Porto Seguro registra 4 assassinatos em 3 dias

Informações do Sul Bahia News.

Em plena alta temporada de verão, Porto Seguro vive um clima de insegurança nos primeiros dias de 2014. Homicídios vêm ocorrendo um após outro e a polícia faz apenas o papel burocrático de levantamentos cadavéricos, medicina legal e abertura de inquéritos. O crime contribui para piorar a imagem da cidade turística, que figura entre as mais violentas do país.

Na tarde de sexta-feira, 3 de janeiro, foi registrado o 4º homicídio do ano, mais uma vez no bairro Baianão, onde a Polícia Militar instalou uma Base de Segurança, com muitas viaturas e um efetivo de 80 homens, que não conseguem conter a criminalidade no bairro.

A Polícia Civil de Porto Seguro abriu inquérito para apurar a morte do segurança Nilton Cezar Alves Bandeira, de 43 anos, executado com três tiros no tórax, por volta das 14h30 de sexta-feira em um bar na rua São Jorge, praça do Gravatá, no bairro Baianão.

A delegada plantonista Lídia Chantrelle terminou de ouvir as testemunhas no começo da noite, na 1ª Delegacia Territorial. Não foi informado se existem suspeitos ou motivação para o crime. Conforme a polícia, Nilton Cezar estava no local tomando conhaque quando um homem chegou em uma bicicleta e fez o primeiro disparo em sua direção.

Já alvejado, Nilton Cézar correu para a cozinha da residência anexa ao bar, mas foi perseguido pelo bandido, que disparou outras vezes. O segurança morreu no local.

Nilton Cezar, que era mais conhecido na localidade como Tuché, era solteiro e natural de Itagimirim.

Os comentários estão fechados.