos últimos dias Renan Araujo tem sido alvo de manifestações populares e de uma campanha pesada na imprensa contra o seu trabalho.

Jornalista Matheus Feitosa