PM esfaqueia mãe, irmã e agride sobrinha em Feira de Santana

Um policial militar foi detido após esfaquear a irmã e agredir a mãe e a sobrinha em Feira de Santana na noite deste domingo (15). De acordo com informações da Polícia Militar, o crime aconteceu na casa da família, no bairro Vietnã, por volta das 21h30.

Crime será investigado pela Delegacia da Mulher de Feira de Santana (Foto: Divulgação)
Crime será investigado pela Delegacia da Mulher de Feira de Santana (Foto: Divulgação)

O soldado atacou primeiro a mãe, de 73 anos, agredindo-a também com pancadas na cabeça. Depois o acusado esfaqueou nas costas a irmã de 42 anos, e ainda deu pancadas na cabeça da sobrinha, uma adolescente de 15 anos.

O PM está afastado da corporação e tinha sido apresentado à junta médica por conta de problemas mentais. A polícia, no entanto, não soube informar o que motivou as agressões. A mãe do soldado foi socorrida para o Hospital Emec, em Feira de Santana. Já a irmã e a sobrinha dele foram levadas para o Hospital Geral Clériston Andrade.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, nenhuma das três vítimas correm risco de morte. O soldado foi conduzido para o Hospital Psiquiátrico Lopes Rodrigues. Robson da Paixão já foi ouvido pela Polícia Civil, e retornou para a instituição após prestar esclarecimentos.

Ataque de abelhas deixa dois cachorros mortos e duas pessoas feridas

Colmeia repleta de abelhas (Foto: Divulgação/Imagem ilustrativa)
Colmeia repleta de abelhas (Foto: Divulgação/Imagem ilustrativa)

Na tarde de ontem (27) duas pessoas ficaram feridas e dois cães morreram após serem atacadas por abelhas na rua Usina, bairro Novo Horizonte, em Itabuna. Segundo o Corpo de Bombeiros, havia uma colmeia dentro de um sofá abandonado em área de pasto no bairro quando os homens teriam deslocado o móvel, o que provocou o ataque do enxame.

As vítimas foram atendidas por uma unidade do Samu e encaminhadas para o Hospital de Base de Itabuna. Não há informações sobre o estado de saúde delas. O Corpo de Bombeiros informou que a colmeia foi retirada do local. Dois cachorros que estavam por perto também foram atacados e acabaram morrendo.

Porto Seguro: Cachorro pode ter sido morto por onça

Cachorro morto pode ter sido ataco por onça / Foto: Obaianão
Cachorro morto pode ter sido ataco por onça / Foto: Obaianão

Um cão morto na madrugada de sexta-feira (4) em Porto Seguro pode ter sofrido ataque de uma onça. De acordo com a Polícia Ambiental o cachorro foi encontrado nos fundos de uma casa de luxo no bairro Alto do Mundaí com vários cortes pelo corpo.

O caseiro afirmou que ouviu latidos por volta das 3h, mas só pela manhã localizou um dos cães da residência ferido e o outro morto. Os policiais fizeram buscas pela região, que tem muitas árvores, mas não encontraram vestígios da onça, que de acordo com eles pode ser da espécie suçuarana.

A polícia suspeita que a onça esteja circulando pela região.

Vídeo: Morre turista atacada por tubarão em Recife

A jovem Bruna Silva Gobbi, 18 anos, morreu na noite desta segunda-feira (22), vítima de um ataque de tubarão na tarde de ontem na praia de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital da Restauração (HR) por volta da 1h desta terça (23).

O corpo da turista paulistana será encaminhado ao Instituto de Medicina Legal. Ainda não há informações sobre traslado do corpo, velório e enterro. Esse foi o 59º ataque de tubarão no litoral pernambucano e a 24ª morte, desde 1992, quando teve início a contagem desse tipo de incidente.

Bruna estava com uma prima quando foi atacada, por volta das 13h20 desta segunda. As jovens estavam na praia de Boa Viagem, na altura do edifício Castelinho. “Estávamos em um grupo de pessoas, eu, ela, nossos primos de Olinda, a mãe dela e a avó. Eu e ela estávamos no raso e percebemos que tinha um buraco, um declive, e não conseguíamos pisar no chão. Nessa hora um dos nossos primos pediu ajuda a um dos salva-vidas. Pouco depois de eu ter sido colocada no jet-ski dos Bombeiros, Bruna foi atacada”, relembrou Daniele Souza Gobbi.

Atendimento médico

Os médicos do Hospital da Restauração (HR) que atenderam Bruna Gobbi conversaram com a imprensa durante a tarde. A perna esquerda da jovem foi amputada cerca de 15 centímetros acima do joelho, após uma mordida considerada extensa.

A cirurgiã vascular Maria Cláudia Albuquerque informou que a paciente chegou ao hospital com a pressão a zero, em um estado extremamente grave. “Foram feitas todas as medidas de suporte e ela foi levada ao bloco cirúrgico para uma avaliação. A lesão apresentada no membro foi muito extensa. Pedaços da musculatura e do tecido ósseo foram perdidos. Precisávamos de uma atitude rápida para conter o sangramento e tentar salvar a vida da paciente”, detalhou a médica.

Bruna deu entrada no HR após ser transferida da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro da Imbiribeira. Nas duas unidades de saúde e no caminho entre a UPA e o hospital, ela sofreu paradas cardiorrespiratórias. A jovem foi submetida a uma cirurgia por volta das 15h, onde teve parte de membro inferior amputado. Após o procedimento, foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Seu estado era grave, com respiração através de aparelhos e uso de drogas vasoativas.

Fonte: G1

Estado em que ficou a perna após ataque.