Professores das quatro universidades estaduais fazem paralisação de 24h

Professores das quatro universidades estaduais da Bahia fazem paralisação das atividades por 24 horas nesta terça-feira (28). O protesto foi validado nas assembleias da categoria em outubro deste ano, para que os portões pudessem ser fechados nesta terça-feira. Um indicativo de greve também foi aprovado. A Universidade Estadual de Santana Cruz (UESC), também paralisou suas atividades.

A UESC também paralisou suas atividades, entretanto, alguns cursos mantiveram as aulas nesta terça (28).

Os professores pedem a destinação mínima de 7% da receita líquida de impostos do estado para o orçamento anual das universidades. Conforme a Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb), entre 2013 a 2016, as universidades baianas acumularam redução de R$ 213 milhões no orçamento. Na Uneb, 279 professores estão com direitos trabalhistas negados, conforme a associação.

Em contato com as assessorias da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) informaram que têm conhecimento do indicativo de greve.A Uesb disse que não vai se posicionar sobre o caso e A Uefs informou que os docentes fizeram panfletagem no campus no início da manhã, mas voltaram às atividades.

Os comentários estão fechados.