PSDB decide ficar neutro no segundo turno e libera apoio de filiados aos candidatos

O presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, anunciou nesta terça-feira (8) que o partido decidiu liberar seus filiados para apoiar quem quiserem na disputa pela Presidência da República. Derrotado no primeiro turno das eleições presidenciais , Alckmin informou a decisão durante uma reunião da direção nacional da sigla em Brasília.

“O PSDB decidiu liberar os seus militantes e os seus líderes. Nós não apoiaremos nem o PT nem o candidato Bolsonaro. O partido não apoiará nem um nem outro e libera seus filiados e líderes para que decidam de acordo com sua consciência, com sua convicção e com a realidade de seus estados”, afirmou Geraldo Alckmin .

Os comentários estão fechados.