Protestos chegam ao sexto dia e caminhoneiros seguem com manifestações em rodovias brasileiras

Mesmo com a determinação do governador Michel Temer (PSDB) de colocar nas ruas as forças nacionais e federais, a paralisação dos caminhoneiros entra no seu sexto dia neste sábado. Em Minas Gerais estão bloqueados 63 trechos em rodovias federais. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em todos os pontos somente os veículos de carga estão sendo impedidos de circular. Os carros seguem normalmente.

Os seguidos dias de manifestações já afeta alguns serviços. Risco de desabastecimento de água. Suspensão da coleta de lixo. Falta de materiais nos hospitais. Postos sem gasolina e álcool. Escolas, universidades e faculdades sem aula. Parques e zoológicos fechados. Esses são alguns dos serviços públicos prejudicados em Minas Gerais devido aos protestos de caminhoneiros contra a alta no preço dos combustíveis.
Os comentários estão fechados.