Pré-candidatura da presidente Dilma à reeleição acontece em fevereiro

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Nesta segunda-feira (27) o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que o partido lançará a pré-candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição em 10 de fevereiro, dia em que a sigla comemora 34 anos. “Nossa proposta é transformar o dia 10 de fevereiro, que é o aniversário do PT, em uma cadeia nacional para marcar o início da campanha da presidente Dilma e o início do nosso engajamento, do nosso apelo para as mobilizações sociais”, disse.

O lançamento oficial da campanha, porém, só poderá ser feito a partir de julho. O pré-lançamento acontecerá em um evento na capital paulista, com a participação do ex-presidente Lula. Ainda de acordo com o comandante do partido, os diretórios regionais devem fazer eventos que marquem as comemorações pelo aniversário da sigla e o início da pré-campanha presidencial entre os dias 7 e 10 de fevereiro.

Em nota oficial, o PT afirma que o “objetivo inarrável” é a reeleição da presidente e que seu segundo mandato deve ter “novas e maiores conquistas para o povo brasileiro”.

Informações do jornal Folha de São Paulo

Dilma quer ampliar Minha Casa Minha Vida para a classe média

A presidente Dilma Rousseff vai repaginar o programa Minha Casa Minha Vida, uma das apostas de sua campanha à reeleição. Ela planeja ampliar o valor máximo do imóvel financiado – que hoje está em R$ 190 mil – para beneficiar mais uma parcela da classe média.

A meta da nova etapa é construir 3 milhões de moradias até 2017. Até agora, o Minha Casa Minha Vida já entregou cerca de 1,4 milhão das 3,7 milhões de unidades contratadas desde 2009, quando o programa foi anunciado, ainda no governo Lula.

Dilma procura uma forma de aumentar as faixas de renda dos beneficiários do Minha Casa Minha Vida – que atualmente vão de R$ 1,6 mil a R$ 5 mil – , reforçando a presença do plano de habitação em centros urbanos, como São Paulo, Rio e Belo Horizonte.

Disposta a recuperar a popularidade perdida desde os protestos de junho na chamada “nova classe média”, a presidente encomendou estudos ao Ministério das Cidades e aos bancos públicos para pôr o programa de pé. Pesquisas em poder do Palácio do Planalto mostram que a imagem da presidente não foi totalmente reabilitada entre eleitores com renda de R$ 1.356 a R$ 3.390 (dois a cinco salários mínimos) nem entre o público jovem, de 16 a 29 anos, e de áreas urbanas. Embora a aprovação de Dilma tenha melhorado na faixa dos menos escolarizados e mais pobres, em especial no Nordeste, a maioria dos entrevistados ainda pede “mudanças” e “coisas diferentes”.

Informações: A Tarde

Dilma volta ao descanso na Bahia após visitar Minas Gerais

Dilma na Bahia nas férias de 2011 (Foto: Divulgação)
Dilma na Bahia nas férias de 2011 (Foto: Divulgação)

Na tarde desta sexta-feira (27) a presidente Dilma Rousseff retornou para a Base Naval de Aratu, no subúrbio ferroviário de Salvador, onde escolheu passar a virada do ano. Ela desembarcou na Bahia por volta das 13h após precisar visitar as áreas assoladas pelas chuvas em Minas Gerais [relembre aqui].

Dilma precisou interromper as férias para vistoriar as áreas atingidas pelas chuvas em Minas Gerais, onde sobrevoou cidades como Governador Valadares e Virgolândia.

A presidente fica hospedada em uma casa no interior da Vila Militar, a cerca de 3 km da praia. É uma residência estilo anos 1960, que foi reformada no início de seu mandato.

Geddel é exonerado da Caixa após pedido à Dilma pelo Twitter

Geddel usou o Twiiter para pedir exoneração da Caixa (Foto: Ruy Baron VALOR/DF)
Geddel usou o Twiiter para pedir exoneração da Caixa (Foto: Ruy Baron VALOR/DF)

A exoneração de Geddel Vieira Lima do cargo de vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal foi publicada na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial da União. Geddel Vieira Lima publicou nesta quinta-feira (26) uma mensagem no microblog Twitter apelando à presidente Dilma Rousseff para que o exonerasse do cargo.

Ministro da Integração Nacional no governo Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do PMDB da Bahia e possível candidato a governador do estado, Vieira Lima afirmou na mensagem que o pedido de exoneração se encontra “nas mãos” da presidente.

Geddel Vieira Lima disse afirmou que quer sair da Caixa Econômica porque deve apoiar em 2014 algum candidato que faça oposição ao governo de Jaques Wagner (PT) na Bahia.

“Eu acho absolutamente legítimo querer sair. Eu ocupo a função na Caixa Econômica Federal em função de um tratado politico de 2010, quando apoiei a presidente Dilma devido circunstâncias na política local. As circunstâncias são outras hoje. Vou fazer outro pacto com a sociedade baiana”, detalhou.

Exoneração publicada no Diário Oficial da União (Imagem: Reprodução)
Exoneração publicada no Diário Oficial da União (Imagem: Reprodução)

Ele não quis dizer quem será o candidato que apoiará. Disse que isso será revelado “no momento oportuno”.

Informações: G1

Dilma interrompe férias para vistoriar Minas Gerais após chuvas

Presidente Dilma vistoriando enchentes no ES (Foto: Divulgação)
Presidente Dilma vistoriando enchentes no ES (Foto: Divulgação)

A presidente Dilma Rousseff adiou suas férias por conta das chuvas que estão atingindo Minas Gerais. Ela deve viajar nessa sexta-feira (27) para Governador Valadares (MG) onde vai vistoriar as áreas afetadas pelo temporal.

Em Minas Gerais, 18 pessoas morreram e 60 ficaram feridas em razão das chuvas que atingem o estado. Segundo a Defesa Civil, 10 mil pessoas tiveram de deixar suas casas – 6.959 desalojadas e 2.460 desabrigadas.

Dilma vai embarcar para Minas a partir da base naval de Aratu (BA), da Marinha, para onde viajou nesta quinta (26) a fim de passar um período de férias. Em Minas, a presidente deve se encontrar com o governador Antonio Anastasia (PSDB) e com autoridades locais, a exemplo do que fez na véspera do Natal quando foi ao Espírito Santo para visitar áreas atingidas por enchentes no Espírito Santo.

As férias de Dilma na Bahia devem terminar no dia 5, data em que está previsto o retorno para Brasília. Ela viajou para a Bahia acompanhada da filha, Paula, do neto, Gabriel, e do genro, Rafael Covolo.

Informações: G1

Líder do PSDB quer levar mensagem natalina de Dilma à Justiça

Deputado Carlos Sampaio (PSDB) (Foto: Divulgação)
Deputado Carlos Sampaio (PSDB) (Foto: Divulgação)

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Carlos Sampaio (SP), anunciou que representará contra Dilma Rousseff na Justiça Eleitoral via Procuradoria-Geral da República. Ele a acusa de usar a máquina governamental com propósitos eleitorais ao enviar mensagem natalina aos servidores públicos federais.

De acordo com Sampaio a iniciativa de Dilma caracteriza “abuso de poder”. “Nenhum outro candidato teria acesso aos endereços de todos os funcionários públicos federais para poder enviar correspondências natalinas similares”, disse, em nota.  E acrescentou: “…a ação ilegal configurou, na realidade, promoção pessoal visando angariar votos para sua candidatura em 2014. E tudo isso foi feito, ao que tudo indica, com dinheiro público.”

Mensagens enviadas por Dilma pelo Twitter (Imagem: Reprodução)
Mensagens enviadas por Dilma pelo Twitter (Imagem: Reprodução)

A presidente escreveu no último dia 23 em seu twitter a seguinte mensagem:”É com carinho e reconhecimento que me dirijo aos servidores federais depois de um ano de trabalho árduo, e também de muitas conquistas. As vozes dos que foram às ruas querem melhores serviços públicos, mais médicos, mais educação, mais transporte de qualidade, mais segurança. Cabe a todos nós, servidores públicos, responder essas vozes”.

Dilma se desculpa no Twitter por levar criança no colo em carro

A presidente Dilma Rousseff usou sua conta no Twitter para pedir desculpas por levar o neto no colo no banco traseiro de um carro na tarde desta sexta-feira (20) em Porto Alegre. Dilma foi ao Rio Grande do Sul para participar da inauguração da BR-448, a Rodovia do Parque, e aproveitou para passear com familiares após a solenidade.

Dilma levou neto no colo (Foto: Ricardo Duarte/Agência RBS)
Dilma levou neto no colo (Foto: Ricardo Duarte/Agência RBS)

Ela explicou que levava o neto da casa da filha à residência do avô na Zona Sul de Porto Alegre. “Estive hoje na casa da minha filha e, de lá, levei meu neto à casa do avô, que fica no mesmo bairro. Meu neto foi abraçado comigo no banco de trás. Foi um erro. A legislação de trânsito é clara: criança tem que andar na cadeirinha. Peço desculpas pelo erro”, escreveu a presidente na rede social.

A resolução nº 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de 28 de maio de 2008, conhecida como “Lei da Cadeirinha”, determina que crianças com menos de 10 anos sejam transportadas no banco traseiro de veículos, usando cinto de segurança ou um sistema de retenção. Para crianças com até sete anos e meio, o sistema pode ser um berço para bebês, uma cadeirinha auxiliar ou uma proteção antichoque acoplado ao banco.

O descumprimento sujeita o infrator ao artigo 168 do Código Brasileiro de Trânsito. A infração é considerada gravíssima, passível de multa e retenção do veículo até que a irregularidade seja sanada.

 

Homenagens a Mandela reúnem o maior número de chefes de Estado da história

Mandela receberá grande homenagem em despedida (Foto: Divulgação)
Mandela receberá grande homenagem em despedida (Foto: Divulgação)

O tributo que será prestado nesta terça-feira (10) ao ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, que morreu na última quinta-feira (5), reunirá o maior número de chefes de Estado da história. O recorde atual foi registrado no funeral do papa João Paulo II em 2005 com a presença das autoridades máximas de 70 países. De acordo com o governo da África do Sul, mais de 90 chefes de Estado confirmaram presença e o número ainda não foi fechado.

A homenagem será prestada a partir das 11h (7h no horário de Brasília) no Estádio Soccer City, palco da final da Copa do Mundo de 2010 e também da última aparição pública de Mandela, desfilando em um carrinho de golfe e aplaudido por milhares de admiradores. O estádio tem capacidade para cerca de 80 mil pessoas.

Os aeroportos de Joanesburgo ficaram lotados nos últimos dias desde a morte de Mandela. Pessoas de todas as parte do mundo chegam para se despedir e prestar homenagem ao líder.

A imprensa de todo o mundo também veio registrar o momento histórico. No local que o governo destinou ao credenciamento para a cobertura do funeral de Mandela, os jornalistas levaram, em média, cinco horas, no domingo e na segunda-feira, para conseguir uma credencial e ter acesso aos eventos.

O clima na cidade mistura tristeza pela partida de Madiba e celebração de sua vida. As imagens das bandeiras a meio-mastro em todo o país se misturam com danças e cantorias em homenagem ao ex-presidente que, em vida, despertou a curiosidade e a admiração de pessoas e líderes de todo o mundo e agora os atrai ao país para a despedida. Os presidentes Barack Obama, dos Estados Unidos, e Dilma Rousseff estão entre os que farão um pequeno discurso na despedida oficial.

Presidente autoriza restabelecimento do quarto fuso horário no Brasil

A presidente Dilma Rousseff autorizou nesta quinta-feira (31) o restabelecimento do quarto fuso horário no território brasileiro. Segundo a nova lei, o Acre e algumas regiões do Amazonas terão duas horas de diferença em relação ao fuso oficial de Brasília fora do horário de verão. Nesta época do ano, porém, a diferença é de três horas.

O novo fuso passa a vigorar no próximo dia 10 (Foto: Divulgação)
O novo fuso passa a vigorar no próximo dia 10 (Foto: Divulgação)

O novo fuso passa a vigorar no próximo dia 10, conforme publicado na edição de ontem do “Diário Oficial da União”.

A lei já tinha sido vetada pela presidente em 2011. Por quase 90 anos, esse foi o fuso horário do Acre – a mudança ocorreu em 2008, a partir de projeto de lei do então senador e atual governador do Estado, Tião Viana (PT), que estabeleceu a diferença de apenas uma hora em relação à capital.

Nas eleições de 2010, no entanto, a população do Estado foi às urnas em referendo sobre o tema e a maior parte dos acrianos (56,87%) rejeitou a alteração.

Surgiu então a polêmica: parlamentares questionaram o fato de um referendo modificar uma lei que já está em vigor. Diante do impasse jurídico, um novo projeto foi apresentado para o Estado voltar ao seu antigo fuso horário, agora aprovado pela presidente.

Fonte: Correio

Dilma sanciona projeto que inibe criação de novos partidos políticos

A presidente Dilma Rousseff sancionou sem vetos o projeto de lei que inibe a criação de novos partidos políticos. A sanção foi publicada no “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (31).

O texto impede que parlamentares que mudem de partido no meio do mandato transfiram para a nova agremiação parte do fundo partidário e do tempo no rádio e na TV da sigla de origem.

A proposta foi aprovada pela Câmara em abril e, quando foi para o Senado, teve a tramitação suspensa após o ministro do Supremo Tribunal Federal GIlmar Mendes ter concedido liminar pela suspensão da análise da matéria no Congresso. Em junho, o plenário do tribunal permitiu a retomada da tramitação.

Pela lei, 95% do fundo partidário serão distribuídos entre as agremiações obedecendo a proporção do número de deputados que cada uma elegeu para a Câmara nas eleições imediatamente anteriores. O tempo de TV também segue critérios de proporção de deputados eleitos nas eleições anteriores.

A lei sancionada impede que partidos recém criados e que não disputaram as eleições anteriores tenham fatias maiores de tempo de TV e do fundo partidário. É o caso, por exemplo, dos novos partidos Solidariedade e o Partido Republicano da Ordem Social (PROS). Para poder disputar as eleições pelas novas legendas em 2014, deputados de outras siglas migraram para esses partidos, mas não serão levados em conta na hora do rateio do fundo e do tempo de TV.

Informações: G1

Bolsa Família completa dez anos e Governo comemora

Nesta quarta-feira (30)  a presidente Dilma Rousseff e vários ministros participam de cerimônia em comemoração aos dez anos do Bolsa Família. O evento será às 11h no Museu da República. Também estarão presentes parlamentares e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Atualmente, 13,8 milhões de famílias recebem o Bolsa Família, o que representa  50 milhões de pessoas.  Com o programa, 36 milhões de brasileiros saíram da linha de pobreza extrema.

Como parte das comemorações, será lançado às 16h, também no Museu da República, o livro Programa Bolsa Família – Uma Década de Inclusão e Cidadania. A iniciativa é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Ministério do Desenvolvimento Social.

O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos e presidente do Ipea, Marcelo Neri, e a ministra Tereza Campello apresentam a obra. Os artigos reunidos na publicação traçam um panorama da evolução do programa, resgatam as principais contribuições do Bolsa Família para as políticas de assistência social e apresentam dados sobre seu impacto nos indicadores de saúde, educação e proteção social e na redução da pobreza.

DataFolha mostra que Dilma venceria disputa com Campos e Aécio

Dilma Rousseff.
Dilma Rousseff.

O primeiro levantamento realizado após a migração de Marina Silva para o PSB e permanência de José Serra no PSDB, deixando o quadro sucessório com apenas três candidatos, mostra que, se as eleições fossem hoje, a presidente Dilma Rousseff venceria em primeiro turno. No entanto, por uma margem não muito confortável.

De acordo com o Datafolha, ela teria 42% das intenções de voto, contra 21% de Aécio Neves, do PSDB, e 15%, de Eduardo Campos. Ou seja: o PT teria 42% contra a soma de 36% dos adversários e uma leve mudança de humor poderia provocar um segundo turno.

O mesmo instituto também fez uma pesquisa substituindo Aécio por Serra e Campos por Marina. Nesta, Dilma teria 37%, contra 28% de Marina e 20% de Serra, ou seja, 37% para o PT e 48% para os adversários.

Foram também realizadas diversas simulações de segundo turno e, em todas, a presidente Dilma vence seus oponentes. Contra Marina, ganha por 47% a 41%. Contra Serra, por 51% a 33%. Contra Aécio, 54% a 31%. Contra Campos, 54% a 28%.

Deputado afirma que ciclo Lula-Dilma deve acabar em 2014

Em discurso realizado nesta segunda-feira (7) o Deputado Federal Jutahy Junior afirma que o PSDB está em um bom momento, já que as eleições de 2014 podem terminar com o ciclo Lula-Dilma após o ex-Governador José Serra reafirmar seu compromisso com o partido e a ex-Senadora Marina Silva decidir ingressar ao PSB para apoiar a candidatura de Eduardo Campos.

PSB e PSDB enfrentarão o PT em 2014 (Foto: Divulgação)
PSB e PSDB enfrentarão o PT em 2014 (Foto: Divulgação)

Para Jutahy, “essa é uma decisão extremamente relevante para o processo político, porque agora nós temos dois blocos poderosos de enfrentamento ao PT: um é o PSDB, unido, e o outro é o PSB, fortalecido. E é importante ressaltar que o PSB, nesses 12 anos praticamente de lulopetismo, de Governo Lula-Dilma, teve inclusive Ministros seus no Governo do Presidente Lula, e a própria Marina também foi Ministra. Então, são forças que saem do Governo e que participam do processo, fortalecendo o campo da oposição”, dirscursa.

O partido quer terminar com o ciclo por motivo ético e moral. “Nada é mais representativo daquilo que aconteceu nesses 12 anos do que a questão do mensalão. Não há nada mais representativo do enfrentamento que se precisa ter nesse campo ético, porque o mensalão foi uma afronta às instituições, foi a coisa mais gritante e vergonhosa que já existiu num processo político democrático no nosso País”, diz o Deputado

Segundo ele, outra questão seria o encerramento do ciclo econômico baseado na ideia de crédito e consumo. Ele afirma que “o Brasil não tem capacidade mais de crescer baseado simplesmente em crédito e consumo e necessita uma nova Liderança para trazer o início de um novo ciclo econômico que tenha a capacidade de fazer o Brasil crescer como merece”.

O deputado conclui dizendo que o Governo Federal, no ciclo Lula-Dilma, diminuiu sua capacidade de investimento na saúde do Brasil em praticamente 10%, fazendo aumentar a participação dos Estados e Municípios. “Nós temos aí as concessões paralisadas, num conflito de ideologia, de incompetência, numa junção desses dois fatores. […] No meu Estado, por exemplo, nós estamos diante de uma situação gravíssima em relação à BR-101. Não conseguem fazer a duplicação porque não sabem se é por dinheiro público, se é concessão e a forma de se fazer essa concorrência. Nós temos lá já anunciada a conclusão da ferrovia Oeste-Leste e não temos nenhum porto pronto no Porto Sul, nem a ferrovia com nenhum trilho entre Luís Eduardo Magalhães e Caetité”, disse.

Jutahy acredita que agora, com dois blocos poderosos de enfrentamento ao PT, o país pode ficar mais esperançoso com as próximas eleições.

Presidente Dilma se encontra com criador do Dilma Bolada

Ao retomar sua conta no Twitter após quase três anos sem uso, a presidente Dilma Rousseff comentou, pela primeira vez, sobre suas “escapadas” de moto por Brasília. A reestreia da presidente na rede de microblogs, com a conta @dilmabr, veio em forma de entrevista ao usuário Dilma Bolada (@ DiImabr, com “i” maiúsculo no lugar do “L” para se diferenciar), perfil fake da mandatária operado por Jeferson Monteiro.

Jeferson Monteiro, autor do perfil Dilma Bolada, a famosa personagem fictícia da presidente, encontrou-se nesta sexta (27) com a verdadeira Dilma
Jeferson Monteiro, autor do perfil Dilma Bolada, a famosa personagem fictícia da presidente, encontrou-se nesta sexta (27) com a verdadeira Dilma

No final da entrevista, Dilma Bolada escreveu: “E pra finalizar, vou esclarecer de uma vez por todas a história da moto… ÊTA PRESIDENTA VELOZ E FURIOSA!!!”. A presidente respondeu: “Sim & me diverti pra valer. Será que você tem carteira para dirigir moto? Se tiver, da próxima vez, podemos atuar no 8º Velozes e Furiosas.”

Dilma se refere à série norte-americana “Velozes e Furiosos”, cujo sétimo filme tem lançamento previsto para julho de 2014.

No final de agosto, a “Folha de S. Paulo” publicou duas reportagens sobre as escapadas da presidente para andar de moto por Brasília. A “aventura” foi relatada ao jornal pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA), que revelou detalhes do episódio. Segundo ele, Dilma teria dito que “sentiu melhor os ares de Brasília”.

O passeio teria sido realizado na garupa de uma Harley-Davidson do secretário-executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Gabas, um aficionado por motos.

Ainda segundo Lobão, a presidente teria ordenado ao chefe da Segurança Presidencial, general Marcos Antônio Amaro, para que ninguém a acompanhasse porque ela queria sentir-se livre. À presidente, ele teria respondido que iria acatar a ordem, mas, por segurança, determinou que homens a acompanhassem de longe.

Dilma teria afirmado ainda que “a vida é cheia de riscos” e “tudo que se faz na vida importa riscos”, segundo Lobão.

Fonte: Uol

Dilma em Salvador: Manifestantes fazem protestos na porta do hotel

Muitos policiais, um grande número de manifestantes e um clima de tensão na porta de um dos hotéis mais importantes da cidade, no bairro de Ondina, na capital baiana.

Assim está a porta de entrada do local onde o Partido dos Trabalhadores (PT) vai realizar nesta quarta-feira (24) um evento com a participação do Ex-presidente, Lula, e da atual, Dilma Roussef.

A situação ficou tensa quando os manifestantes decidiram bloquear a pista, impedindo a passagem de veículos. Alguns, exaltados, gritam palavras de ordem. Policias tentaram conversar com manifestantes para tentar acalmar os ânimos. Até a divisão de cavalaria da PM veio ao local. Depois de muita conversa, os integrantes do grupo de protesto liberaram a pista. O Varela Notícias segue acompanhando toda a movimentação no local.