Salvador: Empresário é preso suspeito de roubo

Um empresário de 26 anos, cujo patrimônio familiar é estimado em R$ 2 milhões, foi preso suspeito de cometer crimes conhecidos como “saidinha bancária” e roubo de veículos em Salvador e na região metropolitana da capital. Ele foi apresentado pela Polícia Civil nesta sexta-feira (12) após ser detido junto a um comparsa, de 28 anos, na Avenida Dorival Caymmi, no bairro de Itapuã, na terça-feira (9). Os dois usavam um carro e motos para praticar o crime.

De acordo com o delegado Nilton Tormes, responsável pela prisão, a família do criminosos possui ainda diversos apartamentos na capital baiana. Os crimes praticados pelo grupo eram planejados, informou a polícia. Os criminosos foram presos pouco antes de executar mais um assalto a uma agência bancária no bairro de Itapuã.

“O carro dele [empresário] estava sendo utilizado para acompanhar e [o comparsa] seria o indivíduo que iria praticar o roubo. Ele iria anunciar a vítima que estaria subtraindo, faria isso a bordo da motocicleta, ele estaria no carona e, depois, ele passaria para o carro dele [empresário]”, disse o delegado.

Segundo a polícia, o empresário é proprietário de uma oficina mecânica e sócio de um lava-jato, no bairro Dois de Julho, localizado no centro de Salvador. O grupo estava sendo investigado há mais de quatro meses por agentes da 16ª Delegacia Territorial. Ambos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma e formação de quadrilha.

Segundo informações de Tormes, um dos presos atuava como olheiro da quadrilha, tendo como função o interior das agências. “Caso alguém sacasse uma quantia elevada, ele dava sinal aos comparsas que atacavam o cliente já do lado de fora”, explicou o delegado.

Fonte: G1