Paciente é operado do lado errado no Hospital de Base de Itabuna

Primeira cirurgia foi realizada do lado errado (Foto: Oziel Aragão/Plantão Itabuna)
Primeira cirurgia foi realizada do lado errado (Foto: Oziel Aragão/Plantão Itabuna)

Um caso de erro médico revoltou um paciente do Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães. Há três meses Uilio Fernandes dos Santos, de 33 anos, foi internado para realizar uma cirurgia para retirada de uma hérnia inguinal. No entanto, a intervenção cirúrgica que deveria ter sido feita no lado direito, onde estava a hérnia foi feita no lado esquerdo. Após descobrir o erro, Uilio procurou a direção do hospital e foi orientado a passar por outra operação, desta vez do lado correto.

De acordo com o paciente, o pré-operatório foi realizado pelos médicos Adalto Oliveira e Maria Lúcia Minar Valadares de Almeida, que diagnosticaram a retirada da hérnia do lado direito. “Eu fiz tudo como pede a lei da medicina, entreguei os exames todos e eles fizeram isso comigo”, informou o paciente.

Ele trabalha como guarda municipal na cidade de Itororó.

Siameses baianos se preparam para cirurgia de separação em Goiânia

Gêmeos siameses (Imagem: Reprodução)
Gêmeos siameses (Imagem: Reprodução)

Os gêmeos siameses Arthur e Heitor, de 4 anos, já estão na última fase antes da separação definitiva. Os meninos são moradores de Riacho de Santana, a 723 quilômetros de Salvador, e fazem tratamento desde antes do nascimento em Goiânia, no Hospital Materno Infantil (HMI), referência no acompanhamento de siameses.

No último dia 20 de novembro, os irmãos foram submetidos à implantação de expansores de pele. Os meninos são unidos pelo tórax, abdômen e bacia e têm apenas três pernas e um fígado. O período de cicatrização dessa última cirurgia é de 30 dias. Depois, eles precisarão de pelo menos mais dois meses para ação dos expansores.Com isso, o procedimento de separação deve acontecer no início de 2014.

Com o auxílio da mãe, os garotos já sabem ler e escrever algumas palavras. Apesar das limitações físicas, a mãe das crianças, a professora Eliana Ledo Rocha, de 37 anos, conta que os filhos são alegres, brincalhões e gostam de jogar no computador.

Informações: Bahia Notícias

RJ: Mulher que aplicou acrílico no bumbum está internada em estado grave

Vânia posa em foto antes de fazer a cirurgia / Reprodução

Uma mulher de 29 anos está internada em estado grave em um hospital particular na zona norte do Rio de Janeiro depois de injetar acrílico no bumbum. Vânia Prisco, de 29 anos, foi submetida a um procedimento estético que é condenado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Segundo José Horácio, presidente da entidade, o material foi absorvido pelo corpo da jovem e está gerando complicações.

Vânia afirmou ao Balanço Geral RJ que não buscou se informar sobre os riscos do procedimento antes de realizá-lo e também não verificou se a médica possuía registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). A autora da cirurgia é identificada pelo nome de Cecília Tavares e não está inscrita no CRM; ela havia sido indicada por uma amiga da vítima. Vânia só descobriu que ela era uma falsa médica ao realizar um boletim de ocorrência em uma delegacia. Lá, ela ainda soube que outras jovens já haviam denunciado Cecília por lesão corporal.

O quadro clínico de Vânia é grave. Ela já passou por 37 cirurgias desde que foi internada em junho e já gastou mais de R$ 50 mil somente em anestesias. O acrílico em pó é liberado pela vigilância sanitária, mas somente para cirurgias reparadoras e não para procedimentos estéticos. Em alguns casos, a utilização incorreta da substância pode levar à morte.

Fonte: Correios