Fernando Gomes fala do mandato de Azevedo em entrevista

Fernando Gomes na Rádio Difusora (Foto: Divulgação)
Fernando Gomes na Rádio Difusora (Foto: Divulgação)

Na manhã de sábado (11) o ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (PMDB), concedeu entrevista ao radialista Roberto de Souza no programa Resenha da Cidade, na rádio Difusora.

Durante entrevista, Fernando disso que “Azevedo namorou demais e esqueceu de governar, faltou ele pulso e vontade para governar e comandar a prefeitura. No seu governo todo mundo mandava”.

Fernando Gomes também declarou que teve roubo no governo de Azevedo: “No primeiro mês de governo de Azevedo peguei um jornal e fiquei surpreso quando tinha informando que a empresa da coleta de lixo tinha sido contratada por R$ 1,5 milhão por mês. Eu telefonei para ele e perguntei que a população de Itabuna tinha dobrado em 20 dias, já que no meu governo o contrato era de R$ 630 mil. Informei a ele que os secretários já estavam roubando e era para ele exonerar uns 4 logo, mas ele não fez nada”, completou.

Pastor afirma ter passado dois dias com Deus no céu e diz que o papa Francisco veio ao Brasil adorar demônios

Paraíba – O pastor Luiz Lourenço, da Igreja Pentecostal Rios de Águas Vivas, que se tornou uma celebridade da internet com vídeos em que critica mau uso da internet e casamento gay, concedeu uma entrevista ao site Diário do Sertão na qual afirma ter estado pessoalmente com Deus no céu. O pastor Poroca, como é conhecido em Marizopólis, sertão da Paraíba, disse na entrevista que já esteve pessoalmente como diabo e com Deus, e afirma que passou dois dias com Deus no céu, onde cantou com Ele.

Confira;

Nilo diz que pode fazer mais que Wagner

O grupo do governador Jaques Wagner deverá anunciar no próximo dia 15 quem será seu candidato à sucessão estadual e o petista Rui Costa, secretário da Casa Civil, aparece como o preferido do chefe do executivo. O PT, além disso, não abre mão de ter candidato próprio encabeçando a chapa majoritária, mas…

… A parada não é vista como definida pelo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, do PDT. Nesta manhã, em entrevista ao programa Balanço Geral (Rádio Sociedade), o deputado afirmou ter reunido em um almoço 64 prefeitos e 41 deputados, no mesmo dia em que a presidenta Dilma Rousseff esteve na Bahia para assinar o contrato do metrô de Salvador e entregar apartamentos em Vitória da Conquista.

Disputei horário político com a presidente Dilma Rousseff, que tem tinta na caneta, declarou o parlamentar, que está há quatro mandatos na presidência da Assembleia Legislativa da Bahia. Em outro momento da entrevista, concedida a Armando Mariani, Nilo declarou: Eu teria seriedade e tranquilidade em manter tudo de positivo do governo Jaques Wagner, mas, se eu for governador da Bahia, eu farei muito mais.

Segundo o deputado, a confiança que ele deposita em si mesmo se deve ao fato de ter observado o que o atual governo fez de positivo e de negativo. A respeito dos pré-candidatos petistas ao governo, o presidente da Assembleia deixou escapar a seguinte avaliação:

“Politicamente, o governador merecia nomes melhores”.

(Por Davidson Samuel – Pimenta)

“Romário, um vencedor da Copa do Mundo é agora um dissidente da Copa do Mundo”, diz NYT

Interessante entrevista de Romário ao jornal The New York Times em 15 de outubro de 2013. Para ler o artigo completo clique em “Leia Mais”.
Ele nunca foi como os outros. Não é o jeito dele. Quando Romário de Souza Faria era apenas um garoto jogando bola nas ruas do Jacarezinho, ele dominou o bairro com a pelada, dia após dia. Quando ele se tornou uma estrela no seu clube e no país, às vezes chegava nos treinos de helicóptero. Quando sua carreira estava no topo e ele se tornou um ícone mundial, ele revelou que se divertia com uma vida social indisciplinada e disse uma vez: “Se eu não sair à noite, não vou pontuar!”.
Romário aposta na política brasileira e é contra a Copa do Mundo no país (Foto: Reprodução/The NY Times)
Romário aposta na política brasileira e é contra a Copa do Mundo no país (Foto: Reprodução/The NY Times)
Agora, como político, Romário está rompendo os padrões novamente. Enquanto outras lendas brasileiras, incluindo Pelé, Ronaldo e Bebeto, elogiam e têm planos para apoiar o Brasil como a Sede da Copa do Mundo no próximo verão, Romário lançou-se como um discordante. Em sua mente, ele é a voz do povo, e o povo – com manifestações em todo Brasil, desde o início deste ano parecem mostrar – é barulhento.
Mas Romário também é. Foi por isso que ele gravou um vídeo no Youtube incentivando os manifestantes que abalaram o país durante a Copa das Confederações este ano. É por isso que ele escreve nas redes sociais onde ele vê corrupção e de quem é a culpa. É por isso que ele continuamente critica os gastos e o planejamento da Copa do Mundo, e ao mesmo tempo atua como congressista do Rio de Janeiro.
Alguns acham que é estranho. Um dos maiores astros do futebol do Brasil é hoje o maior crítico da Copa do Mundo no Brasil? É estranho, com certeza. Mas para Romário, se encaixa. Leia mais…

Presidente Dilma se encontra com criador do Dilma Bolada

Ao retomar sua conta no Twitter após quase três anos sem uso, a presidente Dilma Rousseff comentou, pela primeira vez, sobre suas “escapadas” de moto por Brasília. A reestreia da presidente na rede de microblogs, com a conta @dilmabr, veio em forma de entrevista ao usuário Dilma Bolada (@ DiImabr, com “i” maiúsculo no lugar do “L” para se diferenciar), perfil fake da mandatária operado por Jeferson Monteiro.

Jeferson Monteiro, autor do perfil Dilma Bolada, a famosa personagem fictícia da presidente, encontrou-se nesta sexta (27) com a verdadeira Dilma
Jeferson Monteiro, autor do perfil Dilma Bolada, a famosa personagem fictícia da presidente, encontrou-se nesta sexta (27) com a verdadeira Dilma

No final da entrevista, Dilma Bolada escreveu: “E pra finalizar, vou esclarecer de uma vez por todas a história da moto… ÊTA PRESIDENTA VELOZ E FURIOSA!!!”. A presidente respondeu: “Sim & me diverti pra valer. Será que você tem carteira para dirigir moto? Se tiver, da próxima vez, podemos atuar no 8º Velozes e Furiosas.”

Dilma se refere à série norte-americana “Velozes e Furiosos”, cujo sétimo filme tem lançamento previsto para julho de 2014.

No final de agosto, a “Folha de S. Paulo” publicou duas reportagens sobre as escapadas da presidente para andar de moto por Brasília. A “aventura” foi relatada ao jornal pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA), que revelou detalhes do episódio. Segundo ele, Dilma teria dito que “sentiu melhor os ares de Brasília”.

O passeio teria sido realizado na garupa de uma Harley-Davidson do secretário-executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Gabas, um aficionado por motos.

Ainda segundo Lobão, a presidente teria ordenado ao chefe da Segurança Presidencial, general Marcos Antônio Amaro, para que ninguém a acompanhasse porque ela queria sentir-se livre. À presidente, ele teria respondido que iria acatar a ordem, mas, por segurança, determinou que homens a acompanhassem de longe.

Dilma teria afirmado ainda que “a vida é cheia de riscos” e “tudo que se faz na vida importa riscos”, segundo Lobão.

Fonte: Uol

“Sou favorável como Deputado e principalmente como Presidente” afirma Marcelo Nilo sobre voto aberto

Na tarde desta quinta-feira (25) o apresentado Raimundo Varela, recebeu o Deputado e Presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, no programa Balanço Geral.

Varela questionou a posição do deputado com relação ao voto aberto, já que durante toda a semana citou publicações da imprensa baiana que afirmavam que o deputado era contra a medida que determinava o “Voto Aberto” nas votações de parlamentares.

Para início de conversa o deputado fez questão de esclarecer que é a favor a medida em qualquer que seja a situação. “Sou favorável como cidadão, sou favorável como Deputado e principalmente como Presidente da Assembleia”, afirma.

Nilo ainda foi questionado sobre as denúncias de que estaria utilizando soldados do estado para fazer sua segurança, o deputado foi curto e grosso. “Eu renuncio meu mandato aqui no Balanço Geral se alguém provar na Bahia, que eu peguei um militar para fazer serviço na minha casa”, afirma. Nillo ainda firmou que é direito parlamentar a utilização dos militares para esse serviço, apesar do mesmo afirmar que não ‘utiliza’.