Emasa reajusta tarifa em 12,5%

Nesta sexta-feira (1º), a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) anunciou o reajuste de 12,52% para a tarifa de água e esgoto em Itabuna.

Conforme informações, a direção da empresa informou que há pouco mais de três anos não houve reajuste tarifário. Os novos valores entram em vigor a partir desta sexta. Com o reajuste, a tarifa social será R$ 3,35. A tarifa popular é paga por 2.658 residências populares. Para não populares, a tarifa passou a R$ 19,10 para 10 mil litros.

Ricardo Campos, presidente da empresa, ressalta, além da atualização, que a “Emasa vem honrando os compromissos financeiros com os trabalhadores e fornecedores em dia”.

BOCA NO TROMBONE! Moradores do bairro São Roque estão na bronca com a Emasa

Mais reclamações que chegam a nossa Central de Atendimento relatam a falta de respeito por parte da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) com os moradores de Itabuna.

Segundo informações, um esgoto entupido há mais de um mês em frente a uma granja na Av. Bionor Rebouças, bairro São Roque, causa um mal cheiro terrível, atrai ratos, urubus e degrada cada vez mais o meio ambiente local

Com a palavra o Sr. Ricardo Campos..

Emasa começa obra após ordem judicial

Neste domingo (26) uma equipe da Emasa começou uma obra na avenida Roberto Santos, bairro de Zizo em Itabuna. O detalhe é que só iniciaram a obra através de ordem judicial. Tudo isso porque há mais de dez anos uma senhora sofre com um esgoto que corre a céu aberto ao lado de sua residência [relembre aqui].

Funcionários fazem rede de esgoto (Foto: Ednaldo Pinto)
Funcionários fazem rede de esgoto (Foto: Ednaldo Pinto)

A senhora, que é diabética e tem os pés machucados, sofre com o mau cheiro do esgoto e corre riscos de infecção, pois, quando chove, a rua alaga e o esgoto invade a casa da mulher. Só depois de colocar a Emasa na Justiça que a empresa resolveu tratar o problema.

Senhora diabética vive ao lado de esgoto (Foto: Ednaldo Pinto)
Senhora diabética vive ao lado de esgoto (Foto: Ednaldo Pinto)

Porém, a Emasa não trabalha com boa vontade. A cerca de 100m da obra iniciada, na rua Bela Vista, mora o vice-presidente da associação dos moradores do Zizo, Cleidinaldo Lima Martins, onde há um buraco aberto pela própria Emasa onde o esgoto passa por debaixo das casas e invade os encanamentos das residências, poluindo a água. Nada foi feito sobre isso [relembre aqui].

Cleidinaldo mostra o buraco aberto com esgoto (Foto: Ednaldo Pinto)
Cleidinaldo mostra o buraco aberto com esgoto (Foto: Ednaldo Pinto)

Além disso, a cerca de 30 metros de onde a obra está sendo feita, há várias casas que não tem rede de esgoto! A máquina para a realização do serviço está na mesma rua, mas os funcionários se negam a fazer o encanamento. Segundo eles, é preciso pedir uma solicitação à Emasa. Vários pedidos já foram feitos, mas a empresa parece que ignora.

Funcionário tira cochilo no meio do serviço (Foto: Ednaldo Pinto)
Funcionário tira cochilo no meio do serviço (Foto: Ednaldo Pinto)

Enquanto isso, várias ruas de Itabuna permanecem sem água potável e sem rede de esgoto.

Esgoto corre a céu aberto e prejudica saúde de idosa

Itabuna – O repórter-fotográfico, Ednaldo Pinto, registrou durante essa semana uma situação de saúde pública. Uma senhora que reside em uma casa situada na Av. Roberto Santos, bairro de Zizo, está sendo afetada com um esgoto de corre a céu aberto ao lado da sua residência.

De acordo com informações, quando chove a porta do imóvel fica literalmente alagada e a água da chuva acaba misturando-se com os dejetos do esgoto. Além disso, diariamente enfrenta-se um terrível mal cheiro, acarretando em dificuldades para almoçar e jantar.

Uma unidade da Emasa já foi solicitada há algum tempo, mas até agora nada! Para piorar a situação a idosa está com ferimentos no pé esquerdo e a qualquer momento poderá contrair uma infecção devido o esgoto.

Capitão Azevedo fala que Vereador o atraiu, que nunca roubou e se emociona, confira

Foto/Vídeo: Ednaldo Pinto.

Após muitas discussões acaloradas, ameaças de denúncias e rinchas partidárias, as contas do ex-gestor José Nilton Azevedo foram rejeitadas por 11 votos a 10 na Câmara Municipal de Itabuna na última sexta-feira (13). [relembre]

Com isso, no último sábado (14), o Capitão Azevedo esteve no programa Resenha da Cidade, da Rádio Difusora, apresentado por Roberto de Souza, onde afirmou que foi traído pelo Vereador José Silva (PSDB), disse que nunca roubou a Prefeitura de Itabuna e se emociona ao falar da sua gestão.

Confira:

Notinhas: Informações e reclamações enviadas por leitores

Unidade de saúde roubada

Segundo um funcionário da Secretaria de Saúde de Itabuna, nesta madrugada de terça-feira (3) o Posto de Saúde do Bairro Nova Califórnia foi assaltado. Os bandidos levara, tudo, inclusive uma geladeira. A fonte se diz indignada, pois tem presenciado os esforços do prefeito e do secretário de saúde em arrumar as unidades de saúde da cidade.

Falta d’água

Um leitor do final de linha do São Caetano denuncia a falta de água na localidade por mais de 15 dias. Segundo ele, já entrou em contato com a Emasa e nada foi solucionado até o presente momento. Uma outra leitora afirma que falta água há mais de 15 dias no loteamento Gegeu Rocha, bairro Fonseca.

Contas altas

Ainda falando sobre a Emasa, uma assalariada de 80 anos reclama sobre os constantes aumentos em suas contas de água. A leitora do blog diz que, com ela, moram mais três pessoas e há apenas um banheiro em casa. Eles tomam banho uma vez por dia e evitam lavar roupa na máquina, justamente para economizar água. Acontece que, mesmo reduzindo os gastos, o valor das contas aumentam. Antes, a mulher pagava cerca de 43 reais, mas hoje o valor ultrapassa os 120. Ela enviou nos enviou um comparativo de valores:

Julho = 73,73
Agosto = 88,58
Setembro = 94,31
Novembro =101,66
Dezembro =123,71

A senhora mora na rua Macário dos Reis, no bairro Santo Antonio.

Igreja roubada

A Igreja Batista do Parque Boa Vista, localizada na Rua 17, foi vítima de assalto por duas vezes na semana passada. Segundo leitora do blog, o ladrão entrou na igreja e levou todas as lampadas e toalhas de mesa. Neste final de semana voltaram a invadir a igreja, desta vez arrombando a porta, e roubaram todos os microfones e a mesa de som. Populares pedem que a policia faça ronda com maior frequência na região, pois mais assaltados e até fatalidades podem ocorrer.

Moradores do Novo Jaçanã ficam indignados com buracos abertos pela Emasa

Moradores do bairro Novo Jaçanã informaram ao Blog do Tom que a Emasa esteve no local há mais de uma semana, especificamente na Rua P, para tentar resolver problemas na rede de esgoto. A empresa fez grandes buracos na rua e até o momento não retornou para fechar estes buracos.

As pessoas estão indignadas com a falta de respeito aos moradores, pois os buracos representam incômodo a todos, além do esgoto estar correndo a céu aberto, provocando mau cheiro e atraindo bichos como insetos, cobras e ratos. Crianças, idosos e carros ficam impossibilitados de transitar em segurança pelo local.

Auditoria da Emasa revela gastos exorbitantes na gestão anterior

Em Itabuna o presidente da Emasa, Ricardo Campos, já está com o relatório final da auditoria realizada na empresa. Em relação a gestão anterior, o relatório mostra uma redução expressiva nos gastos.

Na gestão anterior a Emasa gastava mensalmente R$ 120 mil com gasolina, atualmente o gasto é de R$ 40 mil. Em relação a locação de carros, na gestão anterior eram 48 carros, atualmente são 36 carros. Ricardo Campos declarou que a empresa que realizou a auditoria é bastante conceituada, foi a mesma que realizou a auditoria na obra do metro de Salvador.

Na parte comercial da empresa, Ricardo Campos declarou que a auditoria mostrou que era feita o “abono” na conta de água, isso comprometia a parte financeira da Emasa. Segundo ele, atualmente o sistema foi mudado e apenas ele e outro funcionário tem a senha do setor. Vale lembrar que em 2012, a Emasa teve um déficit (prejuízo) superior a de R$ 2 milhões. O TCM solicitou que a direção da empresa adotasse medidas para recuperação de créditos de clientes inadimplentes e redução dos custos operacionais e administrativos da atividade desenvolvida.

Leia mais…

Moradores de Itabuna reclamam da Emasa

Itabuna deixa a desejar no saneamento básico / Foto: Ednaldo Pinto
Itabuna deixa a desejar no saneamento básico / Foto: Ednaldo Pinto

Não é de hoje que itabunenses se veem indignados com a situação das ruas da cidade e denúncias ao Blog do Tom. Segundo moradora do bairro Santo Antônio, em Itabuna, um cano fornecedor de água estourou no meio da travessa Guanabara, na avenida Itajuípe. Esta é a terceira semana que moradores ficam sem receber água em casa e a Emasa não compare ao local.

Já no bairro Pedro Jerônimo, um senhor faz apelo para que a Emasa trate do cano de esgoto que estourou nos fundos de sua casa. Segundo ele, morador da rua Pedro Jorge, 297, a água do esgoto chega a entrar dentro de casa, fazendo perder móveis. Além disso, insetos, como a lacraia, entram na residência através dos canos. O senhor e uma vizinha estão sendo bastante prejudicados.

Na rua Castro Alves, bairro São Caetano, um canal com encanações de esgoto atrapalha a vida de moradores por conta do mal cheiro, animais peçonhentos e o risco à saúde.

Embasa cobra da Emasa divida de 40 milhões

Na última sexta-feira o presidente Empresa Baiana de Água e Saneamento(Embasa), Abelardo Oliveira, enviou um ofício ao prefeito de Itabuna Claudevane Leite (PRB) e ao presidente da Câmara Municipal de Itabuna, Aldenes Meira (PC do B).

No oficio, Abelardo Oliveira cobra da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), o ressarcimento dos mais de R$ 40 milhões que a EMBASA teria direito pelo fim do contrato de comodato em 2009, ou a devolução do sistema de água e esgoto da cidade para a Estatal.

Abelardo diz no documento que uma cooperação do município com a Embasa consolidaria mais investimento para saneamento em Itabuna, inclusive com recursos do PAC. Leia mais…

Casa é invadida por esgoto e Emasa não soluciona o problema

Na tarde desta quinta-feira (12) a redação do Tom recebeu um telefonema de um morador da Av. Pedro Jorge, bairro Pedro Jerônimo em Itabuna, revoltado com a desassistência da Emasa em relação a um cano de esgoto que passa pelos fundos da sua residência.

O nosso repórter fotográfico esteve no local e ouviu os relatos de seu Joaquim e dona Maria que estão sendo afetados com infiltrações em seus imóveis. A umidade alastra-se pelos cômodos e acentua-se a cada dia. Apesar de inúmeras ligações feitas para a Emasa até o momento não houve uma solução, além disso, Joaquim tentou ligar para a SEDUR (Secretária de Desenvolvimento Urbano) para ter maiores informações do que poderia ser feito, devido uma encosta de barro nos fundos das casas que pode cair a qualquer momento (questão da Defesa Civil). A senhora Conceição têm 71 anos e sofre de asma (confira nas fotos), a sua casa é invadida todos os dias pela água de esgoto e causa um mal cheiro terrível.

Dona Maria.

Coelba e Emasa firmam convênio

Ricardo Campos busca eficiência no uso de energia elétrica pela Emasa.

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento de Itabuna (EMASA) firmou um convênio com a Coelba que vai possibilitar uma economia nas contas da energia da empresa. O convênio, assinado pelo presidente da EMASA, Ricardo Campos, tem o valor de R$ 980 mil, que serão investidos em novos motores, cabos de comando, tubulações, fiações, além de melhorias nas instalações. O trabalho foi iniciado no mês de julho e deve terminar em outubro, quando o uso eficiente da energia elétrica estará garantido.

“A eficiência ajuda na economia e no pagamento em dia. Somente com equipamentos de qualidade conseguiremos utilizar a energia de maneira eficiente”, explicou Ricardo Campos. Desde o mês de janeiro a Emasa busca constantemente a eficiência nos serviços e conseguiu reduzir em mais de 50% os pedidos e reclamações de reparo para saneamento e esgoto, intervenções e novas ligações. Em janeiro de 2013 foram catalogados mais de 500 pedidos, muitos acumulados de 2010 a 2012. Atualmente, mais da metade já foi resolvida.

“O importante é que a gente responda o mais rápido possível as demandas dos usuários. Muitos pedidos ainda acontecem, mas o número diminuiu. Temos uma rede de esgotamento inadequada e sucateada em Itabuna, que por isso entope facilmente”, esclareceu Ricardo. Para atender as diversas demandas, um engenheiro foi designado e faz o gerenciamento das equipes de reparos. Com isso o serviço é dividido de forma adequada e há uma organização que antes não existia.

Acordo com o Sindae

Outra conquista da Emasa foi o acordo coletivo de trabalho com os servidores. Foram assegurados 61 pontos de reivindicações do Sindicato dos Trabalhadores de Água, Esgoto e Meio Ambiente (Sindae), que contemplam desde reajuste salarial, ticket alimentação e benefícios diversos. “O trabalhador precisa de benefícios e o acordo está homologado no Ministério do Trabalho. Agora é Lei”, disse Ricardo Campos.

Para ele, o acordo é um marco, um ponto de ruptura com a relação antiquada que havia entre a Emasa e os funcionários. “Em 24 anos de empresa um acordo assim nunca tinha sido firmado. Isso reflete a valorização do servidor e o respeito que recebe da empresa” afirmou.

A Emasa também colocou em dia muitos tributos e encargos que não eram pagos, como INSS e FGTS. “Nosso objetivo é crescer de acordo com as orientações do prefeito Claudevane Leite quanto à responsabilidade, transparência e respeito com o erário.

Atualmente, a qualidade da água fornecida à população é uma das melhores, senão a melhor da Bahia. Depois de várias medições, isso será apresentado no Congresso da Associação Baiana de Engenharia Sanitária, no mês de setembro.

Bairro do Zizo entra em manifestação mais uma vez

Fotógrafo: Ednaldo Pinto
Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Os moradores do Zizo vão realizar mais um protesto reivindicando melhorias no local. Segundo moradores, a Emasa concertou o cano geral de água da rua Bela Vista, mas o cano voltou a estourar pelo serviço mal feito da empresa. A intenção é fechar o acesso que liga aos bairros vizinhos, evitando a passagem de ônibus.

Moradores do Santo Antônio continuam com esgoto na porta de casa

Fotógrafo: Ednaldo Pinto
Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Nesta manhã de terça-feira (23) moradores do bairro Santo Antônio fizeram outro manifesto reivindicando providências por parte da Emasa, que ficou de ajeitar os esgotos que correm a céu aberto na Rua Travessa, final da avenida Itajuípe. Na última quinta-feira (18) os populares fizeram uma manifestação fechando as ruas e pedindo a presença do prefeito. O secretário da Emasa esteve no local mas até agora nada vou resolvido.

A revolta dos populares é por conta de um esgoto que corre a céu aberto nesta rua, e, por consequência, a água suja cai na caixa d’água que abastece a rua e posteriormente sai nas torneiras das residências, pondo em risco a saúde das famílias.

Uma senhora, que tem um esgoto aberto na porta de casa, relatou sua situação. Confira no vídeo em instantes.

Água da Emasa era vendida por usuário do São Caetano

A Emasa, com o objetivo de combater as ligações clandestinas e o desperdício de água em Itabuna, tem intensificado este trabalho após denuncias de vizinhos, que se utilizam até de abaixo assinado.

Funcionários da empresa foram até a Rua São Jorge, no bairro São Caetano e após muitas buscas encontraram, a um metro de profundidade, uma ligação clandestina debaixo da pavimentação asfáltica. Para realizar o serviço foi necessário moblizar uma equipe com uma retro-escavadeira.

Segundo o supervisor do EO – Escritório Operacional, Geniei Vieira, o proprietário de um mercado vendia água da Emasa, captada em seu estabelecimento comercial, em carro pipa, defraudando a Emasa, enganando e colocando em risco a saúde dos consumidores.

Após a localização foi feito o corte do fornecimento e a assessoria jurídica está acionando a justiça, para que esta prática seja punida de acordo com os rigores da lei

Apesar da multa por ligações clandestinas ser de R$406,80 e a taxa de religação por corte de R$18,90, alguns desonestos usam de tal expediente e ainda ganham com isso. Daí a necessidade de enquadrá-los nos rigores da lei.

Outros casos denunciados por vizinhos nesta semana, foram na Rua Reinaldo de Andrade, no bairro Fátima, onde havia um Lava Jato, cujo proprietário se utilizava das mesmas práticas do caso do São Caetano, além de uma Pousada e um restaurante no centro da cidade, entre outros estabelecimentos comercias flagrados praticando a ilicitude.

A Emasa tem metas de crescimento e investimentos na cidade, e se não for combatida a pratica de uso indevido da água e a sonegação dos pagamentos se suas contas, será impossível realizar as obras que são tão necessárias para melhorar o atendimento aos usuários.

Por outro lado, as notificações por falta de pagamentos são tratadas de maneira diferente: inicialmente o funcionário da empresa notifica o usuário; em seguida o mesmo é convidado, por carta, a visitar a Central de Atendimento em um prazo determinado, onde é feito o parcelamento da divida. Só depois de esgotadas todas as negociações o corte no fornecimento é executado.

Jornalista Matheus Feitosa

Rua São Jorge, bairro São Caetano.