Servidores da Prefeitura são investigados por salários indevidos

Será enviado ainda nesta semana para a procuradoria jurídica e para o Ministério Público de Itabuna o relatório final da auditoria realizada no setor de Recursos Humanos da prefeitura que investigou os “supersalários” de funcionários.

A auditoria realizou a investigação de 2006 a 2012 e foram detectados salários exorbitantes, onde pessoas que ganhavam salário mínimo chegavam a retirar valores 10 ou 15 vezes maiores.

Segundo informações, há uma servidora que recebeu indevidamente R$ 350 mil, já uma conhecida servidora do governo passado recebeu R$ 180 mil indevidamente.

A “máfia” desviou dos cofres da prefeitura aproximadamente R$ 5 milhões e, muitos desses envolvidos ostentam riqueza.

A procuradoria jurídica vai realizar o processo administrativo e, se comprovado a culpabilidade dos acusados, serão demitidos a bem do serviço público. O Ministério Público fará uma investigação criminal e os culpados poderão ser presos.

Um comentário para “Servidores da Prefeitura são investigados por salários indevidos”

  1. alan calixto

    não se devolve nada e ainda pega 15 dias de cadeia (se pegar) e pronto, continua com os bens e a riqueza de sempre. como tudo no Brasil.

Os comentários estão fechados.