Possível fechamento da Nestlé em Itabuna preocupa Augusto Castro

Nestlé-de-Itabuna-dpaOs rumores de que a fábrica de secagem da Nestlé em Itabuna será fechada se tornaram motivo de discussões na Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa da Bahia e preocupam especialmente o deputado estadual Augusto Castro, líder do bloco PSDB/PRB/PSC. Tendo sua principal base, ele receia que a saída da Nestlé aprofunde a crise enfrentada pela região.

A informação de que a unidade será desativada foi trazida a público em reunião da Comissão de Agricultura, pelo deputado Eduardo Salles (PP). Ligado ao setor agropecuário, o parlamentar disse que o possível fechamento da unidade já deixa produtores apreensivos, em virtude do impacto negativo que irá gerar, sobretudo na cadeia produtiva do leite. Segundo informações, a Nestlé tem reduzido a compra da matéria-prima, que já chegou a uma demanda de 450 mil litros/dia e hoje está em 150 mil litros.

Para o deputado Augusto Castro, outro motivo de forte temor é que a consequência imediata de uma eventual desativação será a demissão de trabalhadores. “Esse perigo é o que mais nos preocupa, pois nossa região ainda enfrenta consequências de uma crise severa e não precisa de mais essa má notícia”, declara o parlamentar do PSDB.

Augusto lembra que a Nestlé ainda recebe incentivos fiscais do município e do Estado, por isso ele conclama os representantes do Executivo nas duas instâncias a se envolver no debate. “O prefeito de Itabuna e o governador não podem ficar calados, esperando o desastre acontecer”, afirma. Na reunião de ontem (5), a Comissão de Agricultura aprovou por unanimidade o encaminhamento de convite para que o presidente da Nestlé no Brasil esclareça a situação junto ao colegiado.

Um comentário para “Possível fechamento da Nestlé em Itabuna preocupa Augusto Castro”

  1. rosa

    Demonstração clara da falta de representatividade…….saudades dos coronéis !

Os comentários estão fechados.