Mulher tenta sacar benefício com identidade falsa e é presa em flagrante

A acusada informou que mora no bairro Sarinha. Foto: Ednaldo Pinto.

Itabuna – Lucicleide da Silva Fernandes, conhecida como Keu, de idade não revelada, foi presa na tarde desta quinta-feira (6), suspeita de 171, crime de estelionato e falsidade ideológica. 

De acordo com informações colhidas, Keu estava com o RG de uma mulher chamada Renata de Souza Castro de Almeida para sacar R$ 1.295,00 do seguro desemprego em uma agência da Caixa Econômica Federal, situada na rua Felícia de Novaes – imediações da Praça Camacan.

"Vítima".
“Vítima”.

Entretanto, para sua infelicidade o gerente desconfiou e ligou para a CICOM (Centro Integrado de Comunicação da Polícia Militar) e solicitou uma viatura da Polícia.

Lucicleide foi detido e conduzida até a Delegacia da cidade para prestar esclarecimentos ao Delegado plantonista.

Funcionários do CICOM de Itabuna podem entrar em greve

CICOM de Itabuna
CICOM de Itabuna

Funcionários do Centro Integrado de Comunicação (CICOM) de Itabuna estão ameaçando entrar em greve pela falta de pagamento do 13º e pelo atraso nos salários. Segundo eles, o Grupo Fort, responsável pelo pagamento, não está cumprindo com sua obrigação.

O CICOM é um serviço terceirizado para a Polícia Militar onde há várias call center, ou centrais de chamadas, atendendo ligações do 190 (Polícia Militar), 193 (Corpo de Bombeiros) e 197 (Polícia Civil). A empresa é de Marina Bacela, responsável por liberar o pagamento para os funcionários.

Segundo denúncias, além de ter atrasado nos salários, há pessoas que não chegam a receber vale transporte. Além disso, a escala de trabalho seria totalmente errada e são ameaçados pela dona da empresa por conta das reivindicações. Fontes afirmam que há gente beneficiada por ser preposta da Marina Bacelar.

Se o CICOM entrar em greve, chamadas de emergências podem ser perdidas por conta da falta de responsabilidade de empresários.