Polícia Civil investiga sumiço de material odontológico doado pelo Estado

A Policia Civil de Itabuna está investigando o “furto” de alguns equipamentos da secretaria de saúde da prefeitura do município. Em novembro de 2013 foi registrado um Boletim de Ocorrência por um funcionário da prefeitura que é responsável pelo material de saúde enviado pelo governo do estado para a prefeitura.

Ficou configurado que o sumiço do material foi ato delituoso (crime contra o patrimônio). A delegacia de repressão a furto e roubos está realizando a investigação.

O material odontológico que o governo do estado enviou para a prefeitura estava alocado em um galpão na feira livre do bairro da Conceição. Mas alguns aparelhos “desapareceram” do local, além de outros, como aparelho de fax.

Consultando profissionais da área, o valor dos aparelhos que foram furtados chega a R$ 300 mil. Veja a relação abaixo:

Sete aparelhos de ultra som odontológico
Quatro amalgamador
Quatro fotopolimerizador
Dois conjuntos odontológicos
Duas caixas de pé das longarinas
Duas caixas de encostos da longarinas
Dois aparelhos de fax
Um forno microondas grande

Alguns vereadores já estão cientes desta lamentável situação e estão analisando a viabilidade de criação de uma Comissão Especial de Inquérito para investigar.

O prefeito Claudevane Leite (PRB), e o secretário de saúde, Plínio Adry, têm que tomar uma posição em relação a esse furto, já que virou caso de polícia.

Informações do Políticos do Sul da Bahia

Dep. Augusto Castro diz que projeto do Estado é imoral

Deputado Augusto Castro em discurso (Imagem: Reprodução)
Deputado Augusto Castro em discurso (Imagem: Reprodução)

O deputado Augusto Castro (PSDB) criticou duramente o projeto do governo do Estado que pede autorização para antecipação de receita de 1 bilhão e 100 milhões de reais para pagamento de dívidas. Segundo ele, “É um projeto imoral que vai gerar uma dívida até 2018, além de perder mais de 200 milhões só pela antecipação da receita orçamentária”, protestou em discurso na tarde desta quinta-feira (26) na Assembleia Legislativa da Bahia.

Augusto Castro disse que a oposição está unida contra essa proposta, porque não se pode dar um “cheque em branco” para o governo que tem esquecido de investir nas diversas regiões da Bahia. O deputado apontou ainda várias obras que foram prometidas ou iniciadas no Sul da Bahia e que não foram iniciadas ou estão paradas.

Em discurso, foi citado o Centro de Convenções de Itabuna, cujas obras estão paradas há anos; a UPA; o Hospital Regional e a duplicação da BR-415 (Ilhéus-Itabuna); a Barragem do Rio Colônia e a ponte do Pontalzinho (Ilhéus), cujas obras estão paralisadas. “A oposição está aqui dia e noite fiscalizando o governo do Estado”.

Professores estaduais recebem tablets do Governo

Nesta quarta-feira (8) o Governo Estadual começou a entregar em toda a Bahia cerca de 30 mil tablets para professores da rede estadual. Os dispositivos têm sete polegadas, capacidade para acessar a internet, fazer vídeos, fotos e usar aplicativos digitais, o que pode ajudar na melhoria do ensino e na aprendizagem.

Tablets são entregues a professores estaduais (Foto: Divulgação)
Tablets são entregues a professores estaduais (Foto: Divulgação)

Os primeiros aparelhos foram entregues durante videoconferência entre as 33 Diretorias Regionais de Educação (Direcs) em homenagem ao Dia do Professor, que é comemorado em 15 de outubro. Na ocasião, a Secretaria da Educação lançou o Prêmio Professor e o Selo Gestão Escolar, que vão reconhecer e divulgar boas práticas desenvolvidas pelos educadores e diretores na busca da qualificação do ensino.

Deputados cobram ação efetiva do Estado

Na reunião desta manhã, 02/10, da Comissão Especial Porto Sul da Assembleia Legislativa da Bahia, os deputados de oposição e do governo presentes foram unânimes na avaliação de que o governo da Bahia é responsável pelo atraso na implantação do Complexo do Porto Sul e precisa de mais agilidade e ações efetivas no atendimento das pendências apontadas pelo Ministério Público na Ação Civil Pública que pediu a suspensão da Licença Prévia concedida pelo Ibama há quase um ano. O presidente da Comissão Especial Porto Sul, deputado Augusto Castro (PSDB), cobrou mais rapidez do Estado.“ O Derba precisa cumprir as condicionantes rapidamente, porque já existe o sentimento na região de que o Porto Sul não vai mais acontecer”, declarou o parlamentar. Foram ouvidos hoje na comissão o superintendente regional do Ibama, Célio Pinto, e o responsável da Bahia Mineração pela implantação do Porto Sul, Aildo Fonseca. Leia mais…

Bahia é o estado que mais deve receber médicos de programa federal

A Bahia é o estado que mais deve receber profissionais pelo programa “Mais Médicos” segundo informação divulgada pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (1°). Ao todo serão 161 médicos direcionados para o estado. Em seguida, estão Minas Gerais (159), São Paulo (141), Ceará (138), Goiás (117), Rio Grande do Sul (107) e Amazonas (73).

Foram 1.753 médicos com diplomas de universidades brasileiras selecionados nesta primeira rodada do processo seletivo, que vão atuar nos 626 municípios selecionados nessa primeira rodada do programa. 74% dos médicos foram direcionados para a cidade que era a primeira opção entre as seis que poderiam ser escolhidas, por ordem de prioridade. Já os outros 232 profissionais vão poder atuar na cidade que foi a segunda opção.

O Ministério da Saúde informa que, do total de cidades, 375 estão em regiões de extrema pobreza, 159 em regiões metropolitanas, 68 estão em um grupo de 100 cidades com mais de 80 mil habitantes de maior vulnerabilidade social e 24 são capitais. Foram atendidos ainda 23 distritos sanitários indígenas.

Nesta quarta-feira (31), o Ministério da Educação anunciou que o governo decidiu alterar um dos pontos do programa Mais Médicos: o que previa a ampliação de seis para oito anos do período de graduação em medicina – nos dois anos extras eles teriam de prestar serviços no Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o ministro, o governo decidiu acatar a proposta de comissão de especialistas que analisa o programa, segundo a qual os dois anos extras serão aproveitados como residência médica.

Os municípios escolhidos pelos médicos serão divulgados ainda este mês.

Fonte: G1