“Irei abrir novas licitações para o transporte coletivo”, afirma Vane durante entrevista

O Prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB), concedeu uma entrevista ao vivo ao programa Balanço Geral – Record Bahia, apresentado por Tom Ribeiro, no início da tarde desta terça-feira (20).

O jornalista foi bem dinâmico ao apresentar a opinião da sociedade grapiunense através da Fã – Page, do programa no Facebook. Os internautas foram objetivos ao dizerem que querem sim uma licitação já.

Em seguida, Vane começou a falar da guerra travada pelos donos das empresas do transporte coletivo contra a Prefeitura Municipal. Segundo o gestor, “os empresários não querem mais dialogar, só querem que o reajuste seja aprovado, e a passagem suba para R$ 2,50. (Coisa que eles tentam desde janeiro deste ano).

O conflito de interesses é existente, porém, Vane ratificou que esse aumento é inviável e desnecessário, pois, o Governo Federal já reduziu impostos que a Associação das Empresas de Transportes Urbanos (AETU) pagava. Sendo assim, “não há argumentos plausíveis para que o aumento seja concedido”, concluiu o gestor.

A bronca dos proprietários das duas empresas é que as ruas da cidade têm muitos buracos, lama etc, e prejudica potencialmente os veículos em circulação. Não obstante, o Prefeito afirmou que o transporte coletivo em Itabuna tem deixado a desejar, por isso, é necessário abrir novas licitações para que empresas de fora ofereçam seus serviços. Dessa forma, aumentando a frota, dando mais conforto ao usuário, definindo novas linhas e atendendo aos anseios em geral da população.

A preocupação agora é uma nova paralisação dos transportes coletivos (ônibus/motoristas/cobradores). Se por um lado a Prefeitura não aumenta a passagem, por outro os empresários não aumentam os salários dos rodoviários, o que acarreta em greve. Logo, os itabunenses ficam a mercê, restando somente 30% da frota em circulação.

Com essa possibilidade, Claudevane pediu encarecidamente que os empresários sejam complacentes e não permitam que uma paralisação seja deflagrada. Pontuando que a licitação ocorrerá no início de Junho e que as empresas atuais também poderão concorrer livremente.

O QUE É LICITAÇÃO?

Licitação é o procedimento administrativo formal para contratação de serviços ou aquisição de produtos pelos entes da Administração Pública direta ou indireta. No Brasil, para licitações por entidades que façam uso da verba pública, o processo é regulado pelas Leis nº. 8.666/93 1 e 10.520/022.

POLÊMICA

Durante a entrevista, o apresentador Tom Ribeiro, perguntou ao Prefeito quem é que manda na cidade. De acordo com Tom, circula nos quatro cantos da cidade que o Prefeito não manda em nada, quem manda é o vice, e que ele não estaria vendo as coisas. Em resposta, Vane declarou que: “Quem manda sou eu, quando eu mando um secretário fazer ele faz, nunca existiu nenhuma situação de desrespeito a minha pessoa, a exemplo cancelei o Carvanal de Itabuna, em virtude da epidemia de dengue, violência gritante, população pedindo socorro, e a saúde na UTI.

Vane declara guerra aos empresários do transporte coletivo de Itabuna

Itabuna pode realizar nos próximos dias, algo que vai ficar na história da cidade. Durante anos de diversas gestões, nunca foi feita uma licitação para o transporte coletivo. O ex-prefeito Fernando Gomes de Oliveira, instituiu a empresa na época, Nossa Senhora de Fátima, que pertencia ao grupo de Maria Alice Araújo, Presidente do DEM, para explorar as linhas urbanas. Esse grupo enriqueceu as custas do péssimo serviço do trasporte urbano prestado a população. Geraldo Simões, José Nilton Azevedo e a Câmara de Vereadores nunca se importaram com essa situação.

O Prefeito Claudevane Leite (PRB), disse em uma reunião com os empresários de transporte coletivo de Itabuna, que não concederá nem um aumento se quer. Isso criou uma revolta nos bastidores. Os empresários forçaram os rodoviários a deflagrarem uma greve na cidade. Uma forma de pressionar o Governo Municipal, a ceder o aumento da passagem. Vane dará entrevista nesta terça feira (20), ao programa Balanço Geral – Tv Cabrália – Record Bahia, e promete fazer revelações bombásticas ao apresentador Tom Ribeiro. O prefeito já afirmou que vai abrir licitação para o transporte urbano, o que significa que as empresas de outros estados poderão participar do pregão.

Confira abaixo o relato na íntegra de uma usuária do transporte coletivo;

Tom, é inaceitável o que está acontecendo com o transporte coletivo em Itabuna. Hoje mesmo cheguei naquele ponto do Paty, no São Caetano às 07:50hs para pegar o coletivo até a Praça Olinto leone, e o primeiro ônibus só chegou às 08:23, completamente lotado, o ponto a esta altura já estava completamente cheio e os passageiro reclamando. Todos chegando atrasados no serviço por conta da irresponsabilidade dos proprietários de transportes em Itabuna. Francamente Tom, tem coisas que só acontecem em Itabuna mesmo. Quando é que este monopólio vai acabar hein? Abraços….

Empresas de ônibus apoiam campanha Novembro Azul em Itabuna

Em meio a prevenção do diabetes a Associação das Empresas de Transportes Urbanos de Itabuna (AETU) aderiu à campanha Novembro Azul, que busca chamar a atenção para os cuidados de uma das doenças que mais provoca amputações e vítimas fatais em todo o mundo.

Ônibus aderem à campanha Novembro Azul (Foto: Divulgação/AETU)
Ônibus aderem à campanha Novembro Azul (Foto: Divulgação/AETU)

Desde o final de semana, cerca de 100 ônibus das empresas São Miguel e Rio Cachoeira estão circulando com banners da campanha Novembro Azul contendo mensagens sobre os riscos dos diabetes. Além disso, motoristas e cobradores das duas empresas estão usando símbolos com a cor azul.

De acordo com o diretor da Viação Rio Cachoeira, “mais de um milhão passageiros circulam pelos coletivos, o que dá uma grande visibilidade à campanha”.

“Essa é uma campanha que tem uma repercussão nacional e é importante que todos contribuam para que as pessoas conheçam os riscos e saibam como prevenir o diabetes”, diz o diretor da Viação São Miguel, Isaias Freitas.

A campanha Novembro Azul terá seu ponto alto no próximo dia 9 (sábado) com a realização do Mutirão do Diabético de Itabuna, promovido pelo Hospital de Olhos Beira Rio e Associação dos Diabéticos de Itabuna. O Dr. Rafael Andrade, coordenador do Mutirão, destaca o apoio das empresas de ônibus, “que dão um belo exemplo de responsabilidade social” e diz que “a participação da sociedade organizada vem sendo fundamental para que Itabuna se consolide como a capital nacional na prevenção do diabetes”.

AETU adéqua Lei do Motorista no transporte público de Itabuna

A Associação das Empresas de Transportes Urbanos (AETU) com apoio da Secretaria de Transportes de Itabuna (SETTRAN) está adequando o Sistema Municipal de Transporte Urbano e Rural de acordo com a Lei Federal nº 12.619 de 30 de abril de 2009 que dispõe sobre o exercício da profissão de motorista.

Dentre outras providências, está sendo implantado o descanso mínimo de 1 hora (e máximo de 2h), que podem ser divididos em intervalos menores, o que implicará em paradas de 10 à 20 minutos ao fim de cada viagem. A fiscalização de transporte do município está se empenhando para que a adequação ocorra sem prejuízo aos usuários, realizando testes e adaptações em todas as linhas, efetuando as paradas de descanso sempre nos pontos finais, acompanhada por fiscais e cumprindo com eficácia o horário programado de todas as linhas, firmando ainda o compromisso de disponibilizar a tabela de horários para a comunidade ao fim do processo de adaptação à Lei do Motorista.

Índice de gratuidade no transporte coletivo em Itabuna passa de 40%

Município possui um dos maiores índices de gratuidade no transporte coletivo

Itabuna possui um dos maiores índices de gratuidade no transporte coletivo, o que acaba pesando na composição da tarifa. Entre os dias 1º. e 24 de agosto, por exemplo, 910.535 usuários pagaram a passagem e 334.973 viajaram de graça. Além disso, 163.841 estudantes pagaram apenas meia tarifa, totalizando 448.050 usuários com gratuidade ou desconto de 50%. Pelo levantamento, o índice de gratuidade oscila entre 40% e 45% a depender do mês.

Além dos idosos acima de 65 anos, garantidos pela Constituição Federal, a lista de usuários que tem isenção de 100% na tarifa inclui agentes comunitários, agentes de endemias, fiscais de tributos, fiscais de obras e meio ambiente, fiscais de transporte, fiscais de vigilância sanitária, deficientes físicos com acompanhante, deficientes sem acompanhante, guardas municipais, sindicalistas comissários de menores, e do Conselho Tutelar, policiais militares e civis, funcionários dos Correios e da 5ª. Ciretran, oficiais de justiça, pacientes em tratamento de hemodiálise e motoristas e cobradores de empresas de ônibus.

Na prática isso significa que o usuário que paga a ´tarifa cheia` arca com parte dos custos de quem não paga nada, além de puxar o preço da passagem para cima.

Secretário promete passagem a 1 real

A passagem de ônibus para estudantes em Itabuna pode baixar para R$ 1,00. O secretário de Transporte e Trânsito, Clodovil Soares, afirmou nesta quarta-feira (10) que está sendo feito um estudo com esse objetivo.

Ele disse que é muito provável que a tarifa para os estudantes passe de R$ 1,10 para R$ 1,00. Hoje, a passagem integral no transporte coletivo em Itabuna custa R$ 2,20.

Além da possibilidade de redução na tarifa, o secretário confirmou que a Prefeitura de Itabuna está fazendo auditórias nas empresas de transporte coletivo. Ele também prometeu melhorias nos serviços para toda a população.

Jornalista Davdson Samuel

Estudantes farão manifestação contra aumento da passagem de ônibus

Estudantes e moradores de Itabuna e região farão uma manifestação na tarde desta sexta-feira (7) contra o aumento do valor da passagem de ônibus no município. No última dia 3 de junho, o Conselho Municipal de Transporte aprovou o aumento, elevando o valor da passagem para R$ 2,50. O protesto ocorrerá como forma de uma passeata pela avenida do Cinquentenário com concentração às 14 horas desta sexta-feira no Jardim do Ó.

Segundo o estudante da UESC e membro do Conselho Municipal de Transportes de Itabuna, Robenilson Sena, na reunião que teve como pauta a análise da planilha de custos e o início das discussões referentes ao valor da tarifa, foi apresentada pelos empresários do setor uma planilha de custos incompleta, não significando transparência, pois, sem os documentos e sem as informações dos fluxos de caixa mais as notas fiscais que discriminam os valores reais e as marcas dos insumos adquiridos pelas empresas, não seria possível afirmar que está tudo correto.

Ainda de acordo com Robenilson, a recomendação dos especialistas em transportes é entregar o serviço a quem ofertar o menor preço por quilômetro rodado de ônibus. A tarifa então poderá ser facilmente calculada de forma a ratear custos entre os usuários e eventuais subsídios. Por conta desses e de outros motivos, uma manifestação será realizada na avenida Cinquentenário nessa sexta-feira, com concentração no Jardim do Ó às 14 horas.