Prefeitura de Itabuna planeja intervenção no Centro Comercial

Uma visita in loco aos diversos setores do Centro Comercial de Itabuna foi o primeiro passo dado pelas secretarias municipais da Administração, da Indústria e Comércio, do Desenvolvimento Urbano (Sedur), da Assistência Social e da Agricultura e Meio Ambiente para o planejamento de um projeto de intervenção e execução de ações emergenciais na principal central de abastecimento da cidade.

Inaugurado na década de 70, o Centro Comercial de Itabuna nunca passou por um processo de modernização e melhoria efetiva das condições de funcionamento e, hoje, reflete mais de três décadas de abandono e descaso, com problemas estruturais que vão desde a precariedade na manutenção e conservação dos boxes, à falta de higienização e padronização das barracas que funcionam no local.

Segundo o secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Lanns Almeida Filho, que esteve no local juntamente com a secretária da Administração, Mariana Duarte Alcântara, do diretor de Indústria e Comércio, Rosivaldo Pinheiro e do diretor da Sedur, Emanoel Alves Júnior, a ideia de levar membros da equipe do governo para verificar as reais condições do Centro Comercial parte de uma percepção de que é necessário o envolvimento efetivo dos mais diversos setores da administração municipal para que a intervenção planejada para o local possa não ser apenas uma ação pontual, “mas que seja algo que possa perenizar a presença e a ação governamental neste espaço público”, frisou.

Já a secretária Mariana Alcântara destacou a necessidade de envolver diretamente os comerciantes que atuam na central de abastecimento no processo de planejamento e nas ações que serão executadas para que eles se sintam e sejam corresponsáveis de fato e de direito no processo de transformação. “Todos nós sabemos que a intervenção governamental é imprescindível para que haja uma mudança de toda estrutura funcional do Centro Comercial de Itabuna”.

“Porém, o governo sozinho não será o suficiente para mudarmos a mentalidade e o comportamento das pessoas de que este é um espaço público que precisa ser preservado nas melhores condições de higiene possíveis, principalmente daqueles que trabalham e obtém aqui o sustento de suas famílias. Neste sentido, os comerciantes e feirantes serão os principais parceiros para que a intervenção planejada alcance os objetivos esperados”, argumentou a secretária.

Ela adiantou que visando melhorar as condições de segurança no local, a Prefeitura irá implantar o serviço de videomonitoramento, a exemplo do que será feito em outros espaços públicos. Já o diretor da Sedur, Emanoel Júnior informou que, emergencialmente, será realizado um faxinaço em toda área do Centro Comercial e investimentos na melhoria do sistema de iluminação. A reunião contou ainda com a participação do administrador do Condomínio Centro Comercial, Daniel Santos, além de representantes da Secretaria da Assistência Social.

Os comentários estão fechados.