Justiça nega liminar, e greve dos professores continua

Nesta sexta-feira (7) a desembargadora Vânia Chaves indeferiu um pedido da prefeitura de Itabuna que pedia uma liminar considerando ilegal a greve dos professores da rede municipal. A Desembargadora marcou uma audiência de conciliação para tentar solucionar o impasse entre o governo e os professores. A greve completou duas semanas sem que o governo e categoria chegassem a um acordo pelo fim da paralisação. O governo oferece 7,97%, em duas vezes, mas a categoria reivindica 15%, parcelado em três vezes.

Leia mais…