Prefeito descarta privatização ou concessão da Emasa

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, voltou a garantir o compromisso de não privatizar a Emasa, nem fazer uma concessão da empresa. Defendeu que o que é preciso, neste momento, é buscar parcerias que tragam recursos necessários para o avanço do sistema de saneamento municipal, que garanta o emprego dos servidores da empresa, que não represente aumento na tarifa e ofereça um serviço de excelência à sociedade.

 

Em artigo distribuído aos principais veículos de comunicação do sul da Bahia, neste final de semana, Vane anunciou um Chamamento Público para Procedimento de Manifestação de Interesses (PMI) visando à realização de estudos que demonstrem a viabilidade técnica e econômico-financeira da Emasa. “Trata-se de uma nova modelagem jurídica e institucional da empresa, adequada para subsidiar a implantação de um novo modelo de gestão dos serviços públicos de saneamento básico, inclusive o fornecimento de água e esgotamento sanitário no Município de Itabuna.

Os comentários estão fechados.