Terminal de Uso Privativo é autorizado para construção no Porto Sul de Ilhéus

Governador Jaques Wagner assina contratos de adesão do Terminal de Utilização Privada (TUP) do Porto Sul (Foto: Manu Dias/GOVBA)
Governador Jaques Wagner assina contratos de adesão do Terminal de Utilização Privada (TUP) do Porto Sul
(Foto: Manu Dias/GOVBA)

Nesta segunda-feira (6) a Bahia Mineração (BAMIN) obteve da Secretaria Especial dos Portos da Presidência da República (SEP) a autorização para construir seu Terminal de Uso Privativo (TUP) no Complexo Porto Sul em Ilhéus.

O terminal portuário da empresa terá capacidade de movimentação de carga de até 45 milhões de toneladas por ano. A autorização foi dada em cerimônia no prédio da Governadoria e contou com a presença do governador da Bahia Jaques Wagner e com o ministro da SEP, Antonio Henrique Silveira.

Na oportunidade, Silveira também autorizou ao Governo da Bahia construir o segundo terminal do Complexo Porto Sul, que será utilizado por empresas que vão se associar em torno de uma Sociedade Propósitos Específicos (SEP), cujo edital também foi lançado ontem para consulta pública.

Para o presidente da BAMIN, José Francisco Viveiros, a autorização dada pela SEP é mais um importante passo para a consolidação do Projeto Pedra de Ferro, que integra produção e beneficiamento de minério de ferro em mina localizada em Caetité (Sudoeste baiano) e o escoamento desta produção pelo TUP do Complexo Porto Sul via Ferrovia da Integração Oeste-Leste, Fiol.

Jaques Wagner assina contrato de adesão do Porto Sul

Jaques Wagner assina contrato (Foto: Manu Dias/Gov BA)
Jaques Wagner assina contrato (Foto: Manu Dias/Gov BA)

O governo da Bahia e a Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP) assinaram na manhã desta segunda-feira (6) o contrato de adesão do Porto Sul, a ser implantado em Ilhéus. A cerimônia foi realizada na Governadoria, Centro Administrativo da Bahia (CAB) em Salvador com a presença do governador Jaques Wagner e do ministro da SEP, Antônio Henrique Silveira, além de outras autoridades.

“Esse licenciamento do Porto Sul se tornou referencial para o Ibama. Todo mundo sabe que um porto é um prenúncio de capacidade industrial e energética de um estado. Concretizamos o maior investimento logístico da Bahia”, afirmou Wagner.

O governo também lançou o edital de seleção de acionistas privados para a constituição da Sociedade de Propósito Específico (SPE) do Porto Sul. Os investimentos privados somarão R$ 5,6 bilhões ao longo de 25 anos.

Justiça investiga contratação de Neymar pelo Barcelona

O Barcelona entregou nesta segunda-feira (23) ao juiz espanhol Pablo Ruz o contrato firmado pelo atacante Neymar com o clube. A documentação foi solicitada na última quarta (18) por causa da denúncia de Jordi Cases, um sócio do time catalão, que acusou o presidente Sandro Rosell de apropriação indevida de valores na transação que envolveu a contratação do atacante do Santos.

Neymar comemora gol marcado na vitória do Barcelona sobre o Celtic, em partida válida pela Liga dos Campeões (Foto: Quique Garcia/AFP)
Neymar comemora gol marcado na vitória do Barcelona sobre o Celtic, em partida válida pela Liga dos Campeões (Foto: Quique Garcia/AFP)

Com os contratos em mãos, o magistrado decidirá se irá acatar a denúncia e abrir um processo para apurar a ação do dirigente neste negociação. Ruz também requisitou os relatórios financeiros do Barça em 2011, 2012 e 2013, depois de Cases também ter alegado que Rosell ocultou aos sócios do clube os contratos de aquisição dos direitos do atleta por um total de 57,1 milhões de euros (cerca de 182 milhões de reais).

Cases afirmou que o custo da transferência para tirar Neymar do Santos foi maior do que os 57 milhões de euros anunciados pelo Barcelona. Entretanto, o porta-voz do clube, Toni Freixa, insistiu que este valor é o correto. O Barcelona alega que 17,5 milhões de euros (cerca de 56 milhões de reais) foram pagos diretamente ao Santos na transação, mas o clube catalão disse que não poderia revelar o destino do restante da verba por causa de um contrato de confidencialidade.

Informações: Veja

Novos moradores do Jardim América II tem 30 dias para fazer mudança

Nesta quarta-feira (6) a Secretaria da Assistência Social da Prefeitura de Itabuna reuniu no Grapiúna Tênis Clube 250 – dos 496 – proprietários de apartamentos do novo Condomínio Residencial Jardim América II que devem ocupar as novas moradias em no máximo 30 dias. Na oportunidade, foram assinados os contratos com a Caixa Econômica Federal e recebidas as chaves da nova residência e dada entrada no pedido de ligação da energia elétrica.

Os beneficiados do programa Minha Casa, Minha Vida receberam os boletos com as parcelas referentes a um ano, bem como o manual do proprietário, que contém informações sobre diretos e deveres. A assinatura dos contratos continua hoje (7), a partir das 8 horas, no mesmo local, com a participação dos 246 condôminos restantes.

Estiveram presentes à assinatura dos contratos, o gerente geral da Caixa em Itabuna, Antonio Almeida, o representante da Construtora Módulo, Cleber Carvalho, e a técnica bancária da Caixa em Salvador, Maitê Fraga.

Contrato com terceirizada World Service é cancelado pelo Governo

Contrato com a empresa foi cancelado devido irregularidades clausurais
Contrato com a empresa foi cancelado devido irregularidades clausurais

Nesta quinta-feira (19) foi anunciado pelo Governo o rompimento do contrato com a empresa World Service, contumaz caloteira em trabalhadores terceirizados de escolas públicas estaduais na Bahia que vinham descumprindo cláusulas contratuais. As outras dispensadas são BC, Contrate, LC, Líder, Sal-ttur, Shaleve e Medial.

De acordo com o governo, entre os motivos do distrato está o atraso de salários e o não pagamento de vales transporte e alimentação. O Estado firmou acordo mediado pelo Ministério Público do Trabalho, pelo qual se compromete a regularizar os pagamentos e assegura o emprego dos trabalhadores hoje vinculados às terceirizadas.

No acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT), o governo também se comprometeu a efetuar o pagamento a todas as empresas terceirizadas que estejam com a documentação das faturas em dia. Os repasses serão feitos com a intermediação do MPT e do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza (Sindilimp). As terceirizadas locam mão de obra de merendeiras, porteiros e pessoal de limpeza.

Informações: Pimenta