De portas fechadas nome de novo representante do PT é debatido em reunião

A noite desta segunda-feira (7) foi de longa reunião para a comissão do governador do Estado da Bahia. Eles se reuniram para definir a estratégia de escolha do nome do PT para a sucessão do governador Jaques Wagner e os quatro pré-candidatos.

Eles chegaram a uma prévia da decisão final que será anunciada em até 30 dias. Neste período serão realizados diversos encontros com alguns interlocutores petistas.

O nome a ser divulgado sairá de um acordo em que terá peso igual ou equivalente aos posicionamentos do governador Jaques Wagner, da direção nacional do partido, da direção estadual, dos deputados federais e estaduais e dos interlocutores de prefeitos petistas. Dia 14 já está marcada uma rodada.

Existem especulações de que esta aceleração do processo tende a favorecer o chefe da Casa Civil, Rui Costa, pelo seu posicionamento e proximidade com o comandante Jaques Wagner.

O objetivo desta decisão é amenizar os desgastes do partido, já que a disputa tem provocado fissuras em diversos locais. Com a definição, será possível trabalhar a unidade do partido e fortalecer a base para o pleito.

Os pré-candidatos acataram a decisão e a expectativa é de que não haja prévia, ou seja, com a definição do nome em 30 dias os outros três retiram as candidaturas e passam a incorporar as fileiras do representante petista.

Os comentários estão fechados.