Prefeito e vice são cassados por compra de votos em eleições

Foto: Reprodução

O prefeito e a vice-prefeita de Abaré, no vale do São Francisco, Benedito Pedro da Cruz (PMDB) e Margarete Rodrigues da Silva, os dois do PMDB, tiveram os mandatos cassados. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) ainda estabeleceu para cada um multa de R$ 21.282. Os dois são acusados de terem se beneficiado em troca de cestas básicas em 2012. O então prefeito da época, Delísio Oliveira da Silva, responsável pela entrega das cestas, também foi responsabilizado e pagará multa de R$ 42.564. Em julho de 2015, o juiz eleitoral do município já havia afastado o prefeito e a vice-prefeita de Abaré pelo mesmo motivo (ver aqui). De acordo com a sentença, os produtos alimentícios foram distribuídos por servidores da Secretaria de agricultura por ordem de Delísio Oliveira Da Silva, que apoiava a chapa Benedito e Margarete. A decisão colegiada acompanhou na íntegra o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE). Os dois também ficam inelegíveis por oito. Benedito e Margarete podem interpor embargos de declaração (para esclarecer a decisão judicial) no próprio TRE. Depois, podem recorrer para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os comentários estão fechados.