Homem aplica golpe em Ilhéus e leva mais de R$ 500 mil

Ilhéus – Cerca de 40 pessoas compareceram à Delegacia de Furtos e Roubos de Ilheense, nesta sexta-feira (27), para registrar queixa contra uma empresa conhecida pelo nome de Rede Pague, que se passava por correspondente bancária, recebia pagamentos de contas de luz, água e outros títulos, mas ficava com todo o dinheiro.

De acordo com a delegada Rita de Cássia Ribeiro, da Delegacia de Furtos e Roubos, as vítimas do golpe registraram queixa após receber comunicado das empresas de que as contas não estavam pagas. Segundo a delegada, em depoimento, os funcionários da loja contaram que ao chegar nesta sexta para trabalhar, encontraram a loja completamente vazia.

Um homem identificado como Sullayuan Cordeiro Amorim, com idade estimada entre 25 e 27 anos, responsável pela rede, havia inaugurado o “negócio“, com diversos pontos na cidade, no dia 18 de junho, pouco tempo antes do início do feriado e das festas de São João.

Segundo os funcionários da loja, eles começaram a ficar desconfiados quando o dinheiro arrecadado das contas não era levado por um carro forte, e sim pelo dono, que colocava a quantia dentro de um envelope e o escondia dentro das calças, conforme informou o G1.

A policia estima que durante o período de funcionamento da loja tenham sido levados cerca de R$ 500 mil a R$ 1 milhão de reais. De acordo com as investigações, o homem também não teria pago pelo aluguel dos pontos colocados na cidade, além do salário de todos os funcionários. Segundo a polícia, o suspeito também não pagou a pousada onde estava hospedado na cidade.

A polícia acredita que o suspeito utilize um nome falso e que ele faz parte de uma quadrilha. A polícia investiga se existe algum banco credenciado à rede, e se existem laranjas envolvidos. Imagens das câmeras das lojas vizinhas foram solicitadas para tentar conseguir uma imagem do suspeito.

Polícia prende integrantes de quadrilha que falsificava documentos na Cinquentenário

Fotógrafo: Ednaldo Pinto.
Fotógrafo: Ednaldo Pinto.

Itabuna – Policiais Civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) realizaram mais prisões nesta semana. A investigação gira em torno de uma quadrilha especializada em falsificar documentos em geral como de carros, habilitações, identidades, contra-cheques, diplomas, comprovantes de residência, entre outros.

O casal preso foi apresentado à impressa na manhã desta sexta-feira (7).
O casal preso foi apresentado à impressa na manhã desta sexta-feira (7).

Na noite desta quinta-feira (6) os agentes estiveram em um escritório localizado Avenida Cinquentenário – Centro, onde prenderam Nadson Alves dos Santos, de 21 anos, e Geisa Mota dos Santos, de 20, além de apreenderem computadores, impressoras e vários papéis.

Segundo o coordenador da 6ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), Evi Paternostro, os documentos foram utilizados na abertura de contas e solicitação de empréstimos consignados. Pelas fotografias dos documentos é possível notar cerca de seis RGs com identificações diferentes para uma mesma pessoa.

Polícia Civil prende acusada de ajudar travesti no furto dos 21 mil reais

Foto inédita: Ednaldo Pinto.
Foto inédita: Ednaldo Pinto.

Mais um passo da investigação do furto de R$ 21.000,00 a um fazendeiro, foi dado por agentes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Itabuna (DRFR) [confira aqui]

Na manhã desta quinta-feira (6), Arneide Oliveira dos Santos foi detida em Barro Preto, sob acusação de envolvimento no crime. Com ela, os agentes encontraram R$ 2.700,00 em espécie, além de drogas e chaves de caminhões.

Arneide foi encaminhada para o Complexo Policial de Itabuna, onde negou a participação no crime. A investigação segue em curso.

PC prende homem acusado de assaltar loja de celulares

Itabuna – Policiais Civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), prenderam no final da tarde deste domingo (22), Alan Lima Menezes, principal suspeito de ter assaltado a Infor Cell – loja de celulares localizada no centro da cidade. Além de Alan foi detido um menor, também suspeito de ter participado do assalto. Além disso, outros três homens – Luanderson Azevedo Silva, Rafael Almeida Santos e Rodrigo Silva Barreto – foram conduzidos para o Complexo Policial de Itabuna, por suspeita de receptação.

O crime ocorreu na quinta-feira (19) e chamou atenção por ter sido o 21º roubo no mesmo estabelecimento comercial, o que levou o empresário Carlos Xavier – dono da Infor Cell – a realizar um protesto.

Polícia Civil desarticula quadrilha que roubou a clínica 28 de Julho

Itabuna – Agentes da DRFR [Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos] realizaram na tarde desta terça-feira (19), a prisão de Wesley, vulgo ‘dog‘ no bairro Nova Itabuna, e posteriormente a apreensão de três menores no Vila Anália. Todos envolvidos no assalto que aconteceu na Clínica 28 de Julho.

“Dog” – Foto: Ednaldo Pinto.

Segundo informações policiais, Wesley vem praticando diversos delitos na cidade, em companhia dos menores que dão fuga à ele. Ainda segundo relato, um dos menores é integrante da quadrilha do Sid preso em Itajuípe (relembre aqui).

Menores não podem ser identificados devido o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente].

Além da acusação do assalto a clínica, outra vítima, empresário da cidade, foi até o Complexo e reconheceu os conduzidos como os autores do roubo a sua loja localizada no centro da cidade. De acordo com o empresário foram levados 25 celulares, 17 relógios, câmeras digitais e tablets.

Na casa onde os menores estavam ainda foi encontrado um revólver.
Na casa onde os menores estavam ainda foi encontrado um revólver.