Avião se choca com urubu ao pousar em Vitória da Conquista

Um avião se chocou com um urubu nesta terça-feira (11), ao pousar no aeroporto Pedro Otacílio Figueiredo, em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. O incidente causou danos à aeronave, mas não houve feridos, segundo o Blog do Anderson. Em função do episódio, o voo operado pela Azul Linhas Aéreas, que seguia para Belo Horizonte, foi cancelado.

Polícia informa que pouso forçado em Salvador não foi por uma briga de casal

Passageiros do voo 5135 aguardam embarque no Aeroporto de Salvador (Foto: Divulgação)
Passageiros do voo 5135 aguardam embarque no Aeroporto de Salvador (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal informou na tarde desta quinta-feira (9) que a confusão ocorrida no voo da Azul que pousou em Salvador não foi uma briga de casal [relembre aqui]. De acordo com a polícia, um homem teria surtado dentro do avião e chegou a agredir verbalmente passageiros e aeromoças, além de ter tirado a camisa.

O homem foi ouvido pela Polícia Federal e encaminhado para o Presídio Salvador no bairro da Mata Escura. Ele foi enquadrado nos artigos 147, por ameaça a passageiros, e no 261, por atentado a embarcações ou aeronaves.

Todos os passageiros que estavam dentro do voo, que saiu de Natal (RN) com destino a Guarulhos (SP), já foram encaminhados para São Paulo. De acordo com informações da assessoria de imprensa da companhia aérea Azul, eles foram realocados em um outro voo, que chegou em São Paulo no final da tarde desta quinta.

A Polícia ainda informou que o homem estava acompanhado de uma adolescente, que foi encaminhada de volta para o Rio Grande do Norte por ser menor de idade. Uma irmã mais velha da jovem foi contatada para esperar a garota no aeroporto de Natal. A Azul foi responsável pelo embarque de volta da jovem, segundo informações da assessoria. A polícia informou ainda que não há grau de parentesco entre o homem e a jovem que estava com ele.

Avião pousa em Salvador após casal brigar em aeronave

Um voo da empresa Azul que saiu de Natal (RN) com destino a Guarulhos (SP) realizou um pouso não programado na manhã desta quinta-feira (9) em Salvador. De acordo com informações do Posto da Polícia Federal do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, o motivo do pouso foi a briga de um casal, que está sendo ouvido por agentes da Polícia Federal.

Passageiros do voo 5135 aguardam embarque no Aeroporto de Salvador (Foto: Divulgação)
Passageiros do voo 5135 aguardam embarque no Aeroporto de Salvador (Foto: Divulgação)

A empresa Azul se manifestou através de nota oficial:

“Azul Linhas Aéreas Brasileiras informa que o voo 5135, que faria a rota entre Natal e Guarulhos, realizou um pouso não programado em Salvador por conta do comportamento inconveniente de dois passageiros que estavam a bordo da aeronave. O caso está sendo tratado pela Polícia Federal do aeroporto de Salvador. Os Clientes estão recebendo toda a assistência necessária de acordo com a resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e sendo reacomodados em outros voos. A Azul lamenta eventuais transtornos ocorridos aos seus Clientes.”

Queda de avião pode ter ocorrido por suicídio de piloto

Quedão de avião deixou 33 mortos em novembro (Foto: Divulgação)

Representantes da empresa Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) admitiram hoje (23) ter ficado chocados e profundamente preocupados com a tese de suicídio do comandante do voo TM-470, que provocou 33 mortes, apontada no relatório sobre a queda do avião.

“A LAM manifesta profunda preocupação e choque quanto ao conteúdo da declaração divulgada pelas autoridades de investigação em relação ao inquérito em curso, alusivo à perda do voo TM-470, ocorrida em 29 de novembro”, diz um comunicado da companhia moçambicana enviado nesta segunda-feira (23) à Agência Lusa.

No último sábado (21), o presidente do Conselho de Administração do Instituto de Aviação Civil de Moçambique, João Abreu, revelou que o comandante do voo TM-470, Hermínio dos Santos Fernandes, teve “a clara intenção” de derrubar o aparelho Embraer 190.

A hipótese da existência de algum problema mecânico ou técnico com o avião produzido no Brasil já havia sido anteriormente afastada. Segundo João Abreu, as escutas feitas na caixa-preta – que registra as comunicações do voo – permitiram perceber que, no momento da queda, o comandante, considerado experimente com mais de 9 mil horas de voo, estaria sozinho no interior da cabine de comando da aeronave.

Além dos sons dos diversos alarmes acionados automaticamente pelo avião, o responsável disse que se “ouvem insistentes batidas na porta da cabine, batidas essas” que teriam “sido ignoradas” por Hermínio Fernandes.

As caixas pretas também teriam revelado que a altitude do voo foi alterada manualmente três vezes, de 38 mil pés (cerca de 11.500 metros) para 592 pés (cerca de 180 metros), antes do choque do aparelho com o solo.

“A LAM vai solicitar o relatório detalhado que evidencia e prova os fatos e as conclusões preliminares da referida declaração e continuará a cooperar inteiramente com as autoridades de investigação”, diz a companhia moçambicana no comunicado.

A LAM ainda não se pronunciou sobre a questão das indenizações às famílias das vítimas do desastre, mas especialistas avaliam que dada a tese de suicídio, elas poderão não ser ressarcidas pelas seguradoras da empresa.

O voo TM-470 da LAM caiu em 29 de novembro na Namíbia, no Parque Nacional de Bwabwata, quando fazia a ligação Maputo-Luanda. A tragédia matou 33 pessoas: 27 passageiros e seis tripulantes.

Informações: Agência Brasil

Aeronautas podem entrar em greve a partir desta semana

A situação nos aeroportos do país pode ficar complicada a partir da próxima sexta-feira (20). Em um comunicado enviado à imprensa nesta terça-feira (17), o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), que representa pilotos, copilotos e comissários de voo, diz ter recusado a proposta das empresas aéreas e decidiu entrar em estado de greve.

De acordo com a SNA, a classe reivindica melhorias econômicas e sociais que já foram propostas em assembleia. Nesta quarta-feira (18), uma nova rodada de negociações entre a categoria e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) deve acontecer e, caso as negociações não avancem, a situação pode realmente ficar complicada.

Ao portal iBahia, a assessoria de imprensa regional da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) afirmou que desconhece a situação e que irá apurar a decisão do sindicato para se posicionar sobre o assunto.

Confira na íntegra o comunicado enviado pelo SNA.

“Comunicado Oficial Sindicato Nacional dos Aeronautas

Na tarde desta sexta-feira (13/12), durante Assembleias realizadas nas cinco bases do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), instituição que representa pilotos, copilotos e comissários de voo, a categoria recusou a proposta das empresas aéreas, decidiu entrar em estado de greve, com indicação de paralisação do setor na próxima sexta-feira (20).

Na quarta-feira (18), acontecerá uma nova rodada de negociações entre o SNA e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA), com o intuito de reivindicar melhorias econômicas e sociais propostas nas Assembleias de hoje”.

Aeroporto de Ilhéus fecha devido a mau tempo

Nesta manhã chuvosa de quinta-feira (28) o  Aeroporto Jorge Amado de Ilhéus fechou por causa do mau tempo. Apenas um voo estava previsto para o período da manhã e foi cancelado. A aeronave com origem em Vitória (ES) pousaria em Ilhéus e em seguida partiria para Salvador.

Avião no aeroporto de Ilhéus (Foto: Divulgação/Imagem ilustrativa)
Avião no aeroporto de Ilhéus (Foto: Divulgação/Imagem ilustrativa)

Segundo informações da Infraero de Ilhéus, os próximos voos no terminal estão programados para o período da tarde e também podem ser cancelados devido a chuva. Ainda de acordo com o órgão, as atividades só poderão retornar quando o tempo apresentar condições adequadas de visibilidade.

Passagens aéreas sobem mais de 130% acima da inflação desde 2005

O preço das passagens aéreas no Brasil aumentou 131,5% acima da inflação desde 2005 conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A informação será apresentada pelo presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Flávio Dino, na reunião marcada para quinta-feira (31) entre o governo e representantes das companhias aéreas.

Tarifas estão muito altas (Foto: Divulgação)
Tarifas estão muito altas (Foto: Divulgação)

O objetivo do encontro é tentar convencer as empresas de que os preços cobrados no país são altos demais. “Espero que eles colaborem, que haja uma compreensão de que se deve explorar o turismo, não os turistas”, disse Dino à Agência Brasil.

Segundo ele, o desequilíbrio entre demanda e oferta e o aquecimento do mercado faz com que haja práticas comerciais abusivas -que ficam mais evidentes no caso das festas de fim de ano e agora da Copa do Mundo do ano que vem-, sendo verificados aumentos de até 1.000% no preço das passagens.

“Não temos nenhum fator econômico objetivo no que se refere a custo ou tributação que justifique esse aumento, que é obviamente abusivo”, acrescentou.

As quatro empresas que operam no Brasil –TAM, Gol, Azul e Avianca– vão participar da reunião, além de representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da Secretaria de Aviação Civil e do Ministério da Justiça.

Fonte: Uol

TAM e Avianca reduzem preço das passagens para Copa

Após a Avianca anunciar a redução de preços de passagens aéreas a TAM também recuou e prometeu baixar os preços dos bilhetes para quem viajar na Copa no período que vai da abertura (12 de junho) até o final (13 de julho) do torneio. As empresas estavam cobrando preços abusivos para o período do campeonato em 2014 [relembre].

Passagens aéreas no período da Copa estão altas demais (Foto: Divulgação)
Passagens aéreas no período da Copa estão altas demais (Foto: Divulgação)

De acordo com a Folha de São Paulo nesta quarta-feira (16) o preço de ida e volta entre os aeroportos Santos Dumont (Rio) e Congonhas (São Paulo) para abertura da Copa custava R$ 1.733,14, em uma pesquisa que tem como referência a data de ida em 11 de junho e volta em 13 de junho. A tarifa ainda é considerada alta, mas está 28% menor do que os R$ 2.393 da sexta-feira (11).

A redução é a segunda que a TAM anuncia desde quando foram divulgados os valores de passagens para o campeonato mundial de futebol. De quinta (10) para sexta (11), o valor havia caído de R$ 2.743 para R$ 2.393. O corte dos preços para a Copa acontece depois de insatisfação de passageiros nas redes sociais e o governo federal fazer questionamentos públicos às empresas aéreas.

Copa: Ponte aérea SP-Rio já custa quase o mesmo que ir a NY

Ainda faltam oito meses para a Copa do Mundo começar mas tente comprar passagens aéreas durante o torneio para ver: o preço chega a ser dez vezes mais alto do que em um dia normal. O valor cobrado do passageiro é superior, por exemplo, ao de bilhetes para a Europa e para os Estados Unidos no mesmo período.

Trecho Rio/SP  custa mais que viajar à Nova Iorque (Foto: Divulgação)
Trecho Rio/SP custa mais que viajar à Nova Iorque (Foto: Divulgação)

Uma das explicações dadas pelas empresas aéreas é a lei da oferta e da demanda: se mais gente compra, restam menos lugares no voo – e os assentos que sobram encarecem. A tarifa subiu principalmente nos trechos mais procurados, como a ponte aérea entre os aeroportos de Congonhas (São Paulo) e Santos Dumont (Rio), a rota mais movimentada do Brasil.

O turista que quiser sair do Rio e ir a São Paulo para assistir à abertura da Copa, em 12 de junho, pagará R$ 2.393 ida e volta na TAM. (Na última quinta-feira [10] o valor era R$ 350 maior; na sexta [11], dia em que a Folha questionou a empresa, o preço caiu.)

É mais caro do que ir a Curaçao, no Caribe (R$ 1.900), ou a Buenos Aires (R$ 900) e um pouco menos do que o preço para ir e voltar de Nova York ou Paris.

Por outras companhias aéreas, o preço é igualmente alto na ponte aérea durante a Copa. Na Avianca, o bilhete de ida e volta custa R$ 1.893 e na Gol, R$ 1.673.

Fora da Copa, o valor volta ao normal. Uma passagem para março na ponte aérea por qualquer empresa sai no máximo por R$ 227 -se o passageiro comprar 12 bilhetes por esse valor, ainda assim pagará menos do que um único tíquete aéreo na Copa.

Para ver a final, no Rio, em 13 de julho, o preço das viagens subiu na mesma proporção, quando comparados voos entre Congonhas (SP) e Santos Dumont (Rio).

A alternativa será o ônibus. A viagem de ida e volta entre São Paulo e Rio pela viação Itapemirim para junho é a mesma de agora: de R$ 149 (convencional) a R$ 322 (leito, que reclina 65º). O trajeto leva cerca de seis horas.

AUMENTOU GERAL

O “fator Copa” no preço das passagens de avião se dá em outras fases do torneio.

Ir de São Paulo a Belo Horizonte para ver uma partida das oitavas-de-final, em 28 de junho, custa R$ 2.719 na TAM, a partir de Congonhas. É 1.128% mais salgado do que o preço para maio, antes da Copa: R$ 241.

Pela Azul, via Guarulhos, o valor é quase o triplo. Na Gol, por Congonhas, há passagens promocionais à venda por R$ 258,94.

Mas os bilhetes não subiram apenas em destinos concorridos. Uma viagem de Brasília a Natal para ver o segundo jogo sediado na capital potiguar, em 19 de junho, já custa quase o dobro (Gol), o dobro (Avianca) ou quase o triplo do normal (TAM).

Fonte: Folha de S. Paulo

Escola de Aviação de Ilhéus abre matrículas

A Escola de Aviação de Ilhéus abriu matrículas para o curso de piloto. As aulas começam no dia 19 de outubro e serão realizadas sempre aos sábados e domingos, das 8h às 17h. A primeira aula será aberta para quem deseja saber mais sobre a profissão antes de efetivar a matrícula.

A idade mínima é de 17 anos / Foto: Divulgação

 

Os interessados que querem participar devem comparecer no dia 19, às 9h, em frente à sala de embarque do aeroporto de Ilhéus.

O curso tem duração de 4 meses e para se matricular, a idade mínima é de 17 anos. O instrutor de voo, Carlos Maia, destaca que a escola já formou centenas de pilotos desde sua fundação, em 1942. “Muitos estão trabalhando em grandes empresas como Gol, Tam e Azul”, afirma.

Para mais informações, a escola disponibiliza os telefones: (73) 3234-4041 / 3086-3860 / 9191-1955 / 8805-5020 e o e-mail: [email protected]

Informações: Blog do Gusmão

Sucatas de aeronaves da VASP começam a ser leiloadas

Sucatas de aeronaves da VASP
Sucatas de aeronaves da VASP

Começou nesta sexta-feira (20), pela internet, o leilão para a venda da sucata de 17 aviões da antiga Viação Aérea São Paulo (Vasp). As propostas poderão ser apresentadas por pessoas físicas ou jurídicas até o dia 30, no site do leiloeiro Sérgio Freitas. Neste dia ocorrerá o fechamento do pregão, na Casa de Portugal, em São Paulo.

Serão leiloadas 448 toneladas de sucata, provenientes do desmonte de 16 Boeings e um Airbus A300. O material se encontra nos aeroportos de Guarulhos (quatro aeronaves) e Campinas (uma), no estado de São Paulo; Salvador (três); Brasília (três); Recife e Manaus (dois aviões cada); Galeão e Confins (uma aeronave cada). Leia mais…

Secretaria da Aviação Civil vai avaliar reabertura do aeroporto de Itabuna

Moreira Franco Daniel Almeida Prefeito Vane Wenceslau e Aldenes
Moreira Franco Daniel Almeida Prefeito Vane Wenceslau e Aldenes

Nesta quinta-feira (12) o ministro Moreira Franco garantiu que uma equipe técnica da Secretaria Nacional da Aviação Civil (SNAC) vai avaliar a viabilidade de reabertura do Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho para operações de pouso e decolagens de aeronaves. O prefeito Claudevane Leite foi recebido em audiência em Brasília quando apresentou pedido formal à SNAC.

Na audiência, o Vane destacou a importância do terminal aeroportuário diante das necessidades de transporte de passageiros e mercadorias e das perspectivas econômicas que se abrem com os investimentos públicos e privados que estão sendo realizados no município. O prefeito informou ao ministro Moreira Franco que o Aeroporto Tertuliano Guedes de Pinho possui uma pista, 11 hangares, uma estação de passageiros e uma torre de controle. A unidade tem capacidade para receber aviões de grande e médio porte, além de aviões cargueiros e UTI aérea.

Inaugurado em 1947, o aeroporto passou por uma reforma geral em 1980. Há quase 10 anos o terminal está desativado. Na audiência, o prefeito Vane estava acompanhado do secretário municipal de Planejamento e Tecnologia, Wenceslau Junior, do presidente da Câmara Municipal, Aldenes Meira, e do deputado federal Daniel Almeida (PCdoB-BA).

Após 6 anos, famílias de vítimas da TAM aguardam julgamento

A maior tragédia do país envolvendo uma aeronave de grande porte completa seis anos nesta quarta-feira (17). No dia 17 de julho de 2007, 199 pessoas que estavam a bordo do voo JJ-3054 da TAM morreram quando o avião que partiu de Porto Alegre rumo ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, não conseguiu parar durante o pouso e acabou explodindo ao colidir com um prédio. A maioria das vítimas era de gaúchos.

Faltando poucos dias para o julgamento, marcado para os dias 7 e 8 de agosto, familiares de vítimas da tragédia ainda guardam lembranças das pessoas que perderam no acidente. “São dores eternas. A gente elabora a dor. Se acostuma com a ausência, mas existem momentos em que a dor vem novamente”, disse Zeoni Warling, que perdeu uma filha de 19 anos no acidente.

A investigação do Ministério Público resultou na denúncia de três pessoas: o ex-diretor de segurança de voo da TAM, o ex-vice presidente de operações da companhia e a ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Para os familiares das vítimas, pouca coisa melhorou no transporte aéreo brasileiro após seis anos da tragédia. Eles esperam que o julgamento marcado para agosto traga, além de punição aos responsáveis, um alerta para que as comunidades evitem novos acidentes.

“O que se investiu em infraestrutura, tanto em nível de usuário na parte de dentro do avião, como em nível de pista nos aeroportos, foi tudo uma conversa. Os aeroportos funcionam da mesma forma, ou até pior”, afirmou Dario Scott, presidente da Associação de Familiares e Amigos das Vítimas.

A Justiça também analisa um pedido sobre os seguros pagos às famílias. De acordo com a Associação, o seguro está defasado. O valor deveria ser de R$ 130 mil, mas, na maioria dos casos, não passou de R$ 8 mil.

“Foi feito uma avaliação pela Anac e o valor foi corrigido em 2009, mas não chegou aos R$ 130 mil que deveria. Não chegou a R$ 40 mil. Eu perdi uma filha, mas teve gente que perdeu quem era responsável pela renda da família”, disse o presidente da Associação.

Em nota, a TAM disse que não se pronuncia sobre o processo em andamento. Já a Anac afirma que medidas estão sendo tomadas, como a revisão de todos os regulamentos brasileiros de homologação aeronáutica, transformando-os em regulamentos brasileiros da aviação civil, com requisitos atualizados e alinhados às normas internacionais de segurança. Em relação às condições das pistas do Aeroporto de Congonhas, a Anac disse fazer um acompanhamento constante das condições de atrito e macrotextura em todos os aeroportos brasileiros.

Na decisão que marcou as datas para o julgamento, o juiz Márcio Assad Guardia, da 8ª Vara Criminal Federal de São Paulo, afirma que, primeiro, serão ouvidos na audiência as testemunhas de defesa, de acusação e os réus. Na mesma sessão, será proferida a sentença. O magistrado entendeu que não há razões para a “absolvição sumária” dos acusados, por isso determinou o prosseguimento do processo, com a marcação da audiência de instrução e julgamento.

No momento do acidente, chovia e o A320 da TAM estava com um de seus reversos (parte de seu sistema de freio) desativado. Os pilotos não conseguiram parar o Airbus, que atravessou a pista e foi bater em um prédio do outro lado da Avenida Washington Luís. A pista do aeroporto havia sido reformada e liberada havia 20 dias sem o grooving (ranhuras feitas para ajudar a frear os aviões).

Fonte: G1