Reforma na emergência do HBLEM entra em fase final

Fotos: Gabriel de Oliveira

O “faxinaço” que começou a ser realizado em março no Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães entrou em sua fase final. As mudanças na estrutura física no Hospital de Base já são visíveis, especialmente na Emergência, resultado das reformas que vêm sendo feitas pela direção da Fundação de Assistência à Saúde de Itabuna – FASI. O presidente da Fasi, Paulo Bicalho, destaca que devido à quantidade de reparos a Emergência, na prática, passou por uma mini-reforma, que utilizou os mesmos recursos financeiros recebidos em anos anteriores. “Isso só foi possível com muito trabalho e, o melhor, mantendo a folha de pagamento em dia. Os outros setores do hospital devem seguir a mesma linha”, esclareceu.

Segundo Bicalho, o faxinaço, como passou a ser chamado o trabalho de requalificação física do HBLEM, é parte da readequação da unidade ao padrão de protocolo de emergências. Para tanto, serão realizadas ainda capacitações com a equipe administrativa, enfermeiros e médicos visando adequações funcionais à nova fase do pronto socorro e preparo para melhor receber a população.

As melhorias na Emergência do hospital constam de nivelamento de piso; reparos nas redes elétrica e hidráulica; colocação de azulejos nas paredes; teto de gesso; eliminação de infiltrações; substituição de caixões e portas; limpeza geral dos banheiros, sala de espera e recepção. Também foi feita a recuperação de parte dos equipamentos e mobiliário antigos, alguns serão reaproveitados e outros identificados como sucata.

Próximas etapas

A Prefeitura de Itabuna fez um investimento extra, nesta fase final do faxinaço, para garantir a compra de aparelhos de ar-condicionado, luminárias e computadores. Agora os servidores iniciam a pintura, aplicação das sinalizações interna e externa e a instalação de equipamentos de ar condicionado, ventilação e iluminação.

Na lateral da entrada da emergência será feita uma área para atendimento e gestão de leitos, objetivando atender à regulação já iniciada pela Secretaria de Saúde do Estado (SESAB). Os leitos disponíveis no Hospital de Base serão informados à Sesab, por sistema online, e as ocupações serão por prioridade.

“Já terminamos o trabalho nos setores ambulatorial e de Raio-X e tiramos o material que estava no depósito. Estamos animados e os funcionários motivados para continuar”, diz Paulo Bicalho. Durante o período de melhorias não houve interrupção dos serviços do hospital, a continuidade foi assegurada, mesmo com o faxinaço acontecendo em setores diversos.

Os comentários estão fechados.