Solon Pinheiro perde ação e Carlos Coelho volta ao cargo de vereador

Solon Pinheiro e Carlos Coelho
Solon Pinheiro e Carlos Coelho

Nesta quinta-feira (19) o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia decidiu pelo retorno do médico Carlos Coelho ao cargo de vereador em Itabuna. Ele havia perdido o mandato após ser denunciado por compra de votos.

A denúncia foi feita por Solon Pinheiro, suplente de Carlos Coelho, eleito pelo DEM. Solon alegou que o colega de partido realizou cirurgias em troca de votos e moveu ação judicial contra ele.

No início do ano, o juiz titular da 28ª Zona Eleitoral de Itabuna, André Dantas Vieira, cassou o vereador Carlos Coelho e determinou a posse de Solon Pinheiro, que após essa decisão do TRE, deixará o cargo e dará lugar ao médico.

A Câmara de Itabuna deve empossar o vereador Carlos Coelho assim que receber a notificação do Tribunal.

Ex-vereador Carlos Coelho quer tomar cargo de volta

O ex-vereador de Itabuna Carlos Coelho entrou com recursos no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) pedindo a reforma da sentença do juiz André Dantas Vieira, da 28ª Zona Eleitoral, que o cassou em fevereiro e acabou perdendo o cargo para Solon Pinheiro.

Comenta-se nos meios jurídicos de está para acontecer o “duelo de titãs”, pois, o advogado de Coelho é o conceituado Michel Reis, e Bruno Adry defende Pinheiro.

Informações: Políticos do Sul da Bahia