Procon de Itabuna registra 784 queixas no quadrimestre

Procon 2013O balanço da Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Itabuna mostra que o órgão municipal de fiscalização tem sido cada vez mais procurado. No primeiro quadrimestre foram 784 reclamações, das quais 121 em janeiro, 171 em fevereiro, 266 em março e 226 em abril.

O diretor do Procon, Marcos Bastos Ribeiro, explica que o número de atendimentos no mês de abril foi comprometido em decorrência da suspensão dos serviços por uma semana em razão do arrombamento da sede do órgão e a realização obras no local. Ele acredita que o aumento na procura pelos serviços neste início de ano deve-se a eficiência na resolutividade dos problemas.

Marcos Bastos assegura que parte das queixas é resolvida na hora, sendo que muitas delas com ida dele diretamente à empresa e outras por telefone. “A todo o momento buscamos fazer acordo que garanta o direito do consumidor. São poucos casos que o cliente precisa esperar até 20 dias”.

Queixas

As principais reclamações no Procon foram contra o descumprimento de prazo, suspensão de serviços com contas pagas, aquisição de produtos com defeito, cobrança por serviços não prestados e falta de assistência de produtos em garantia. “As empresas estão cada vez mais preocupadas em vender seus produtos e quase nunca prestam bons serviços no pós-venda, garantindo assistência técnica para o consumidor”, observa Marcos Bastos.

Os dados do Procon mostram que as lojas de móveis e eletrodomésticos lideram o ranking de reclamações, com registro de 162 queixas, que representaram 21% do total de atendimento realizado nos primeiros quatro meses do ano. Na segunda colocação aparecem as empresas de telefonia móvel e fixa, com 132 reclamações (17%); seguidas dos bancos e financeiras que responderam a 133 ocorrências.

As empresas de cartões de crédito, planos de saúde, prestadores de serviços privados, compras pela internet, comércio e vendas de produtos em geral, companhias de água e eletricidade também aparecem no ranking de reclamações no Procon de Itabuna. Do total de queixas, 107 geraram processos administrativos, sendo que somente 12 ainda não tiveram suas demandas resolvidas.

O Procon funciona de segunda a sexta-feira, das 13 às 18 horas, na rua Ruffo Galvão, número 19, em frente ao Fórum Ruy Barbosa. Além de Itabuna, são atendidos consumidores de municípios como Itapé, Itajuípe, Buerarema, Coaraci, Ubaitaba, Barro Preto e Ibicaraí. As dúvidas podem ser tiradas pelo telefone (73) 6135210.

Os comentários estão fechados.